NFL

Scramble #1: Falcons atropelam Panthers, Bills “zeram” Patriots e mais dos jogos das 14h

Julio Jones Falcons

Crédito: Instagram/reprodução

Atlanta Falcons (3-1) 48 x 33 Carolina Panthers (1-3)

O cara do jogo: Julio Jones (12 recepções, 300 jardas e um TD)

Os Panthers ficaram a oito pontos dos Falcons faltando menos de cinco minutos para o fim, e, de novo, faltando pouco menos de dois minutos. Mas a equipe da Carolina do Norte não mereceu vencer em nenhum momento do jogo. No fim, perderam a chance de uma virada permitindo uma conexão sensacional que rendeu um touchdown de 75 jardas de Matt Ryan para Julio Jones (vídeo abaixo). O lance foi a cereja no bolo de uma partida espetacular de ambos: 300 jardas para o wide receiver, recorde da história da franquia, em 12 recepções e um touchdown, e 503 jardas para o quarterback, com quatro passes para touchdown, uma interceptação (retornada para TD) e 28 passes em 37.

Jones é o quarto jogador da NFL nos últimos 50 anos, conhecidos como “Era Super Bowl, – e sexto em toda a história – a chegar a 300 jardas em uma partida. O último a atingir o feito foi Calvin Johnson com 329 jardas em 2013.

Antes da reação dos Panthers, o atual campeão da NFC simplesmente não produzia no ataque, com a linha ofensiva falhando em proteger Cam Newton e abrir espaços para Mike Tolbert e Cameron Artis-Payne (49 jardas corridas do ataque, apenas). Newton, ao tentar uma conversão de dois pontos no último quarto, levou uma pancada no capacete e teve que sair com suspeita de concussão.

Mas o problema principal não foi Newton ou o substituto Derek Anderson, que foi bem até cometer uma pick six ridícula, na campanha que poderia empatar o jogo no fim, e lançar uma segunda interceptação. A defesa dos Panthers teve uma péssima partida, permitindo que Julio Jones passeasse sobre a secundária e múltiplas big plays. Os Panthers agora estão dois jogos atrás dos próprios Falcons, líderes da NFC South.

Ryan com Julio Jones

New York Jets (1-3) 17 x 27 Seattle Seahawks (3-1)

O cara do jogo: Russell Wilson (23/32, 309 jardas e 3 TDs)

Ryan Fitzpatrick achou Brandon Marshall, marcado por Richard Sherman, para um belo touchdown no segundo quarto, cortando a diferença no placar para 14 a 10. E ficou convencido. Acabou sendo interceptado por causa disso duas vezes pelo próprio Sherman. Fitzpatrick foi interceptado três vezes e sackado quatro, e o ataque dos Jets entregou posses para os Seahawks.

Russell Wilson, mesmo machucado no joelho, aproveitou as chances a mais, abusando de seu braço e tendo uma partida sensacional. Jimmy Graham (113 jardas em seis recepções) mais uma vez mostrou que 2016 pode ser o ano da retomada de sua carreira. Os Seahawks lideram a NFC West, provisoriamente. Já os Jets estão atrás de Patriots e Bills na AFC East.

Wilson para Christine Michael, TD

New England Patriots (3-1) 0 x 16 Buffalo Bills (2-2)

O cara do jogo: Zach Brown (18 tackles, 13 solo e 3 para perda de jardas)

Rex Ryan é o homem mais feliz do planeta hoje. Apesar de não ter sido contra Tom Brady, seus Bills conseguiram bater os Patriots em Foxborough e deixar o time de Bill Belichick zerado, em uma partida sensacional da defesa, especialmente de Zach Brown, que somou 18 tackles totais (13 solo) e três para perda de jardas. Os Bills não foram espetaculares no ataque, com Tyrod Taylor somando 246 jardas em 27/39 e 1 touchdown, e bem eficiente em terceiras descidas (7 de 15). LeSean McCoy teve 108 jardas, 70 corridas e 38 recebidas, com um TD aéreo.

Os Patriots não saíam zerados em seu estádio desde um 6 a 0 contra o New York Jets em 1993. Foi também a primeira vez que os Pats não anotaram pontos no Gillette Stadium, casa da equipe desde 2002, incluindo um field goal errado de Stephen Gostkowski (até ele!). Jacoby Brissett não teve o mesmo impacto que na partida contra os Texans, com 17 de 27 passes corretos e 205 jardas, mas apenas uma conversão de terceira descida em 13 tentadas. Sem ritmo, o ataque dos Patriots naufragou pela primeira vez no ano. Sorte que Tom Brady já volta na próxima partida.

Baltimore Ravens (3-1) 27 x 28 Oakland Raiders (3-1)

O cara do jogo: Derek Carr (25/35, 199 jardas e 4 TDs)

Os Ravens estavam escapando com mais uma vitória no fim, mas o quarto passe para touchdown de Derek Carr saiu com 2:12 faltando, em uma linda conexão para Michael Crabtree para virar o placar no fim e conseguir uma boa vitória em Baltimore contra os Ravens, que conseguiu reverter uma desvantagem de nove pontos no último quarto.

Os Ravens tiveram seus momentos, com um belo passe de Joe Flacco de 52 jardas para Steve Smith, e até um TD corrido do camisa 5. Mas a defesa não conseguiu parar a conexão de Carr para Crabtree, que gerou três touchdowns, tirando a invencibilidade dos corvos.

Carr para Crabtree para virar o jogo

Flacco para Smith, TD de 52 jardas

Carr para Crabtree novamente

Washington Redskins (2-2) 31 x 20 Cleveland Browns (0-4)

Cara do jogo: Kirk Cousins – 21 passes para 183 jardas, três touchdowns e uma interceptação em 27 tentativas de passe

O Washington Redskins conseguiu avançar muito bem no campo e aproveitou as suas chances na red zone para ganhar o jogo contra o Cleveland Browns. Além disso, a franquia da capital americana aproveitou os turnovers dos Browns – marcando dois touchdowns em três posses após turnovers (dois fumbles e uma interceptação) – para conseguir a vitória. Vale notar que esses dois touchdowns, ambos no último quarto, deram a virada e a vitória após os Browns terem feito uma grande partida de recuperação e terem passado à frente do placar no terceiro quarto.

Durante o jogo, o tight end Jordan Reed foi o grande destaque no jogo aéreo dos Redskins, fazendo nove recepções para 73 jardas e dois touchdowns. No jogo corrido, Matt Jones chamou a responsabilidade e ficou com 117 jardas e um touchdown e teve a média de 5,3 jardas por carregada.

Touchdown de Jordan Reed no fim do primeiro quarto

Interceptação de Josh Norman, que depois resultou em um touchdown

Chicago Bears (1-3) 17 x 14 Detroit Lions (1-3)

O cara do jogo: Brian Hoyer – 28 passes para 302 jardas e dois touchdowns

Comandado por Brian Hoyer, substituto do lesionado Jay Cutler, o Chicago Bears conseguiu a sua primeira vitória na temporada, interrompendo a sequência de seis jogos em casa com derrotas. Vale destacar que o calouro dos Bears, Jordan Howard correu para 111 jardas, sua maior marca na carreira, e Eddie Royal fez sete recepções para 111 jardas e um touchdown. O time de Chicago ficou à frente do placar durante toda a partida.

Os Lions só conseguiram encostar no terceiro quarto, após converterem o o segundo field goal na partida para deixar o placar em 7 a 6 . Um touchdown e um field goal colocaram os Bears em larga vantagem novamente, mas um grande punt return (85 jardas) de Andre Roberts resultando em TD – Golden Tate fez a conversão de dois pontos – com 1:52 restando no relógio recolocou os visitantes na partida. No fim, os Bears recuperaram o onside kick tentado pelo Lions e garantiram a vitória.

Grande jogada de Brian Hoyer para touchdown de Eddie Royal

Passe de 64 jardas de Hoyer para Royal

Houston Texans (3-1) 27 x 20 Tennessee Titans (1-3)

O cara do jogo: Will Fuller V – sete recepções para 81 jardas e um touchdown, além de um retorno de punt para touchdown que deu a vitória

Em sua primeira partida sem o defensive end J.J. Watt desde 2010, o Houston Texans conseguiu vencer o Tennessee Titans. Apesar do desfalque, Brock Osweiler e Will Fuller V carregaram os Texans, e Marcus Mariota não conseguiu completar suas três tentativas de passe na última chance de vitória dos Titans, que sofreram o turnover por downs. A partida foi muito espelhada. Após os mandantes abrirem o jogo com dois touchdowns e os visitantes anotarem um field goal no primeiro quarto, o segundo quarto foi marcado por dois touchdowns do time de Tennessee e dois field goals da equipe texana.

A vitória foi garantida no terceiro quarto. Após ver o seu rival empatar o jogo com um field goal, e Osweiler ser interceptado,  Will Fuller V conseguiu o touchdown em retorno de punt de 67 jardas. Com isso, a vantagem no placar foi para o time da casa no fim do terceiro quarto. No último quarto, as duas defesas prevaleceram.

Punt return de Will Fuller V

Grande passe de Marcus Mariota para Rishard Matthews

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top