NFL

Scramble #1: Dolphins vencem com jogada incrível, Chiefs garantem divisão e mais

miami-dolphins-comemora

Crédito: Instagram/reprodução

Miami Dolphins (7-6) 34 x 33 New England Patriots (9-4)

O cara do jogo: Kenyan Drake (uma recepção, 55 jardas e 1 TD, mais seis corridas para 24 jardas)

Nós já vimos a tentativa dessa jogada dar errado mil vezes. Nesta tarde, na Flórida, os Patriots mais uma vez sofreram com os Dolphins e a derrota foi doída: com um touchdown de rúgbi, com dois passes laterais e Kenyon Drake cortando um Rob Gronkowski catando cavaco para o TD da vitória por um ponto no fim da partida.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

IT’S A MIAMI MIRACLE! @miamidolphins 😱

Uma publicação compartilhada por NFL (@nfl) em

E o pior para os Pats é que o time não jogou mal. Brady teve 358 jardas e 3 TDs, Gronk passou das 100 jardas e também teve seu touchdown e a equipe ficou cinco vezes à frente no placar. Mas Stephen Gostkowski errou um extra point e um field goal de 42 jardas e eles fizeram falta no fim. Cinco pontos atrás, os Dolphins retornaram até a linha de 31 no kickoff, Ryan Tanehill passou para Kenny Stills, este passou para DeVante Parker e logo a bola estava na mão de Drake, que contou com um belo bloqueio, cortou Gronkowski e entrou na end zone.

Os Dolphins agora têm as mesmas sete vitórias que os Ravens e estão muito vivos na briga pela segunda vaga de wild card.

Buffalo Bills (4-8) 23 x 27 New York Jets (3-9)

Cara do jogo: Sam Darnold (16/24, 170 jardas, um touchdown e uma interceptação)

Por André Garda

Sam Darnold superou Josh Allen (18/38, 206 jardas e duas interceptações) no confronto entre quarterbacks calouros. Elijah McGuire fez o touchdown da vitória em uma quarta descida com 1min17s para o fim e Trumaine Johnson, que teve duas interceptações, parou o signal caller adversário no fim do jogo.

Os Bills começaram a partida com um touchdown e, apesar de terem sofrido um fumble, uma interceptação e um field goal bloqueado, foi para o intervalo ganhando por 17 a 13. Os Jets superaram os dois turnovers em suas duas primeiras posses no terceiro quarto para anotar dois TDs e garantir o triunfo.

Tampa Bay Buccaneers (5-7) 14 x 28 New Orleans Saints (10-2)

Cara do jogo: Drew Brees (24/31, 201 jardas, um touchdown e uma interceptação, além de um TD corrido)

Por André Garda

Drew Brees, que sofreu dois turnovers, liderou o New Orleans Saints para a vitória de virada que lhe deu seu segundo título consecutivo da NFC South. A defesa, que cedeu dois touchdowns na primeira metade, fez a sua parte ao conseguir quatro sacks em Jameis Winston (18/39, 213 jardas, dois TDs para Cameron Brate e uma interceptação). Michael Thomas teve 11 recepções para 98 jardas. Cairo Santos perdeu dois field goals, sendo um de 40 jardas e outro de 46.

A partida teve dois tempos distintos. Na primeira metade, o Tampa Bay Buccaneers foi bem defensivamente, pecou ao perder um field goal, mas foi para o intervalo com vantagem de 14 a 3. Já na segunda metade, o time de Sean Payton foi fatal ofensivamente e zerou o seu rival de divisão, garantindo o triunfo fora de casa e o título da NFC South.

Washington Redskins (6-7) 16 x 40 New York Giants (5-8)

Cara do jogo: Saquon Barkley (14 corridas para 170 jardas e um touchdown, além de quatro recepções para 27 jardas)

Por André Garda

Liderado por Saquon Barkley, o New York Giants abriu 40 a 0 sobre o Washington Redskins, que só conseguiu pontuar no último quarto. Eli Manning completou 12 de 22 passes para 197 jardas e três touchdowns. Evan Engram fez três recepções para 77 jardas. No lado dos Redskins, Mark Sanchez só completou seis de 14 passes para 38 jardas e duas interceptações e foi sacado para a entrada de Josh Johnson (11/16, 195 jardas, um TD e uma interceptação).

O placar foi inaugurado com uma pick six de Curtis Riley e o jogo foi para o intervalo 34 a 0. Os Giants ampliaram sua vantagem com mais um touchdown antes de veram um turnovers se tornar pontuação dos Redskins, que ainda fizeram outro touchdown antes do fim da partida. Em ambas oportunidades a conversão de dois pontos foi convertida.

Houston Texans (9-4) 21 x 24 Indianapolis Colts (7-6)

Cara do jogo: T.Y. Hilton (nove recepções para 199 jardas)

Por André Garda

Andrew Luck (399 jardas e dois touchdowns) e T.Y. Hilton lideraram o Indianapolis Colts para uma vitória importantíssima sobre o Houston Texans, já que uma derrota atrapalharia o sonho por playoffs. O resultado encerra a sequência de nove triunfos consecutivos da equipe de Bill O’Brien. No lado da equipe texana, Deshaun Watson completou 27 de 38 passes para 267 jardas e um TD. Ryan Griffin teve 80 jardas recebidas.

O Houston Texans inaugurou o placar ainda no primeiro quarto, mas não aproveitou a interceptação que fez em seu campo de defesa. Em suas duas últimas posses antes do intervalo, os Colts buscaram a virada (10 a 7). Na volta para a segunda metade, o time de Indiana deu resposta imediata ao TD dos Texans, que anotaria mais um touchdown em sua última posse, mas não conseguiria ter a oportunidade de vencer o confronto.

Cleveland Browns (5-7-1) 26 x 20 Carolina Panthers (6-7)

O cara do jogo: Jarvis Landry (3 recepções, 57 jardas e 1 TD mais 2 corridas, 54 jardas e 1 TD)

Os Panthers estão em crise, pode ter certeza. Neste domingo, em Cleveland, a equipe de Cam Newton perdeu a quinta seguida, com o calouro Baker Mayfield sendo melhor que o MVP da temporada 2015 da NFL. Mayfield acertou 18 de seus 22 passes para 238 jardas, com um belo TD para Jarvis Landry e contou com seus corredores para entrar na end zone: Landry teve um TD corrido de 3 jardas e Nick Chubb também pode chegar na terra prometida.

Já Newton conseguiu somar 265 jardas, mas quando teve uma quarta para o gol na linha de 3 para virar a partida no fim, não conseguiu achar Devin Funchess. Na campanha seguinte foi interceptado em tentativa de passe longo. Agora Gregg Williams, treinador interino dos Browns, tem o mesmo número de vitórias em cinco jogos que Hue Jackson em mais de dois anos e meio.

Green Bay Packers (5-7-1) 34 x 20 Atlanta Falcons (4-9)

O cara do jogo: Aaron Jones (17 carregadas para 78 jardas e 1 TD mais 3 recepções para 28 jardas)

No primeiro jogo da carreira de Aaron Rodgers sem Mike McCarthy na side line, os Packers venceram os Falcons e ainda têm chances mínimas de playoffs. Não foi uma explosão de Aaron Rodgers, que passou para 196 jardas e 2 TDs, mas bateu um recorde interessante: agora ele tem a maior sequência de tentativas de passe sem interceptação, com 359. O antigo dono da marca era Tom Brady com 358 em 2010 e 2011.

Rodgers teve 44 jardas em corridas e viu seu time assumir a ponta com folga com uma pick six de Bashaud Breeland no segundo quarto, um TD de Randall Cobb e outro de Aaron Jones para deixar o placar em 34 a 7 e deixar os torcedores dos Falcons deprimidos com o ano jogado no lixo.

Kansas City Chiefs (11-2) 27 x 24 Baltimore Ravens (7-6) – Prorrogação

O cara do jogo: Tyreek Hill (8 recepções, 139 jardas)

O desafio de hoje para o Kansas City Chiefs no Arrowhead Stadium não foi nada fácil. O Baltimore Ravens e sua defesa de peso impuseram um grande duelo, mas na prorrogação, Harrison Butker se redimiu e acertou o field goal que decidiu o jogo, depois de errar o FG que poderia ter encerrado a partida no tempo regulamentar.

Patrick Mahomes – 25 de 53, 377 jardas, 2 TDs e uma INT – acertou vários passes em quartas descidas, inclusive um em movimento de 40 jardas para Tyreek Hill e mais duas conversões no drive que empatou a partida com 53 segundos faltando. Justin Houston forçou um strip sack em Lamar Jackson mas Butker errou o chute da vitória. Na prorrogação, Mahomes e Hill combinaram em três passes e Butker não errou o chute de 36 jardas. Os Ravens tiveram a bola para tentar ganhar, mas Jackson saiu contundindo e Robert Griffin III não conseguiu completar a terceira e quarta descidas.

Os Chiefs garantiram a AFC West e já estão nos playoffs, enquanto os Ravens vão ter que encarar uma briga de foice pela segunda vaga de wild card da Conferência Americana.

Comments
To Top