NFL

Sam Bradford está pronto para fazer mais trabalhos no minicamp

Sam Bradford, quarterback do Arizona Cardinals

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Arizona Cardinals optou por não forçar o quarterback Sam Bradford durante as OTAs (organized team activities), o que é totalmente compreensível visto que o signal caller lidou com uma lesão no joelho em 2017.

Contudo, a postura da franquia de Glendale em relação à carga de trabalho do quarterback vai mudar a partir da semana que vem, quando os Cardinals vão realizar seu minicamp obrigatório entre os dias 12 e 14 de junho.

“(Seria) mais algo de configuração de time, realmente tentando dar-lhe visuais diferentes do ponto de vista de blitz, também de (ataque) de dois minutos. Hoje foi um dia bom em termos de um dia operacional para nós, e ele não teve nada desse trabalho. Na próxima semana, essas são algumas das coisas que vamos tentar para colocá-lo no ritmo”, declarou o técnico Steve Wilks nesta terça-feira (5), segundo o site oficial do Arizona Cardinals.

Os Cards utilizaram uma escolha de primeira rodada do draft de 2018 para selecionar o quarterback Josh Rosen e ele impressionou durante os primeiros dias de OTAs.

Apesar disso, Bradford é projetado atualmente para ser o QB titular no início da temporada.

Ao segurar Bradford durante as OTAs, o quarterback veterano teve a chance de descansar e os Cardinals parecem felizes ao verem o estágio em que o signal caller de 30 anos de idade está antes do início do minicamp.

“Eu acho que ele está dentro do cronograma”, observou Wilks, de acordo com o site oficial da franquia. “Ele realmente se sente confiante agora em relação a como seu joelho se sente. Novamente, estamos fazendo um grande trabalho em casa com os preparadores e o treinador de força e condicionamento e o levando aonde ele precisa estar. Eu acho que, do ponto de vista mental, ele está se sentindo muito bem”, completou.

Agora resta saber se Bradford conseguirá se manter saudável. Os Cardinals se sentiram bem o suficiente em relação à saúde do QB para fechar um contrato de dois anos com ele durante a free agency. Contudo, vale lembrar que o quarterback tem uma carreira marcada por lesões e Sam conseguiu atuar nos 16 jogos de uma temporada regular em apenas duas oportunidades desde que entrou na liga, em 2010.

Comments
To Top