NFL

Saints perdem para Falcons e estão eliminados da briga por playoffs

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Em duelo decisivo para as pretensões de ambos os times de vencer a divisão NFC South e ir para os playoffs, o New Orleans Saints recebeu o Atlanta Falcons na tarde deste domingo (21), no Mercedes-Benz Superdome, e iniciou a partida de forma arrasadora, marcando um TD nos primeiros 20 segundos de partida. Porém, a defesa da equipe da Louisiana pouco mostrou, foi completamente ineficaz para pressionar o quarterback Matt Ryan e os Falcons conseguiram uma grande virada e venceram pelo placar de 30 a 14. Com esse resultado, o New Orleans Saints, que entrou na rodada dependendo de suas próprias forças para se classificar para os playoffs, está eliminado da briga por uma vaga na pós-temporada.

Já o Atlanta Falcons chega à vice-liderança da NFC South, com campanha de seis vitórias e nove derrotas), ficando atrás apenas do Carolina Panthers (seis vitórias, oito derrotas e um empate), que derrotou o Cleveland Browns, neste domingo, por 17 a 13, e as duas equipes que se enfrentam na última semana da temporada, disputam o título da divisão e também o direito de disputar o título em janeiro.

O quarterback Drew Brees, do New Orleans Saints, melhorou um pouco na segunda metade da partida, mas não teve boa atuação e saiu de campo com 30 passes certos em 47 para 313 jardas e um touchdown lançado, além de duas interceptações sofridas. Pelo ar, Marques Colston foi o principal recebedor do time da casa e encerrou com seis recepções para 80 jardas. Kenny Stills (seis recepções e 68 jardas) e Jimmy Graham (seis recepções, 53 jardas e TD) também foram bem. Mark Ingram correu para 38 jardas totais e fez o único touchdown terrestre dos Saints no duelo.

Do lado do Atlanta Falcons, o quarterback Matt Ryan foi muito bem e conectou 30 passes de 40 lançados para 322 jardas e um touchdown lançado, esse recebido por Eric Weems. O líder de recepções da equipe foi Julio Jones, que fez sete para 107 jardas, e correndo o melhor foi Devonta Freeman (cinco tentativas para 36 jardas e um touchdown).

Na semana 17, a última da temporada regular, o New Orleans Saints enfrenta o frágil Tampa Bay Buccaneers, fora de casa, no Raymond James Stadium, enquanto que o Atlanta Falcons recebe o Carolina Panthers, no Georgia Dome, para mais um clássico da divisão NFC South. Os dois jogos serão disputados às 16h (de Brasília) do domingo (28).

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O jogo – Atuando em casa, o New Orleans Saints não poderia ter começado a partida de uma maneira melhor. Já no kickoff, Jalen Saunders retornou 99 jardas e posicionou o ataque a uma jarda da end zone adversária. Na primeira jogada do ataque, Mark Ingram correu uma jarda e fez o primeiro touchdown do jogo. Saints largando com 7 a 0 nos primeiros 20 segundos de confronto.

Após largar mal no duelo, o Atlanta Falcons conseguiu tirar o zero do placar logo em seu drive inicial, mas foi com field goal de 44 jardas anotado por Matt Bryant, que diminuiu a desvantagem para 7 a 3.

As duas campanhas seguintes, uma dos Saints e outra dos Falcons, terminaram em punt. O ataque do New Orleans Saints voltou a entrar em campo, a 8min17 do término do primeiro quarto, e a equipe avançou até a linha de 34 jardas do território adversário. Porém, em situação de quarta descida para dois, a equipe da casa, que iria arriscar a quarta descida curta, cometeu uma saída falsa e recuou cinco jardas. O técnico Sean Payton manteve a postura de arriscar, mas a conversão de sete jardas não saiu e Drew Brees ainda lançou uma interceptação, que foi feita pelo quarterback Desmond Trufant. Bola nas mãos dos Falcons novamente.

Apesar de ter forçado o turnover, a franquia da Geórgia não aproveitou a chance e chutou o punt logo depois. O placar não foi mais alterado no quarto inicial.

Iniciando o segundo quarto com a posse de bola, o ataque do Atlanta Falcons avançou até a linha de 32 jardas do campo do oponente e Matt Bryant foi novamente preciso, desta vez em field goal de 50 jardas. A diferença a favor dos Saints caiu para apenas um ponto: 7 a 6.

Depois de tomar mais um field goal, o New Orleans Saints teve um drive longo, de 6min12s de duração, e apesar de ter avançado até a linha de 33 do campo de ataque, muito por conta das boas recepções de Kenny Still, Drew Brees acabou sofrendo um sack de Dwight Lowery, tomou um fumble, recuperado pela equipe da Louisiana, e o ataque recuou para a linha de 49 jardas. Assim, o time da casa saiu de distância para field goal e foi obrigado a devolver a bola com punt.

Saindo de sua própria linha de 11 jardas, o ataque dos Falcons aproveitou a fragilidade defensiva da equipe mandante e, com pouquíssimas dificuldades, foi marchando em campo, sobretudo devido aos bons lançamentos do quarterback Matt Ryan. E a última campanha dos Falcons antes do intervalo terminou com o TD da virada. A três jardas da end zone, Marr Ryan deu bom passe curtinho para o wide receiver Eric Weems e ele invadiu a zona de pontuação sem ser encostado:  13 a 7. A primeira metade de partida, que ficou marcada também por alguns desentendimentos entre os arquirrivais, foi encerrada com vantagem parcial dos visitantes.

O terceiro quarto começou sem alterações no placar, já que nem o Atlanta Falcons, que começou recebendo a bola na etapa, nem o New Orleans Saints pontuaram em suas investidas no ataque.

Logo em seu segundo drive, entretanto, o Atlanta Falcons complicou ainda mais a vida dos representantes da Louisiana. Com bons passes de Ryan para Julio Jones e Roddy White, e boas corridas de Jacquizz Rodgers, os visitantes chegaram até a linha de 31 jardas do campo de ataque. Então o running back Devonta Freeman correu 31 jardas pela direita e entrou na end zone para anotar o segundo TD dos Falcons na partida: 20 a 7.

O New Orleans Saints teve uma campanha longa, a última do terceiro quarto, e encerrou a etapa com um bom passe de Brees para Marques Colston, que rendeu 15 jardas e serviu para converter uma terceira descida importante. Os donos da casa estavam na linha de 14 jardas do território inimigo.

A primeira jogada do último quarto foi um passe de Drew Brees para Jimmy Graham, que se esforçou e forçou a entrada na end zone, mas o tight end sofreu um fumble na sequência e a bola foi recuperada pelo Atlanta Falcons. O New Orleans Saints reclamou que o touchdown foi feito, pois a bola cruzou o plano imaginário da end zone, mas a arbitragem, mesmo revisando o lance, manteve a polêmica marcação de campo e deu a posse de bola para os Falcons na linha de 20 jardas, já que Kemal Ishmael conduziu a bola por 18 jardas após o fumble.

O Atlanta Falcons conseguiu ganhar dois first downs em seu drive seguinte, mas a defesa dos Saints conseguiu conter o oponente pouco depois e forçou o punt.

Precisando rapidamente de um TD para se manter com chances de vencer o jogo, o ataque do New Orleans Saints entrou em campo e, em drive excelente, os donos da casa ganharam 87 jardas em 3min40s e entraram na end zone, em passe de Brees para Jimmy Graham. Conexão de quatro jardas e mais sete pontos: 20 a 14.

O ataque do Atlanta Falcons avançou até a linha de 46 jardas do campo de ataque, mas a defesa do New Orleans Saints forçou o punt. Porém, assim que voltou a campo, Drew Brees lançou uma interceptação, em passe para a direita tentando encontrar Nick Toon, e deu a bola aos Falcons na linha de 13 jardas de seu campo, jogando todas as esperanças da torcida no lixo. Pouco depois, Matt Bryant converteu field goal de 32 jardas e ampliou a folga para 23 a 14.

Ainda tentando um milagre, Brees conduziu o ataque até a linha de oito jardas do ataque, mas então sofreu um sack de Jonathan Babineaux, sofreu um fumble e ele ainda foi retornado 84 jardas por Osi Umenyiora para outro TD dos Falcons, já com o cronômetro zerando. Placar final: 30 a 14. Partida encerrada de forma melancólica para os Saints.

Comments
To Top