NFL

Roger Goodell não acha que Colin Kaepernick está sem time porque protestou

Roger Goodell, comissário da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

As 32 equipes da NFL encerraram as suas atividades de offseason e o quarterback Colin Kaepernick permanece sem um contrato, sustentando as especulações de que ele está sendo condenado ao ostracismo por causa de seus protestos no ano passado. Apesar disso, o comissário Roger Goodell contestou essas afirmações.

Segundo Goodell, os times “todos querem melhorar. E, se eles veem uma oportunidade de melhorar como time de futebol americano, eles vão fazer isso. Eles vão fazer o que for necessário para melhorar como equipe de futebol americano. Então, essas são decisões de futebol americano. Eles fazem o tempo todo. Eu acredito que, se uma equipe de futebol americano sente que Colin Kaepernick, ou qualquer outro jogador, vai melhorar seu time, então eles vão contratá-lo”.

Kap ajudou o San Francisco 49ers a chegarem ao Super Bowl em 2012 e tem apenas 29 anos. Além disso, ele teve números sólidos mesmo com os Niners tendo campanha de 2-14, entretanto ele recebeu pouco interesse desde que entrou no mercado de agentes livres.

Recentemente ele visitou o Seattle Seahawks, que acabaram assinando contrato com Austin Davis. O head coach Pete Carroll afirmou que o signal caller é um “titular na liga”, acrescentando: “nós já temos um titular”.

Para alguns, essa escolha mostra que Colin Kaepernick está sendo afastado por causa da sua decisão de se ajoelhar durante o hino nacional. Além disso, John Mara, proprietário do New York Giants, declarou que os fãs da franquia nova-iorquina ameaçaram a parar de torcer para o time se Kap fosse contratado.

“Isso despertou uma conversa, o que penso que é uma parte do que Colin Kaepernick queria fazer”, disse Roger Goodell quando perguntado sobre os comentários de Mara. “Eu não acho que isso afeta as pessoas de dizerem: ‘eu vou fazer o que é para o melhor para minha equipe e dar ao nosso time a melhor chance de vencer’, porque isso é o que todas as equipes fazem”.

Além disso, o comissário fugiu pela tangente quando perguntado se ele gostaria de ver o atleta de 29 anos sendo contratado por uma equipe.

“Eu não me envolvo na decisão de pessoal das franquias. Essas são decisões que os 32 times terão que fazer individualmente. Eles vão dar qualquer coisa por um jogador que eles acham que vai ajudá-los a dar a chance de vencer. E eu acho que o que é bom na NFL é que somos uma meritocracia. E você ganha oportunidades e consegue mantê-las dependendo de como você jogar. É disso que a NFL se trata. Eu acho que é por isso que os fãs adoram o esporte”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top