NFL

Robert Griffin III nega versão de Santana Moss sobre a demissão de Mike Shanahan

Robert Griffin III, quarterback da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O ex-wide receiver Santana Moss afirmou em entrevista no começo desta semana que, quando o Washington Redskins demitiu o técnico Mike Shanahan após a temporada 2013, o então quarterback Robert Griffin III comemorou. Porém, segundo Moss, a empolgação de RGIII acabou o prejudicando no final das contas.

Via Twitter, Griffin negou ter celebrado a demissão e ainda atacou publicamente o ex-companheiro de equipe.

“Não é preciso nenhum subtweet. Santana Moss, eu o tratei como um irmão e sempre te apoiei. Mentir abertamente sobre mim é uma traição…”, escreveu o quarterback, atualmente sem time, nesta terça-feira (19). “Mentiram muito sobre mim ao longo dos anos”, continuou em outro tweet.

Em participação na rádio ‘106.7 The Fan’, Moss afirmou que a percepção era de que Robert Griffin pareceu feliz com a saída de Shanahan na época.

“Quando tudo aconteceu, ouvimos que Mike Shanahan não voltaria no próximo ano, então ouvimos o quarterback como ‘Hey. Mh hmm’”, disse Moss na entrevista. “Como, basicamente, dizendo que você me deixou fora não deixando eu jogar no último ano, nos últimos jogos, e então é isso que acontece. Você é demitido”, observou o recebedor, dizendo que RGIII teve peso na decisão da demissão por parte dos Redskins.

Naquela época, ficou claro que existia um problema de relacionamento entre Shanahan, seu filho Kyle Shanahan, que era coordenador ofensivo na época, e RGIII. As coisas parecem ter começado na temporada de calouro do quarterback, em 2012, que terminou com Griffin sofrendo uma ruptura no ligamento cruzado anterior em uma derrota para o Seattle Seahawks, nos playoffs, mas os problemas realmente só começaram a vir à tona no final da segunda temporada do QB.

O técnico Mike Shanahan então foi demitido com um ano remanescente no contrato e campanha de três vitórias e 13 derrotas naquela última temporada.

E Santana Moss não parou por aí em suas críticas.

“Então vem 2014, Jay Gruden chega, e ele não se importa. Nós vemos isso agora. Ele não se importa. Não se importa com o que ele diz sobre você, não se importa com o que fiz para você”, disse. “E ele detona RG todas as vezes que pode, como em todas as reuniões, e estamos sentados lá olhando como: ‘sim. Quer Saber? Você ficou tão feliz que Mike e Kyle foram embora, mas agora você está sendo criticado todo dia, porque você não está jogando o tipo de futebol americano que precisamos jogar para sermos bem-sucedidos’. Então, isso volta e te morde pelas costas porque agora você vê que esse cara (RGIII) está em casa”, completou.

E Griffin seguiu se defendendo via Twitter.

“Colocado em uma situação impossível com um técnico que nunca me quis. Convenci jogadores como Santana Moss através do trabalho árduo, estudo de vídeo…”, escreveu. “Chegando cedo, indo embora tarde, fazendo horas extras, ficando após o treino e fazendo trabalho extra. Nós vencemos a divisão naquele ano”, continuou RGIII na rede social.

Depois que Shanahan foi demitido, surgiram reportagens de que o técnico não era muito a favor de subir no draft para selecionar Griffin. Vale lembrar que os Redskins venceram a divisão NFC East no primeiro ano do QB na NFL e ele foi ao Pro Bowl.

“No ano seguinte, técnico quer sair, diz que quer sair, diz que nunca me quis como o QB e EU LEVO A CULPA? Vamos, cara. Eu fui o bom soldado”, publicou RGIII. “Alguns querem tão desesperadamente que eu aceite esta narrativa negativa que foi jogada sobre mim. Mas eu não me encaixo. Nunca aceitei. Nunca vou aceitar”, observou.

Houve vários rumores circulando na imprensa sobre a postura de Griffin em meio aos companheiros de equipe durante os dias em que ele estava jogando. Havia uma parte que não se importava com ele e outros que sim.

Na temporada passada, quando estava no Cleveland Browns, RGIII foi votado capitão do time. A franquia de Ohio o dispensou na offseason e ele segue desempregado.

“Provei isso em Cleveland. Escolhido como capitão. Voltei para jogar por meus companheiros apenas para nos ajudar a vencer um jogo. Com o ombro fraturado. Parem com as mentiras”, finalizou o quarterback free agent.

Moss disse ter revelado isso porque tem ressentimento em relação a esse tópico, em parte devido ao seu respeito por Shanahan, que o mudou para a função de slot receiver para ajudá-lo a estender sua carreira.

“Eu apenas sinto que sempre tive mágoa com isso, porque vi isso ao vivo, que aqueles caras (Mike e Kyle Shanahan) se foram por causa de um cara”, finalizou o ex-wide receiver.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top