NFL

Ravens trocam o kicker Kaare Vedvik com os Vikings; veja mais movimentações na NFL

Kaare Vedvik, kicker da NFL

O kicker norueguês Kaare Vedvik está indo para o Minnesota Vikings. Três dias depois de sua bela apresentação na vitória do Baltimore Ravens sobre o Jacksonville Jaguars por 29 a 0, ele foi trocado pela franquia de Maryland.

Os Ravens anunciaram oficialmente a negociação do atleta de 25 anos de idade e, segundo informações do jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, os Vikings vão mandar uma escolha de quinta rodada do draft de 2020 ao rival como compensação.

Vedvik acertou quatro field goals contra os Jaguars na noite da última quinta, incluindo um de 55 jardas, e também chutou dois punts de mais de 50 jardas. Apesar disso, o time de Baltimore não tinha espaço para o kicker/punter, já que Justin Tucker é um dos melhores kickers da NFL e Sam Koch um dos melhores punters da liga.

Em Minneapolis, Vedvik terá a chance de competir por vaga com o kicker Dan Bailey e também com o punter Matt Wile por uma vaga de titular.

Em março, John Harbaugh, técnico dos Ravens, havia dito que esperava que Vedvik “chutasse bem o suficiente para que nós o trocássemos”. O head coach conseguiu que o chutador cumprisse a missão e, agora, o jogador da Noruega terá uma chance de tentar ser um astro de special teams na National Football League.

Confira mais movimentações e notícias de lesões na NFL neste domingo (11):

– O kicker veterano Chandler Catanzaro anunciou sua aposentadoria neste domingo, depois de ter dificuldades durante o training camp e perder dois extra points durante o primeiro jogo do New York Jets na pré-temporada. O técnico Adam Gase disse que Catanzaro, atualmente com 28 anos, anunciou seus planos no dia seguinte ao jogo.

“Ele chegou na manhã de sexta-feira e me disse que tinha dado para ele, que estava se aposentando”, falou o head coach.

Catanzaro também fez uma postagem em seu Instagram anunciando que está deixando a NFL.

“Quando terminei minha carreira em Clemson, jogar na NFL era apenas um sonho. Após cinco anos na liga, é hora de seguir adiante. Eu não posso dizer que eu tinha pensando um dia que seria um kicker, mas sou grato que o ofício de chutador tenha me escolhido”, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

What a ride. God has blessed me far more than I deserve. When I finished my career at Clemson, playing in the NFL was just a dream. After five years in the league, it’s time to move on. I can’t say I ever thought I would’ve been a kicker, but I’m thankful that kicking chose me. I thank God for my ability every day, and I’m forever grateful for all the game of football has provided. I’ve been through the highest of highs, the lowest of lows, and everything in between. I’ve learned so much about myself and about life through the game of football. I have no regrets. I worked my tail off and gave my absolute best every time I stepped onto the field. What will remain, however, are the relationships I’ve built along the way. I want to wholeheartedly thank everyone for the prayers and encouragement along my journey. For my parents and my family for tirelessly supporting me and my dreams. For my wife Mieke for her unconditional love and support and reminding me what is most important in life. For all of my teammates. For the coaches who believed in me the most- you know who you are. It’s time for the next chapter of my life. The best is yet to come!

Uma publicação compartilhada por Chandler Catanzaro (@thecatman39) em

No último sábado, os Jets testaram vários kickers e acabaram fechando com Taylor Bertolet. Ele estava no training camp da equipe em 2018 e, mais recentemente, vestiu a camisa do Salt Lake City Stallions, na agora extinta Alliance of American Football (AAF).

Chandler Catanzaro entrou na NFL em 2014 e passou três temporadas no Arizona Cardinals. Ele atuou 16 jogos com os Jets em 2017, acertando 25 de 30 field goals chutados e todos os seus 29 extra points. Ele retornou ao NY Jets nesta offseason, após passar 2018 no Carolina Panthers e no Tampa Bay Buccaneers.

O NY Jets teve mais movimentações neste domingo. O safety Marcus Maye (ombro) foi ativado da lista de jogadores sem condições de desempenhar (PUP list).

O jornalista Connor Hughes, do ‘The Athletic’, também noticiou lesões nos seguintes jogadores: o guard Brian Winters (ombro), o linebacker Avery Williamson (pé), o cornerback Trumaine Johnson (músculo posterior da coxa) e o linebacker Black Cashman (músculo posterior da coxa).

– Em uma notícia do departamento médico do Denver Broncos, o running back Theo Riddick, recém-contratado, vai ficar fora por um período entre seis e oito semanas depois de sofrer uma pequena fratura durante o jogo de pré-temporada contra o Seattle Seahawks, na última quinta. A informação é dos jornalistas Ian Rapoport e James Palmer, da ‘NFL Network’.

Por sorte, Riddick não terá que passar por cirurgia, o que certamente o deixaria afastado por mais tempo.

O técnico Vic Fangio confirmou neste domingo que Riddick sofreu a contusão e que seria poupado por algumas semanas.

Em outra notícia da franquia do Colorado, Rapoport apurou que a equipe está trazendo o cornerback Rashard Causey, ex-Atlanta Falcons. Ele vinha lidando com um problema no músculo posterior da coxa e foi cortado no dia 2 de agosto.

– O Buffalo Bills anunciou pelo Twitter que o defensive end Sam Acho, ex-Arizona Cardinals e Chicago Bears, fechou com a equipe e que o guard Vladimir Ducasse deve ser dispensado. Atualmente com 30 anos, Acho perdeu os 12 últimos jogos da temporada 2018 depois de ser afastado devido a uma ruptura no músculo peitoral sofrida na semana 4.

– No New York Giants, o técnico Pat Shurmur anunciou que o cornerback calouro DeAndre Baker lesionou seu joelho durante as atividades e vai passar por uma ressonância magnética. Baker foi escolhido com a 30ª escolha geral do draft deste ano e chega para ser titular ao lado de Janoris Jenkins.

– O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, trouxe uma atualização sobre o offensive lineman Shon Coleman, do San Francisco 49ers, e disse que ele sofreu um deslocamento no tornozelo, o que deve exigir vários meses de recuperação. Coleman foi retirado de campo durante a partida de pré-temporada contra o Dallas Cowboys, na noite do último sábado.

Também nos Niners, o técnico Kyle Shanahan disse aos repórteres que o defensive tackle D.J. Jones (joelho) será avaliado semana a semana. O safety Jimmie Ward (clavícula) vai passar por exame de raios-x para ver se ele pode voltar aos treinos, e o linebacker Elijah Lee passou por cirurgia no polegar e ficará fora por duas semanas.

– O Cleveland Browns anunciou neste domingo a contratação do tight end Rico Gathers, que foi dispensado pelo Dallas Cowboys na semana passada. A franquia de Ohio cortou o tight end Orson Charles, em uma decisão correspondente.

Gathers, ex-jogador de basquete na Universidade de Baylor, foi selecionado na sexta rodada do draft de 2016 pelos Cowboys, mas não teve muito espaço em seus primeiros anos na NFL.

Vale lembrar que Gathers está suspenso pelo primeiro jogo da temporada 2019 por violar a política de abuso de substâncias da liga.

– No Chicago Bears, o técnico Matt Nagy revelou durante sua coletiva que o wide receiver Anthony Miller sofreu uma entorse no tornozelo no treino do último sábado e que o linebacker Aaron Lynch está lidando com uma contusão no ombro.

– O Detroit Lions anunciou que fechou com o wide receiver Deontez Alexander e dispensou o lesionado linebacker Tre Lamar.

– O Minnesota Vikings anunciou no Twitter que fechou com o tackle Nate Wozniak e dispensou o guard Tyler Catalina.

A organização de Minneapolis também informou ao long snapper veterano Kevin McDermott que ele está sendo dispensado após quatro temporadas, segundo apurou Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Os Vikings draftaram Austin Cutting na sétima rodada do draft deste ano.

– O Arizona Cardinals trouxe de volta defensive lineman Pasoni Tasini. Ele foi dispensado no dia 10 de maio, depois de atuar em um jogo na temporada passada. Os Cards também anunciaram que tanto o tight end Charles Clay (joelho) quanto o cornerback Brandon Williams (costas) foram ativados da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list).

– O Miami Dolphins fechou com o linebacker Terrance Smith e dispensou o lesionado defensive end Jonathan Woodard, como anunciou a equipe via Twitter.

– O Oakland Raiders trouxe o cornerback Hamp Cheevers e, em uma decisão correspondente, dispensou o cornerback D.J. Killings. Cheevers foi dispensado pelo Atlanta Falcons no começo de agosto e Killings rompeu seu músculo peitoral no jogo de sábado, segundo Vic Tafur, do ‘The Athletic’.

– O Philadelphia Eagles anunciou a contratação do cornerback Sojourn Shelton e a dispensa do wide receiver Shelton Gibson.

O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, noticiou que a equipe também fez testes com o wide receiver Bruce Ellington, ex-Detroit Lions e New England Patriots.

– O Green Bay Packers trouxe o cornerback Derrick Jones, que foi dispensado pelo New York Jets neste último sábado.

Comments
To Top