NFL

Quinta Descida: um draft em homenagem a Al Davis

Al Davis Raiders

Crédito: Site Oficial/ Reprodução

O draft da NFL é um momento lindo do ano. 32 times com esperanças, anseios, necessidades. Alguns acreditam que AQUELE será o ano deles, que será no MÍ-NI-MO Super Bowl, outros que acertando uma escolha, poderão brigar por playoffs, e outros são simplesmente Chip Kelly, que não sabe o que está fazendo.

É comum vermos equipe draftando Christians Ponders, Justin Blackmons e achando que eles serão a resposta para as franquias. Isso é a magia do draft.

Porém desde 2011, esse lindo evento esportivo ficou mais chato. Foi nesse ano que morreu Allen Davis, ou Al Davis, eterno dono do Oakland Raiders, mestre do draft moleque, ousadia e alegria. Esse gênio do esporte fazia com que todo ano o mundo da NFL prendesse a respiração durante os momentos que antecediam a escolha dos Raiders, sempre se sabia o jogador que iria vir NUNCA era o que estava cotado nas simulações.

Escolhas como as de JaMarcus Russell e Darrius Heyward-Bey mancharam a carreira desse gênio. Mas nunca nos esqueçamos que foi por conta dele que Bo Jackson jogou na NFL e também foi por Davis que os Raiders hoje tem três títulos de Super Bowl.

Hoje general managers da liga são contaminados pela lógica do Moneyball, por números e estatísticas. Escolhas são óbvias, trocas, pragmáticas. Queremos a volta do draft moleque, do gerenciamento ousado, de trocas alegres. Queremos a volta do espírito Al Davis, então para isso, o Quinta Descida dessa semana fará uma simulação do draft como ele deveria ser, com muita malemolência, sem obviedades.

1. Tampa Bay Buccaneers

O Tampa Bay Buccaneers tem todos os jogadores a disposição nesse momento. O senso comum diria que a equipe teria que escolher Jameis Winston. Mas o senso comum é chato demais, e não podemos nos esquecer que o técnico dos Bucs é Lovie Smith. Sim, o técnico que chegou a um Super Bowl com REX GROSSMAN COMO QUARTERBACK TITULAR. Smith não é um cara que gosta de fazer as coisas da maneira mais fácil, ele gosta de viver a vida no modo hard. Ele é o Bruce Willis da NFL, que prefere derrubar um helicoptero jogando um carro nele. Seguindo essa lógica, a primeira escolha do draft será Sean Mannion. Quem? O quarterback vindo de Oregon State, poucos conhecem e é parecido com Grossman, e isso que importa. É o modo Smith de comandar.

2. Eagles trocam a segunda escolha com os Titans em troca de Sam Bradford, a escolha de número 20 geral, mais as escolhas de primeira rodada dos Eagles em 2016, 2017 e 2022.

BOOM. AÇÃO. EMOÇÃO.
É isso que queremos no draft, trocas ousadas. E sejamos francos, esse escolha era tão manjada quanto quando os Jets escolheram Geno Smith. Os Eagles sobem de posição e selecionam Marcus Mariota, que novamente será treinado por Chip Kelly, que por sua vez continua seu processo de oregonização dos Eagles e começa a pleitear vaga para jogar na divisão PAC-12.

3. Jacksonville Jaguars

O futuro London Royals insiste em fazer escolhas sensatas que parecem geniais no papel. Porém o time sempre esquece de avaliar o psicológico dos atletas escolhidos (Justin Blackmon, entendemos sua dor). Então a equipe irá fazer a escolha mais lógica e trará para a equipe Dante Fowler Jr., linebacker vindo da Universidade da Florida. Porém dois meses depois de ser draftado, ele será pego dirigindo seu recém comprado 300cc bêbado, e policiais vão encontrar meio quilo de maconha embaixo do banco. Após dois jogos da temporada regular, ele chamará o dono da equipe, o paquistanês Shahid Khan, de indiano, e quase inicia um conflito diplomático. É expulso da equipe.
Em 2016 estará jogando nos Raiders.

4. Oakland Raiders

Após a morte de Al Davis, e equipe da Bay Area vem insistindo em fazer boas escolhas no draft, que não adicionam em nada para a emoção do evento. Para isso, vamos dar duas opções que Davis aprovaria.

Opção 1: Jameis Winston. Porquê? Existe coisa mais Raiders do que selecionar um jogador só porque ele mostrou habilidade, mesmo já havendo outro bom, da mesma posição, na equipe? Carr, você está com seus dias contados.

Opção 2: J.J. Nelson. Quem? Nelson foi o jogador que fez o melhor tempo no tiro de 40 jardas no combine, e como todos sabemos, OS RAIDERS AMAM JOGADORES VELOZES QUE CORREM MUITO SE DISTANCIAM DE CORNERBACKS, VELOZES ÁGEIS RÁPIDOS . Mas que quando uma bola vem em sua direção, sempre a deixam cair.

5. Washington Redskins

O time de Washington seleciona Bryce Petty. Robert Griffin III é trocado para os Bills por uma escolha de sexta rodada, e o recém selecionado quarterback de Baylor será o titular da equipe. Em outubro, Colt McCoy assume a titularidade da equipe.

————————————————————————————————————-

30. Green Bay Packers

O Green Bay Packers é um time que pensa no futuro, por isso, selecionam Garrett Grayson, quarterback de Colorado St., para que o jogador aprenda com Aaron Rodgers e se torne o futuro da franaquia. O problema é que após 15 anos no banco, o jogador se torna o Bosco da NFL.

32. New England Patriots troca sua escolha de primeira rodada por 10 de sétima rodada com o San Diego Chargers

Por que isso? Porque eles são os Patriots e é isso que fazem, trocam para baixo. O que aconteceu em 2012 foi uma anomalia do tempo e espaço, e por alguns minutos entramos em uma realidade paralela aonde Bill Belichick sobe no draft (Stephen Hawking explica isso)

Comments
To Top