NBA

Quinta Descida: e se jogadores da NFL tivessem equivalentes na NBA?

quadracampo
A NFL e a NBA são as ligas americanas mais assistidas no Brasil, e é comum fãs brincarem com algumas semelhanças entre as duas para criar paralelos entre times, técnicos e jogadores dos dois campeonatos. Entre nós do Quinto Quarto não é diferente, e após conversas e brincadeiras, resolvemos criar um post com 15 equivalências entre jogadores das duas ligas para exercitar a imaginação e fomentar a discussão (e muitas vezes a discórdia). Fizemos com o maior cuidado para tentar não irritar nenhum fã, porém sugestões são muito bem vindas, e dependendo do número delas, porque não fazer uma sequência com outras 15 novas comparações?

MagicMontanaMagic Johnson x Joe Montana

Dois dos maiores gênios da NBA e NFL. Foram líderes em suas equipes, contaram com técnicos geniais durante todas as suas carreiras (Bill Walsh e Pat Riley), que criaram estilos de jogos revolucionários com o West Coast offense e o Showtime. Tiveram a seus lados durante quase toda a carreira, outro dois gênios com Kareem Abdul-Jabbar e Jerry Rice. Além disso, os dois tiveram grande carreira universitária, que culminaram com títulos da NCAA. Líderes e inteligentes, souberam aproveitar das situação favoráveis dos times para pavimentarem seus nomes nos Halls da Fama dos esportes. Duas carreira coroadas, grandes parceiros, e provavelmente dois dos melhores jogadores que já desfilaram seus talentos nas quadras da NBA e nos campos da NFL.

RiceJabbarJerry Rice x Kareem Abdul-Jabbar

Aqui segue a comparação entre o San Francisco 49ers das décadas de 80/90 e os Lakers da década de 1980. Se Montana é Magic, então Jerry Rice é Kareem Abdul-Jabbar. Jogaram ao lado de gênios, e eram gênios também. Podiam não ser os líderes das equipes, mas eram os mais atléticos delas. Os dois tem recordes a dar com pau, com Jabbar sendo o maior pontuador da história da liga, número difícil de ser alcançado, enquanto Rice é dono de basicamente todos os recordes ofensivos de não-quarterbacks na NFL. Os dois também já arriscaram também carreiras na mídia americana. Rice está sempre na televisão, e já participou de uma temporada de “Dancing With The Stars”, enquanto Jabbar participou de filmes como “Apertem os Cintos o Piloto Sumiu” e “Mighty Ducks 2”.

TebowLin Jeremy Lin x Tim Tebow

Dois jogadores que apareceram do nada (Lin veio de Harvard, faculdade sem tradição em esporte, enquanto Tebow chegou na NFL muito contestado devido sua mecânica de lançamento e estilo de jogo). Porém quando entraram em campo, surpreenderam. Tebow entrou nos Broncos, assumiu a titularidade e chegou até a ganhar um jogo de playoffs. Lin estourou nos Knicks, em um jogo contra os Nets aonde anotou 25 pontos. Os dois porém não conseguiram manter as boas fases. Tebow saiu dos Broncos em 2011 e nunca mais conseguiu voltar a ser titular. Lin rodou a NBA, foi para os Rockets e finalmente parou nos Lakers, aonde é um dos poucos que conseguem fazer algo na sofrível equipe amarela de Los Angeles. Dois jogadores carismáticos que merecem melhores oportunidades na liga.

GarnettWayneKevin Garnett x Reggie Wayne

Ídolos eternos nos times que passaram. Reggie Wayne é, junto com Marvin Harrison, o mais prolífico recebedor da história dos Colts, enquanto Kevin Garnett detém basicamente todos os recordes do Minnesota Timberwolves. Recentemente, receberam o papel de mentores de jovens promessas de suas equipes. Wayne era o alvo seguro de Andrew Luck, presente e futuro dos Colts, enquanto Garnett retornou a Minnesota para liderar a jovem equipe dos Timberwolves, em especial Andrew Wiggins, o provável calouro do ano de 2015, e um dos grandes prospectos do futuro da NBA. Além disso, os dois tem um título cada, aonde foram os principais escudeiros dos líderes das equipes campeãs (Peyton Manning e Paul Pierce).

JamesJohnsonLeBron James x Megatron

Os dois jogadores mais atléticos de suas respectivas ligas. LeBron James parece que consegue jogar em todas as posições da quadra, enquanto Megatron parece impossível de marcar, não há nenhum cornerback da liga que tenha sua combinação de força e velocidade e que consiga marca-lo. Os dois são dominantes, físicos e quase imparáveis.

FavreAllenBrett Favre x Ray Allen

Eram ídolos em seus times (Packers e Celtics), detinham recordes e ganharam um título cada. Porém inesperadamente, se transferiram para os maiores rivais das franquias que defendiam. Allen provocou a fúria dos torcedores dos Celtics após aceitar ganhar menos dinheiro para jogar pelo Miami Heat, meses depois de Boston ter sido eliminado pelo time da Florida em série de playoffs violentíssima. Já Brett Favre brincou com o amor que a torcida dos Packers tinha com ele. Anunciou sua primeira aposentadoria em 2007, mas voltou atrás e assinou com o New York Jets. Após um ano, saiu da Big Apple e foi para o Minnesota Vikings, arquirrival dos Packers. A mudança não foi bem aceita, e como vingança, Favre lançou para quatro touchdowns em sua volta, como visitante, ao Lambeau Field, que o recebeu sob chuva de vaias.

BirdBradyTom Brady x Larry Bird

Dois ídolos de Boston. Brady é a cara da franquia dos Patriots enquanto Bird foi o líder do grande time dos Celtics dos anos 80. Tiveram dois grandes rivais que eram tecnicamente melhores que eles (Peyton Manning e Magic Johnson), porém com muita dedicação e vontade, conseguiram se equiparar a eles, e muitas vezes vencê-los.

Rodman LynchDennis Rodman x Marshawn Lynch

Duas grandes figuras. Gênios em seus estilos de jogos. Rodman é, discutivelmente, o melhor defensor da história da NBA, enquanto Lynch é um dos running backs com estilo de jogo mais empolgantes da história. Quando abrem a boca, já se sabe que pérolas virão. Curiosamente, um é verborrágico enquanto o outro preza por dizer o menor número de palavras possíveis, mas suas entrevistas são igualmente antológicas. Dennis Rodman é amigo pessoal do ditador norte-coreano Kim Jong-Un, já Marshawn Lynch antes de cada entrevista, escolhe uma frase e a usa como resposta para todas as perguntas feitas durante coletivas de imprensa. São excentricidades que tornam esses jogadores folclóricos.

ThomasShermanRichard Sherman x Isiah Thomas

Verborrágicos, agressivos, líderes de equipes odiadas e dominantes em suas posições. Isiah Thomas e Richard conseguem unir todos esses aspectos. Thomas era o líder da equipe dos “Bad Boys” do Detroit Pistons, que bateu de frente as dinastias contra as dinastias dos Celtics de Larry Bird e os Lakers de Magic Johnson. Isiah também mostrou extrema determinação a jogar o jogo 6 das finais de 1988 mancando, e ainda marcou 25 pontos nessa condição. Sherman também teve jogos na sacrifício. No Super Bowl XLIX, jogou sob infiltração no ombro, e assim como Thomas, acabou não saindo vencedor de seu duelo sob sacrifício. A Legion of Boom comandada pelo cornerback camisa 25 dos Seahawks é uma das mais temidas e odiadas unidades defensivas da NFL atualmente, e o estilo verborrágico de Sherman só corrobora a raiva de outros times sob a dominante secundária de Seattle.

BryantRodgersKobe Bryant x Aaron Rodgers

Os chegaram em duas das mais tradicionais de suas ligas. Kobe chegou quando Shaquille O’Neal dominava os Lakers, enquanto Rodgers entrou nos Packers para ser reserva da lenda Brett Favre. Ficaram anos a sombra desse ídolos, e quando Shaq e Favre saíram de suas equipes, cabia a Rodgers e Kobe assumirem o posto de líderes do time. E eles fizeram bonito. Conseguiram superar seus antecessores, não em títulos, ainda, mas em importância histórica para suas equipes e para a liga. Rodgers já um Super Bowl e um título de MVP do grande jogo, além de dois prêmios de jogador mais valioso da temporada. Favre tem um título de SB e três ve MVP da NFL. Kobe tem cinco títulos da NBA (três com Shaq), dois de MVP das finais (nos anos em que venceu a liga sem o grande pivô). Já Shaq venceu a NBA quatro vezes, e nas três que vezes que levou os Lakers para a final, foi o MVP da finais.

LuckDurantAndrew Luck x Kevin Durant

Duas jovens estrelas. Os dois chegaram a seus times como “salvadores da pátria”, e agora fazem jus a todo esse hype. Durant chegou a NBA após apenas um ano na faculdade do Texas, como segunda escolha geral do draft. Após primeiro ano conturbado, em que a franquia do Thunder se mudou para Oklahoma City, o jogador começou a melhorar seu jogo a cada temporada que passava, e se tornou o líder de um time jovem e atlético que também contava com James Harden e Russell Westbrook. Apenas em sua sexta temporada, levou sua equipe a uma final da NBA, que perdeu para o Miami Heat. Andrew Luck chegou aos Colts com a mesma expectativa. O jogador teria que substituir o lendário Peyton Manning, quarterback que teve que sair da equipe para sua chegada. Luck parece não ter sentido a pressão e logo se tornou um dos mais produtivos quarterbacks da NFL, e em sua temporada de calouro, quebrou o recorde de jardas lançadas por um primeiro anista. Em 2014, liderou a liga em números de touchdowns e chegou até a final da conferência nacional, tendo que vencer Manning no caminho. Dois jogadores que chegaram com enormes expectativas a seus times, mas que não sentiram a pressão e se tornaram dois dos grandes atletas da NBA e NFL, ainda que muito jovens.

CutlerAnthonyJay Cutler x Carmelo Anthony

Os típicos reis da boxscores. Cutler e Anthony são aqueles jogadores que quando não se vê o jogo, mas sim as estatísticas, parecem ter tido grandes partidas. Porém a boxscores mentem, e muito. O atual jogador dos Knicks é um atleta de grande habilidade, porém lhe falta jogo coletivo e inteligência na hora dos arremessos. Ele pode fazer 30 pontos, porém precisará de 30 arremessos para atingir a marca. Em 2013, Carmelo anotou 27 pontos contra o Lakers, porém arremessou 23 bolas durante a partida, tendo um aproveitamento de pífios 39% no tiros de quadra. Já Jay Cutler consegue também colocar ótimos números, mas muitas vezes eles vem após lançar duas interceptações bobas, ou no garbage time, quando o jogo já está perdido e seu time precisa abusar de passes longos. São dois jogadores com talento, mas com falta de consistência.

SanderMillerBarry Sanders x Reggie Miller

Gênios. Jogaram a vida inteira em uma única equipe. Porém nunca tiveram a chance de conquistar títulos em suas ligas. Miller jogou a vida inteira nos Pacers, e sempre foi a estrela solitária da equipe, com alguma ajuda de Mark Jackson, porém nada suficiente. Sua melhor temporada foi em 1999-00 quando chegou a sua primeira e única final após ter sido o melhor time daquele ano, mas perdeu para o Los Angeles Lakers de Shaquille O’Neal e Kobe Bryant. A história de Sanders é muito parecida. Durante seus nove anos na liga, foi a estrela solitária do Detroit Lions, e sua melhor campanha veio no ano de 1991, quando a equipe foi a melhor da divisão central da NFC. Na primeira rodada dos playoffs, venceu os Cowboys, mas quando foi enfrentar os Redskins na final da conferência americana, Sanders nada pôde fazer, e os Lions perderam por 41 a 10.

GreeneRussellJoe Greene x Bill Russell

Líderes de “discutivelmente” as maiores dinastias que a NBA e a NFL ja viram. Russell com os Celtics venceu nada mais nada menos que 11 títulos entre 1957 e 1969. Seu nome é tão grande no basquete que o troféu de melhor jogador das finais da NBA leva seu nome. Já Joe Greene era o líder da Steel Curtain, a temida defesa do Pittsburgh Steelers da década de 1970. Com essa equipe, o melhor defensive tackle da história da NFL venceu quatro Super Bowls, e os Steelers se tornou a primeira equipe da história a alcançar esse número de títulos. Russell e Greene são considerados os melhores jogadores que já passaram pelas tradicionais franquias de Pittsburgh e Boston. Os dois tem suas camisas aposentadas.

ManningStocktonPeyton Manning x John Stockton

Dois jogadores extremamente talentosos, que foram a cara de suas franquias por mais de uma década. Tiveram times recheados de futuros Hall da Fama, como Marvin Harrison e Karl Malone. Porém tiveram extremas dificuldades para ganhar títulos. Manning ganhou apenas um, número pequeno para todo talento que tem, e tinha em sua volta. Já John Stockton teve o infortúnio de jogar na mesmo época de Michael Jordan, Magic Johnson e Hakeem Olajuwon. Mesmo com Karl Malone, seu fiel escudeiro, o Jazz de Stockton não conseguiu vencer um único título sequer na NBA.

 

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top