NFL

Quarterbacks no Draft 2014: uma breve análise dos cinco principais candidatos

(Crédito: Instagram/Reprodução)

(Crédito: Instagram/Reprodução)

Entre os dias 8 e 10 de maio deste ano será realizado o draft 2014 da NFL, na cidade de Nova York. E depois do Combine, dia em que os calouros se apresentaram a diversos membros envolvidos nos bastidores, de profissionais das comissões técnicas até jornalistas, muita coisa veio um pouco mais à tona e outras tantas permaneceram soltas no ar.

Diante disto, na coluna Redzone desta segunda-feira, dia 3 de março, gostaria de usar este espaço para falar um pouco sobre os quarterbacks, os líderes dos ataques da NFL. Muitas pessoas ainda não sabem quem é o melhor prospecto para a posição mais nobre do futebol americano nesta classe de candidatos de 2014. Eu, confesso, também não ouso arriscar quem seja, mas, neste espaço, vamos tentar elucidar hoje alguns dos pontos fortes e fracos dos principais concorrentes e conhecer um pouquinho mais da trajetória de cada um deles, já que dos cinco primeiros times na ordem de escolha do draft, quatro deles (Texans, Jaguars, Browns e Raiders) estão precisando bastante de um grande signal caller.

Dito isto e sem mais delongas, vamos analisar brevemente cinco dos destaques na posição de QB:

Johnny Manziel (Texas A&M): um dos fortes concorrentes a ser escolhido nas primeiras posições no draft, Johnny ‘Football’, como também é conhecido, é um quarterback com bastante mobilidade, sabe correr com a bola como poucos, e inclusive está sendo cotado para ser selecionado pelo Houston Texans, time que terá a chance de escolher primeiro. Sua baixa estatura para a posição (pouco mais de 1,80m) e o pouco peso 94kg, entretanto, podem ser fatores que prejudiquem o atleta.

(Crédito: Divulgação)

(Crédito: AP Photo/Ben Liebenberg)

A seu favor contam as boas apresentações no Combine, Johnny Manziel fez o quarto melhor tempo entre quarterbacks na corrida de 40 jardas (4s68), teve o quinto melhor pulo vertical e o quarto melhor pulo horizontal (empatado com Teddy Brigdewater).

Manziel é o vencedor do Heisman Trophy em 2012, prêmio dado ao melhor jogador universitário da temporada. Na temporada 2013, Johnny Manziel estabeleceu novos recordes de sua faculdade de jardas de passe, com 4.114 jardas, de passes para TD, com 37 conexões para TD, e de jardas ofensivas totais, já que gerou 4.873, pois também correu para 759 jardas e 9 TDs terrestres.


Teddy Bridgewater (Louisville): considerado por muitos como o melhor quarterback do draft de 2014 e, inclusive, sendo apontado como possível escolha número 1, Teddy Bridgewater tem estatura boa (1,88m) e 97kg. Entre suas características mais marcantes estão a capacidade de encarar blitzes, de ler as defesas adversárias bem e também aguenta bastante pancadas devido ao bom porte físico.

(Crédito: divulgação)

(Crédito: AP Photo/Ben Liebenberg)

O que pode pesar bastante contra Bridgewater, inclusive no draft, é que durante o Combine ele não quis participar da prova de corrida de 40 jardas e, assim como alguns outros concorrentes, não quis participar dos testes de passe. No teste de pulo horizontal, foi o quarto melhor entre quarterbacks. No teste de pulo vertical, ficou somente em oitavo entre atletas da posição.

Em três temporadas como quarterback titular de Louisville, Teddy Bridgewater venceu 27 jogos, incluindo 12 vitórias em 2013, o que igual um recorde anterior da universidade. Em 2013, Bridgewater passou para 3.970 jardas e 31 touchdowns. Somou apenas 24 interceptações em 1.142 passes tentados em sua carreira em Louisville.

– Blake Bortles (UCF): originário da universidade Central Florida, Blake Bortles tem uma excelente estatura (1,96m) e peso bom (105kg) para atuar na posição de quarterback. Também é cotado para ser um dos primeiros escolhidos e dificilmente vai passar das cinco primeiras posições do draft. Bortles tem um bom trabalho de pés e sabe ganhar jardas com as pernas, principalmente devido ao bom porte atlético. Tem boa visão de campo, uma boa precisão nos passes e sabe tomar decisões e analisar as defesas. Entre os pontos fracos estão a força de seu braço, que não é das melhores, e também o fato de arriscar muito em certa oportunidades.

(Crédito: divulgação)

(Crédito: AP Photo/Ben Liebenberg)

No Combine, teve desempenho bem abaixo de alguns concorrentes na corrida de 40 jardas (4s93), mas foi bem nos testes de pulo vertical, sendo o quarto melhor entre QBs, e de pulo horizontal, tendo ficado em terceiro. Participou dos testes de passe e foi muito bem diante de uma situação de pressão que é participar do Combine.

Na temporada 2013, Blake Bortles lançou para 3,280 jardas e 22 touchdowns na temporada regular, tendo completado 68,1% de seus passes, e ainda fez cinco touchdowns corridos. Liderou UCF rumo à uma bela vitória pelo placar de 52 a 42 sobre a favorito Baylor, no Fiesta Bowl. Na partida que valia título, Bortles completou 20 passes de 31 para 301 jardas e três touchdowns, tendo lançado também duas interceptações e feito um TD terrestre. Tem ‘bala na agulha’ para ir bem no draft, mas para isso terá que tentar não ser ofuscado por sua belíssima namorada Lindsey Duke (confira foto clicando aqui).

– Derek Carr (Fresno State): jogador de 1,88m e 109kg, Derek Carr provavelmente não será escolhido entre os primeiros do draft e talvez seja selecionado somente na segunda rodada. Isso não significa que ele não tenha seus valores para jogar na NFL, visto que ele tem bastante experiência no futebol americano universitário, afinal jogou quatro anos em Fresno State, e tem boa força no braço, precisão para acertar passes complicados e ainda tem porte atlético. Pesam contra a mão relativamente pequena e sua inconsistência muitas vezes em passes longos.

(Crédito: divulgação)

(Crédito: AP Photo/Ben Liebenberg)

No Combine, Derek Carr foi bem na corrida de 40 jardas, tendo cravado a quinta melhor marca (4s69) entre quarterbacks, e também teve desempenho bastante satisfatório no pulo vertical, tendo sido o segundo melhor entre quarterbacks.

Teve desempenho notável na temporada 2013, tendo lançado para 4.866 jardas e 48 touchdowns na temporada regular. No Las Vegas Bowl, quando o seu Fresno State perdeu para USC por 45 a 20, teve uma atuação bastante discreta, para dizer o mínimo, e fechou com 30 passes certos em 54 tentados para apenas, 217 jardas, dois touchdowns e uma interceptação. Ainda precisa mostrar mais em outros testes pré-draft para mostrar às equipes na NFL que merece ser escolhido ainda na primeira rodada.

Jimmy Garoppolo (Eastern Illinois): atleta de 1,88m e 103kg, Jimmy Garoppolo dificilmente será escolhido na primeira rodada, sendo um quarterback mais de segunda rodada do draft. Tem um tipo físico razoável e uma até que boa força no braço. A seu favor pesam a experiência de ter atuado em um time conhecido por seu ataque aéreo consistente. Entre seus pontos fracos estão a falta de velocidade ideal e a dificuldade para sentir a pressão, o que é quesito crucial para a ‘sobrevivência’ de um grande quarterback. Também precisa melhorar sua presença no pocket.

(Crédito: divulgação)

(Crédito: AP Photo/Ben Liebenberg)

No Combine, ficou somente na 12ª posição entre quarterbacks na corrida de 40 jardas (4s97), terminou com a sexta marca de pulo vertical e com a sétima entre quarterbacks no pulo horizontal. Desempenho, no geral, bastante modesto, mas que ainda pode ser minimizado com boas apresentações em outros testes pré-draft.

Jimmy Garoppolo deixa a faculdade com 13.156 jardas de passe e 118 passes para touchdown. Venceu o prêmio Walter Payton de melhor jogador da FCS (Football Championship Subdivision), depois de ter lançado para 5.050 jardas e 53 conexões para TD. Lançou apenas nove interceptações em 568 passes tentados.

Comments
To Top