NFL

O drama do quarterback veterano: Big Ben, Brees, Rivers, Eli e New England…

Ben Roethlisberger, quarterback do Pittsburgh Steelers

O domingo da NFL não foi nada bom para quem está na categoria quarterback veterano. Não, calma, deixa eu reescrever. O domingo da NFL não foi nada bom para quarterbacks humanos veteranos. Vamos recapitular.

A inexplicável era Eli Manning continuou por mais uma semana. Tudo na carreira de Eli Manning é difícil de explicar, pode notar:

  • Como Kurt Warner teve uma fase horrorosa entre uma ida ao Super Bowl e outra ida ao Super Bowl para Manning ser titular?
  • Como ele venceu Tom Brady, duas vezes, tirando bolas de sua bunda?
  • Como ele continua como titular em Nova York?
  • Por que ele quer continuar jogando?

Enfim, ele acertou 26 de 45 passes para 250 jardas com duas interceptações para a conta neste domingo, contra o Buffalo Bills. Nesta semana os Giants finalmente perceberam que é hora de seguir em frente sem titubear. Ele tem 38 anos.

Philip Rivers chegou para jogar em Detroit contra os Lions pelos seus Chargers e, mesmo favorito, saiu derrotado, sendo interceptado no lance final em uma bola completamente forçada. Se os Chargers chutassem o field goal de 45 jardas empatariam o jogo, mas Rivers entregou essa possibilidade. Sua carreira inteira é resumida em “olha os Chargers! Eles têm um time legal” a “Caramba, que derrota dolorosa”. Ele tem 37 anos.

Ben Roethlisberger era parte dos Killer B’s na manhã do dia 14 de janeiro de 2017. Com Brown para receber suas bolas e Bell para correr e ser uma ameaça no jogo aéreo. Um duelo na final da AFC se aproximava, só precisando vencer os Jaguars de Blake Bortles.

O time levou 45 pontos, Bell fez greve no ano seguinte inteiro, Brown teve um vazamento cerebral e, na semana #2 da temporada 2019, Big Ben teve sua primeira lesão séria na carreira, depois de anos e anos apanhando e voltando mesmo assim. Ele não voltará mais em 2019. Big Ben tem 37 anos.

Drew Brees tem uma história de superação das mais incríveis, superando uma lesão que poderia ter terminado sua carreira, recomeçando em Nova Orleans e dando um título para uma franquia que nunca venceu nada. No final de sua carreira ele ganhou Michael Thomas, Alvin Kamara e, com alguns playmakers, na defesa chegou perto do Super Bowl.

Ele acabou perdendo a oportunidade duas vezes, um em um lance chamado ‘Minnesota Miracle’ e outro que foi um erro tão clamoroso dos árbitros que a regra teve que mudar semanas depois.

Chega na temporada 2019, na semana #2, ele tem uma lesão no dedão e perderá pelo menos seis semanas. É o fim do mundo? Não. Mas o time está 1-1 e nos próximos jogos o time só será o favorito em dois: contra Tampa Bay e Arizona em casa. Seattle fora, Dallas em casa, Jacksonville e Chicago fora podem fazer o time estar 3-5 chegando no bye.

Até dá para chegar nos playoffs, mas os jogos seriam disputados fora de casa, onde os Saints têm problemas desde que Nova Orleans era território francês.  Ele tem 40 anos.

Tom Brady tem 42 anos, quatro Super Bowls disputados nos últimos cinco anos, nove finais de conferência seguidas e seis anéis. Seu time tem 76 pontos feitos e três sofridos em dois jogos.

É isso aí. Quarterback veterano na NFL é uma espécie que irá sofrer, com suas grandes doses de desilusão durante a carreira, dores e derrotas traumáticas e quedas enormes de desempenho ou lesões sérias.

Peyton Manning caiu de um penhasco na sua última temporada. Ele tinha 39 anos.

Kurt Warner subiu e desceu na carreira como um iôiô até ser destruído por um golpe sujo da defesa dos Saints. Ele tinha 38 anos.

Brett Favre teve um último ano horrível depois de quase chegar no Super Bowl. Ele tinha 41 anos em sua última temporada.

Não fique triste com Eli Manning, Rivers, Big Ben e Brees. Eles são enormes. O cara que está em New England não pode ser parâmetro.

Comments
To Top