NFL

Punter dos Seahawks, Jon Ryan se recusa a ceder posto de mão beijada

Jon Ryan, punter do Seattle Seahawks

(Crédito: Twitter/reprodução)

O punter Jon Ryan chegou ao Seattle Seahawks em 2008, depois de ser dispensado pelo Green Bay Packers, e agora está entrando em sua 11ª temporada vestindo a camisa da franquia do estado de Washington.

E o camisa 9 tinha a sensação neste ano de que os Seahawks tentariam selecionar seu substituto no draft.

“É como quando você tem um avô que está doente há oito anos. Você sabe que ele vai morrer, mas quando ele realmente morrer, isso não torna as coisas mais fáceis”, declarou Ryan a Jayson Jenks, do ‘The Athletic’.

Ryan revelou a Jenks que estava em um bar em Houston com um amigo assistindo ao draft quando os Seahawks selecionaram o punter Michael Dickson na quinta rodada.

Natural da Austrália, Dickson ganhou o Ray Guy Award como o melhor punter do futebol americano universitário durante sua última temporada na Universidade do Texas.

A expectativa é a de que Dickson vença a disputa com Jon Ryan pelo posto de punter de Seattle, mas o veterano conseguiu sobreviver à offseason e não foi cortado do elenco.

Atualmente com 36 anos de idade, Ryan tem um bom relacionamento com o general manager John Schneider e ele procurou seu chefe após o draft.

“Ele teve aquela atitude quase como: ‘me desculpe, mas eu tive que fazer isso…’”, disse Ryan, referindo-se ao que Schneider disse a ele sobre selecionar Dickson no draft. “E eu fiquei meio que ‘não se desculpe! Não precisa pedir desculpas’. Este é o negócio. Se todos os jogadores escolhessem quem estaria no time a cada ano, nós ainda teríamos o time do Super Bowl de cinco anos atrás”, prosseguiu.

Ryan teve médias condizentes com sua boa carreira na liga em 2017 e colocou 29 punts dentro da linha de 20 jardas do oponente, sua melhor marca desde 2012.

O punter assinou um contrato de quatro anos, com valor de US$ 10 milhões em 2016, e os Seahawks liberariam US$ 2,6 milhões no teto salarial caso cortassem o veterano.

Mesmo assim, entrando em sua 13ª temporada na NFL, Ryan não está disposto a entregar sua vaga ao calouro ainda.

“Se você me deixar, eu vou competir pra caramba, mais duro do que você já tenha visto”, disse Ryan, lembrando do que falou a Schneider na ocasião. “Eu te amo. Eu tenho muito respeito por você. Mas, de um jeito ou de outro, vou fazer você parecer muito burro”, finalizou Jon Ryan.

O técnico principal Pete Carroll já deixou claro nesta offseason de que cada cara no elenco terá que conquistar seu espaço no time e com a posição de punter, evidentemente, não será diferente.

Que comece em julho a batalha no training camp: Jon Ryan x Michael Dickson!

Comments

Popular

To Top