NFL

Próximo passo da recuperação de Andrew Luck é voltar a lançar bolas

(Crédito: Indianapolis Colts/divulgação)

O tratamento e a reabilitação do ombro direito operado do quarterback Andrew Luck, astro do Indianapolis Colts, está aparentemente caminhando bem. Mas o futuro próximo vai dar uma indicação melhor do estágio de recuperação do signal caller.

O camisa 12 da franquia de Indiana voltará a lançar bolas daqui a algumas semanas e isso vai determinar se ele precisará de cirurgia corretiva em janeiro para resolver os contratempos que o deixaram de fora de toda a temporada 2017 da NFL. A informação foi apurada pelo jornalista Chris Mortensen, da ‘ESPN’ norte-americana.

Luck está otimista em relação às chances de evitar outra operação depois dos resultados de seu tratamento realizado na Europa e na reabilitação, segundo fontes. O QB deve voltar de sua viagem à Europa na semana que vem.

O próximo estágio para Luck é voltar ao regime de lançamentos de bola que, anteriormente, resultou em um contratempo, no qual o quarterback sentiu dores e desconforto no mesmo braço no qual ele passou por cirurgia em janeiro para reparar uma ruptura no labrum.

A dor específica que Luck sentiu foi atribuída a uma tendinite no bíceps, de acordo com a ‘ESPN’.

Se as dores voltarem durante o estágio de lançamentos de bolas, uma discussão urgente vai ocorrer para que seja determinado se Luck precisará de outra cirurgia corretiva que envolve realocar o tendão do bíceps que foi anexado ao labrum reparado.

O procedimento é conhecido como tenodese e, na operação, o tendão do bíceps é reatado por um parafuso no úmero, o osso longo do braço que conecta o ombro e o cotovelo.

A recuperação normal do procedimento no tendão varia de três a seis meses, de acordo com fontes médicas, e não seria projetada como uma cirurgia que ameaçaria a temporada 2018 do quarterback dos Colts.

Os Colts e o próprio Andrew Luck tomaram ciência da possível cirurgia corretiva quando ele buscou várias opiniões médicas depois que os contratempos que ele teve na reta final de recuperação acabaram resultando na decisão do time de colocá-lo na injured reserve em novembro. O atleta optou pelo caminho conservador de tratamento e reabilitação na Europa.

As últimas informações foram encorajadoras, mas Luck ainda precisa lançar bolas para realmente saber como está o seu braço.

Comments
To Top