NFL

Prévias NFL temporada 2016/17: Green Bay Packers

Green Bay PackersGreen Bay Packers

Desempenho em 2015/16: 10-6

Sobe, desce ou fica na mesma? Vai subir

Principal jogador: Ha Ha Clin… ok, é Aaron Rodgers.

Vai feder: indefinições no front seven

Previsão nada exata ou científica: 14-2
A temporada passada para os Packers deve ter deixado os fãs com uma gigantesca interrogação na cabeça. Depois de começar 6-0 e já antecipar que mais uma vez a divisão era sua e os playoffs seriam garantidos, o time foi para o bye e voltou outro. Três derrotas, seguidas, inclusive para os Lions, que não venciam no Lambeau desde que o Nirvana era a banda do momento, e depois mais duas derrotas em casa para rivais de divisão.

No fim a equipe perdeu a dominância na NFC North, mas foi bem nos playoffs e só foi eliminado na prorrogação para um Cardinals que voava no momento. Agora, os Packers querem recuperar o trono e ser o time que voa. E peças não faltam.

Ataque dos Packers

Que me desculpe o MVP Cam Newton, mas ele ainda precisa de muito arroz com feijão para chegar ao nível supremo de quarterbacks que hoje tem dois nomes: Aaron Rodgers e Tom Brady. Para isso ele precisa ser monstruoso por temporadas seguidas, ter um anel e liderar ano sim e outro também um ataque potente. Rodgers caiu de rendimento assim como sua equipe depois do bye – isso em uma temporada com duas Hail Mary certas- , mas vamos colocar isso no contexto.

Entre os recebedores, Jordy Nelson ainda pode estar em recuperação, mas 70% do camisa 87 já é suficiente para incendiar secundárias adversárias. E com ele em campo, sobe o desempenho de Randall Cobb, que tem tudo para voltar a seu jogo de 2014. E Rodgers ainda consegue chamar mais recebedores para a brincadeira, como foi Jeff Janis.

Mas o principal será ter Eddie Lacy de volta. Reconhecidamente gordo em 2015, ele chegou para o training camp mais próximo de ser um atleta profissional. E com uma linha classificada como a terceira melhor da NFL pelo site Pro Football Focus, foi bom ele tomar vergonha na cara.

Esse ataque só não é top 3 da NFL se A-Rod machucar e o eterno Matt Flynn, que nem no elenco está mais, voltar sem os dois braços para ser o QB.

Defesa dos Packers

Nomes não faltam para a defesa dos Packers. Mike Daniels é excelente, ao que tudo indica Clay Matthews voltará para a “ponta” e atacará mais o QB rival, Julius Peppers entrou na fonte da juventude de cabeça, Ha Ha Clinton-Dix e Morgan Burnett são uma excelente dupla de safeties.

Mas mesmo assim a defesa dos Packers sempre é vista com um certo pé atrás, já que o ataque chama toda a atenção. Caso Peppers continue seu alto desempenho, Matthews volte com tudo no pass rush e Damarious Randall mais Quinten Rollins tenham e evolução esperada para o segundo ano, os Packers vêm mais encardidos do que nunca. As maiores dúvidas são no front seven, mas são dúvidas que 90% dos treinadores da NFL gostariam de ter.

Tabela

Crédito: ESPN/reprodução

Crédito: ESPN/reprodução

Muitas pessoas podem não reparar ou desenhar, mas o começo dos Packers é complicado, já que o time pega os ascendentes Jaguars e o rival pelo trono da divisão, Vikings, fora. Depois de um bye cedo fora, mais quatro confrontos com os times da NFC Leste (Cowboys em casa mais desafiador) e três contra a AFC South (Colts em casa mais difícil), mas esses sete jogos são completamente vencíveis.

Depois de perder os três jogos da divisão no Lambeau Field, a probabilidade disso acontecer de novo é a mesma que eu fazer um punt no Madden em uma quarta para um. Favorito em absolutamente todos os jogos, os Packers vão lutar pela 1ª colocação da NFC.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top