NFL

Prévias NFL: Chicago Bears em um ano de reinvenção

Bears

Chicago Bears

Desempenho em 2014/15: 5-11

Rex MITO Grossman do rolê: Matt Forte

Ponto fraco: Jay Cutler em seu estado vegetativo. Se estiver com pulso, então a linha ofensiva

No Natal estará esperando para… a reconstrução ter sido sem muitos traumas

O ano de 2014 começou com esperanças para Chicago. O time assinou contrato multimilionário com Jay Cutler acreditando que tinham encontrado seu franchise quarterback, e que junto com Alshon Jeffery, Brandon Marshall e Martelus Bennett iria fazer o ataque aéreo do time explodir. Eles ainda contavam com Matt Forte no backfield, um running back top-5 da liga.

No lado defensivo trouxeram o ótimo Lamarr Houston e o veterano Jared Allen, e draftaram na primeira escolha do draft Kyle Fuller, defensive back para fazer dupla com Charles Tillman.

Tudo perfeito, não?

É claro que não. Quando tudo está tão certo assim, algo dá errado. O problema para Chicago é que TUDO deu errado para o time em 2014.

Começando pela semana 2, Charles Tillman sofreu lesão que o tirou da temporada. Depois, Jay Cutler mostrou porque é um dos QB's mais criticados da liga, jogando quase a temporada inteira com a vontade de um estudante de humanas fazendo uma prova de matemática. Depois, Lamarr Houston rompeu ligamentos do joelho em uma comemoração na semana 8, e ficou fora do restante da temporada. E como não podia faltar em se tratando de Brandon Marshall, o wide receiver arranjou problemas no vestiário e foi trocado por uma escolha de sétima rodada pelos Jets.

Ah, e o resultado de tudo isso foi o técnico Mark Trestman e o general manager Phil Emery sendo demitidos para darem lugar a John Fox  e Ryan Pace.

2015 é vida toda nova em Chicago

Ataque

O quarterback do Chicago Bears em 2015 será Jay Cutler, querendo os torcedores ou não. O time assinou antes da temporada de 2014 um contrato de sete anos valendo US$126 milhões. Nenhum time da liga está disposto a trocar para ter Cutler a esse preço. Então o time terá que aceitar e esperar que o jogador volte atuar como em seus melhores tempos. Para isso, Fox e Pace foram atrás de armas aéreas, e draftaram Kevin White na escolha de número sete geral. Foi uma aposta certeira, dada as características do jogador – rápido, capaz de correr por todo o campo, fazendo um contraponto ao grande e pesado Jeffery – mas como nada é fácil para Chicago desde 1985, White sofreu fratura por stress na perna e tem altas chances de perder toda a temporada. A linha ofensiva também não é lá confiável, tendo sido a segunda que mais cometeu false starts da liga, porém sofreu com problemas de lesão, e um segundo ano com um grupo mais estável pode ajudar a diminuir essa marca, principalmente com Kyle Long capitaneando a unidade

No backfield, Matt Forte é a única certeza da equipe. Vindo de uma temporada em que quebrou o recorde de mais passes recebidos por um RB (102) a torcida dos fãs de Chicago é que  jogador mantenha o ritmo dos últimos anos. O time trouxe da free agency Jacquizz Rodgers, que pode desempenhar bom papel de reserva.

Crédito: Instagram/ Reprodução

Crédito: Instagram/ Reprodução

Defesa

Vamos começar falando de trás. A secundária dos Bears perderam Charles Tillman, um dos melhores cornerbacks da NFL na última década. Estão apostando no ótimo Kyle Fuller, e na recuperação de Tim Jennings. Impossível saber como os dois irão se sair. Normalmente o segundo na NFL é o mais difícil, e Fuller está assumindo a posição de CB1, então não seria de se estranhar caso ele tiver uma decaída. Já para Jennings, ele precisará dar um passo para trás para poder voltar a ser o CB que foi ao Pro Bowl em 2013. A dupla de safety será Ryan Mundy e o recém-contratado Antrell Role,  dois jogadores mais veteranos que estão entrando na parte baixa de suas carreiras. É uma secundária que promete ser mediana.

O real problema da defesa de Chicago está no front seven. Após não conseguir pressionar ninguém em 2014, a situação tende a melhorar só um pouco em 2014. Lamarr Houston volta para liderar um grupo de linebackers que tem um decadente Jared Allen, o bom Willie Young e mais alguns outros jogadores medianos. Já na linha defensiva, o problema é mais embaixo. A escolha de segunda rodada da equipe, o nose tackle Eddie Goldman chega para ser titular desde a semana 1, algo que sempre é problemático na NFL, já que o titular Jeremiah Ratfliff, está suspenso pelos três primeiros jogos da temporada, no restante da linha, incógnitas.

O que esperar

Dentro de uma divisão aonde Green Bay Packers é rei, Detroit Lions é um feudo em expansão e o Minnesota Vikings outro em formação, os Bears são apenas uma pequena vila. O que dá para esperar do equipe é mais um temporada difícil, mas uma em que John Fox irá se esforçar para colocar em prática sua nova filosofia. De resto, é torcer para que Jay Cutler saia de seu estado letárgico e que algum jogador desconhecido da defesa se mostre um tesouro perdido.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top