NFL

Prévia Tennessee Titans 2017: time reforçado e sonho com os playoffs

Previa Tennessee Titans

Depois de um final de temporada decepcionante – não foi para os playoffs porque perdeu a divisão nos critérios de desempate e viu o quarterback Marcus Mariota quebrar a perna –, o Tennessee Titans chega para 2017 com a esperança de ir para a pós-temporada pela primeira vez desde 2008. Além disso, a franquia de Nashville abordou algumas de suas carências durante a offseason e espera finalmente colher os frutos que vem plantando nos últimos anos.

Categoria: Não se surpreenda, estamos avisando

Desempenho em 2016: 9-7

Previsão nada científica para 2017: 10-6

Linha de Las Vegas (você pode apostar em mais ou menos vitórias que o número a seguir): 8,5

Jogadores de Pro Bowl em 2017: DeMarco Murray, Brian Orakpo, Delanie Walker, Jurrell Casey e Taylor Lewan

Quem pode entrar nessa lista: Marcus Mariota

O Tennessee Titans chega para a temporada de 2017 com o sonho de ir para a pós-temporada e toda equipe começa pela defesa. Apesar de ter mostrado evolução no ano passado, a franquia de Nashville ainda precisa melhorar o seu setor defensivo.

Começando pela linha de frente, Jurrell Casey vem de duas temporadas consecutivas indo para o Pro Bowl e é muito bom parando tanto o jogo corrido como o passado. Pelo ranking do ‘Pro Football Focus’, ele está no top 10 em produtividade no pass rush e em porcentagem de corridas paradas. DanQuan Jones aparece na outra extremidade da trincheira. No meio da linha defensiva, Sylvestre Williams chega para ocupar a vaga deixada por Al Woods, que deixou a equipe. Austin Johnson completa o quarteto ideal. Outra boa opção é o veterano Karl Klug, que está retornando de uma lesão no tendão de Aquiles.

Ajudando a pressionar os quarterbacks estão os outside linebackers Brian Orakpo e Derrick Morgan, que combinaram para 19,5 sacks em 2016. Além disso, Kevin Dodd ainda precisa se recuperar após cirurgia no pé e Aaron Wallace pode jogar nas pontas, mas não é bom no pass rush. Na parte interna, Avery Williamson passa longe de ser o jogador dos sonhos, mas ajuda nas coberturas. Já Wesley Woodyard é esperto e ajuda contra o jogo corrido.

Um dos pontos fracos do Tennessee Titans no ano passado foi a secundária e ela vem com novidades. Jason McCourty, que vinha tendo problemas com lesões, foi cortado e sua liderança não estará mais presente. Os dois cornerbacks da defesa do time de Mike Mularkey serão novos na equipe. Adoree’ Jackson foi draftado na primeira rodada e é muito bom fazendo coberturas e retornando interceptações. No lado oposto estará Logan Ryan, que desviou 10 passes e não cedeu touchdowns nas suas últimas 10 partidas pelo New England Patriots. O segundo anista Kevin Byard continua sendo um dos safeties titulares e ele deverá ter como companheiro Johnathan Cyprien. Uma das questões são as opções no banco de reservas. Uma delas é D’Joun Smith.

#MariotaMonday

Uma publicação compartilhada por Tennessee Titans (@titans) em

Prévia Tennessee Titans: ataque surpreendente

O Tennessee Titans atacou um de seus maiores problemas do seu ataque nesta offseason e gostou três das suas quatro primeiras escolhas de draft para reforçar o seu corpo de recebedores. Selecionado na quinta escolha geral, Corey Davis chega para ser o wide receiver número 1 do time de Mike Mularkey. Quem também chegou pelo draft foi Taywan Taylor, que será o substituto de Kendall Wright e dará opção de rotas profundas. A experiência entre os wideouts vem de Eric Decker, ex-New York Jets.

Junto desses três nomes estão Tajae Sharpe e Rishard Matthews. Este, apesar de não ser o nome dos sonhos para ser um protagonista, conseguiu se sair bem em 2016, fazendo 65 recepções para 945 jardas e nove touchdowns ao ser o principal alvo de Marcus Mariota. Uma das grandes armas deste ataque será o tight end Delanie Walker. Mesmo aos 33 anos, ele continua dando caldo, vem de um ano com 65 recepções e em que ele foi pela segunda vez consecutiva ao Pro Bowl. Jonnu Smith, que foi escolhido na terceira rodada, é o futuro da equipe na posição e também irá colaborar.

Antes de avançar para a linha ofensiva, que é cotada como uma das melhores da liga e do jogo corrido, falaremos de Marcus Mariota. Como um bom vinho, o terceiro anista vem melhorando com o passar do tempo. Em 2016, ele completou 276 passes para 3.426 jardas em 451 tentativas de passe, o que fez ele o primeiro quarterback dos Titans desde Matt Hasselbeck em 2011 a ter um ano com mais de três mil jardas. Além disso, ele lançou para 26 touchdowns, que é a melhor marca do time desde que a franquia foi para Tennessee há 20 anos. A grande questão é como Mariota irá retornar da fratura na perna.

O backfield do coordenador Terry Robiskie é de invejar muita gente. DeMarco Murray é o principal nome e ele vem de um ano em que correu para 1.287 jardas e nove touchdowns. O running back de 29 anos será quem irá ter o maior número de carregadas, entretanto, Derrick Henry é o segundo nome da posição e ele ajudará muito em corridas menores por causa de sua força. Além de conseguirem jardas, os dois são bons bloqueadores e ganham o apoio do fullback Jalston Fowler.

Para tudo isso funcionar é preciso uma boa trincheira e isso os Titans definitivamente têm porque conseguiu arrumar sua linha ofensiva na última temporada. Nas posições de tackle, Taylor Lewan conseguiu encontrar o caminho certo e foi para o Pro Bowl, enquanto o então calouro Jack Conklin foi All-Pro. No meio da linha, Ben Jones se consolidou como center e Quinton Spain foi um ótimo guard, sendo uma grata surpresa. O right guard será Josh Kline. De acordo com o ‘Pro Football Focus’, a offensive line da franquia de Nashville é a quarta melhor da National Football League.

Prévia Tennessee Titans: equipes especiais

As equipes especiais do time de Nashville é boa e irá ajudar os Titans a vencerem jogos. O kicker Ryan Succop teve um ano excelente em 2016, errando apenas dois field goals de mais de 50 jardas. Já Brett Kern colocou 32 dos seus 77 punts dentro das 20 primeiras jardas e teve média de 44,2 jardas por punt. Já a equipe de retornadores recebeu alguns reforços importantes, como Brynden Trawick, Daren Bates e Eric Weems.

Prévia Tennessee Titans: tabela

O Tennessee Titans tem uma tabela interessante. Jogando duas vezes contra o Jacksonville Jaguars, é possível contabilizar duas vitórias principalmente pelos problemas de quarterback que a franquia da Flórida tem. Os confrontos contra o Indianapolis Colts também podem ser favoráveis. Outras quatro partidas precisam ser vitórias na certa: Los Angeles Rams, San Francisco 49ers, Miami Dolphins e Cleveland Browns.

A franquia de Nashville terá a dura tarefa de brigar pelo título da divisão contra o Houston Texans e, se aprendeu alguma coisa com a última temporada, não vai querer deixar as coisas serem decididas pelos critérios de desempate ou irá querer ter essa vantagem na hora do desempate, então bons resultados contra o time do Texas é muito importante.

Alguns jogos prometem serem paradas duras. O Oakland Raiders irá testar bastante a defesa dos Titans, assim como o Pittsburgh Steelers, enquanto Seattle Seahawks e Baltimore Ravens irão forçar o ataque a fazer uma partida sem erros.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top