NFL

Presidente dos Steelers conta com Big Ben em 2017 e fala sobre outros assuntos

Ben Roethlisberger, quarterback do Pittsburgh Steelers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Art Rooney II, presidente do Pittsburgh Steelers, conversou com a imprensa nesta terça-feira (31) e, entre diversos assuntos, o executivo afirmou que espera que o quarterback Ben Roethlisberger retorne para sua 14ª temporada na National Football League, em 2017, devido ao desejo do camisa 7 de vencer seu terceiro Super Bowl na carreira.

Na semana passada, o signal caller disse em entrevista à rádio ‘93.7 The Fan’ que vai avaliar seu futuro nesta offseason e deixou os torcedores da franquia da Pensilvânia com uma pulga atrás da orelha. E Rooney, que diz ter conversado recentemente com o jogador, demonstrou um tom otimista.

Para o presidente, a hesitação de Big Ben é, provavelmente, “uma combinação de coisas”.

“Vindo de uma longa temporada e de uma derrota difícil, e nesta idade em sua carreira, não é loucura ter pensamentos sobre ‘como será o restante da minha carreira?’. Então, eu acho que tivemos uma boa conversa. Obviamente, ele tem que tomar a decisão dele. Eu espero que ele volte, mas ele tem que tomar essa decisão”, observou.

De acordo com Art Rooney II, vencer é “a motivação número 1” do camisa 7 e o presidente acredita que o QB se tornou mais do que um líder nos últimos anos.

Além do futuro de Roethlisberger, outros problemas que os Steelers terão que enfrentar nesta offseason são relacionados a renovações com Antonio Brown e Le’Veon Bell. E Rooney quer ver o wide receiver e o running back vestindo a camisa da organização por muitos anos.

Em relação a Brown, o time de Pittsburgh quer fechar um novo acordo com o recebedor, que vai entrar no último ano de seu contrato em 2017 e, atualmente, deve faturar somente US$ 4,7 milhões na próxima temporada.

Sobre os problemas extracampo do wideout, que acabou criando uma distração antes da final da Conferência Americana (AFC) contra o New England Patriots, quando fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook da conversa do técnico Mike Tomlin no vestiário, Rooney minimizou o caso. Para o presidente, a ética de trabalho e as boas intenções do camisa 84 superam todos os problemas do tipo e os contratempos recentes foram “pequenos aborrecimentos, com ênfase em pequenos”.

“Antonio é um bom cara, uma grande pessoa. Eu gosto dele, pessoalmente. Ele é alguém que seus companheiros gostam de ter na equipe”, falou Rooney, de acordo com o jornal ‘Pittsburgh Post-Gazette’.

Na temporada 2016, em 15 jogos como titular dos Steelers, Brown fez 106 recepções para 1.284 jardas e 12 touchdowns. Ele se tornou o primeiro jogador da NFL desde Marvin Harrison a ter quatro temporadas consecutivas com, pelo menos, 100 recepções e a produtividade monstruosa do jogador fará com que os Steelers façam tudo para fechar um acordo de longo prazo.

“Nossa intenção é tentar fechar uma extensão de contrato com Antonio. Vamos começar a trabalhar nisso (…) Algumas das coisas extracampo, eu acho, na maior parte são coisas que eu não acho que tiveram um grande impacto no time. Esperançosamente, no futuro ele vai mantê-las no nível mínimo de distrações”, ressaltou o presidente.

Sobre Bell, que será um agente livre na temporada 2017, um dos recursos que os Steelers podem (e provavelmente vão) utilizar é a franchise tag, que pagaria cerca de US$ 12,4 milhões ao jogador na temporada 2017. A equipe de Pittsburgh, contudo, pensa em algo além de um recurso para segurar o running back por apenas um ano.

Art Rooney II, inclusive, falou sobre as suspensões consecutivas do camisa 26 por violar a política de substâncias proibidas pela NFL e espera que esses problemas estejam “no passado”.

“Eu sinto que está e ele entende o que precisa fazer para ser um jogador de sucesso nesta liga a longo prazo. Estou confiante de que ele será um jogador com quem podemos contar no futuro”, completou.

Na temporada regular de 2016, em 12 jogos, Le’Veon Bell correr 261 vezes para 1.268 jardas e sete touchdowns, tendo também feito 75 recepções para 616 jardas e dois TDs.

Art Rooney II rebate Terry Bradshaw – Ainda nesta terça, o presidente dos Steelers também disse não compreender o pronto de vista de Terry Bradshaw, ex-quarterback dos Steelers e Hall of Famer, que criticou duramente o técnico Mike Tomlin no final do ano passado.

“Eu não concordei com isso, obviamente. Eu não tenho certeza do que levou Terry a fazer esse tipo de comentário. Eu não conversei com Terry sobre isso. Talvez eu vá, em algum momento. Ele ainda é um dos melhores Steelers de todos os tempos e ainda o amo por tudo o que ele fez por esta franquia. Mas ele deve ter tido um lapso de julgamento”, declarou Rooney II.

Em dezembro, Terry Bradshaw, que venceu o Super Bowl com os Steelers em quatro oportunidades, disse no programa Speak For Yourself, da ‘Fox Sports 1’, que não sabia o que Tomlin fazia ao certo como treinador e se referiu ao head coach da equipe como um “animador de torcida”.

Rooney II saiu em defesa do técnico, que liderou a equipe a uma campanha de 11-5 na temporada regular, após um início de temporada com 4-5, e comandou os Steelers até a final da Conferência Americana (AFC), quando o time acabou perdendo para o New England Patriots por 36 a 17.

“Eu acho que Mike fez um ótimo trabalho, obviamente chegar à final da AFC e ficar entre os quatro melhores é uma grande conquista”, frisou. “Ficamos todos decepcionados com a forma como o último jogo foi, mas como eu disse antes, eu acho que há um monte de aspectos positivos sobre os quais podemos construir. Cada temporada tem sua própria jornada e o que é preciso para levar a equipe durante a temporada e jogar em alto nível no final. Eu acho que esse é o tipo de teste. Ter um time que está melhorando ao longo da temporada, essas são as coisas que você procura. Como uma comissão técnica está se apresentando, em geral, estávamos melhorando conforme a temporada passou, o que você deseja”, finalizou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top