NFL

Pittsburgh Steelers não mantém treinador de running backs James Saxon

James Saxon, treinador de running backs

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Pittsburgh Steelers segue reformulando sua comissão técnica. Dias depois de se divorciar do treinador de outside linebackers Joey Porter, o técnico Mike Tomlin anunciou nesta segunda-feira (7) que James Saxon, treinador de running backs, não será mantido para a temporada 2019.

“Eu tomei a decisão de não renovar o contrato do treinador de running backs James Saxon. Nós gostaríamos de agradecer James por seus esforços ao longo dos últimos cinco anos, e desejamos a ele o melhor em suas futuras empreitadas como treinador”, afirmou o head coach, em nota divulgada pelos Steelers.

Saxon chegou aos Steelers em 2014, depois de três anos ocupando o mesmo cargo no Minnesota Vikings, onde ele foi treinador de Adrian Peterson.

Antes disso, ele foi treinador de running backs do Miami Dolphins (2008 a 2010), do Kansas City Chiefs (2001 a 2007) e Buffalo Bills (2000).

Com Saxon, os Steelers ocuparam a 16ª colocação na NFL em corridas em 2014, a 16ª posição em 2015 e a 14ª posição em 2016. Mas o time caiu de rendimento no jogo terrestre nas últimas duas temporadas: 20ª posição em 2017 e segundo pior da liga em 2018.

O jogo corrido da franquia da Pensilvânia sofreu um retrocesso em 2018, quando o running back Le’Veon Bell resolveu ficar fora de toda a temporada regular em vez de assinar sua franchise tag. Na ausência de Bell, o segundo anista James Conner assumiu a liderança do backfield e correu 215 vezes para 973 jardas e 12 touchdowns, além de fazer 55 recepções para 497 jardas e um TD.

Depois de uma campanha 9-6-1 que foi insuficiente para levar o time aos playoffs, o Pittsburgh Steelers está se mexendo a mais mudanças devem ocorrer nas próximas semanas.

Comments
To Top