NFL

Philadelphia Eagles estende contrato de Carson Wentz e faz pacto com seu futuro

Carson Wentz, quarterback do Philadelphia Eagles

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Philadelphia Eagles oficializou uma grande decisão na noite desta quinta-feira (6) e renovou o contrato de Carson Wentz por mais quatro anos. Assim, o quarterback fica com vínculo com a organização até a temporada 2024 da National Football League.

De acordo com informações de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, a extensão tem valor total de US$ 128 milhões, podendo chegar a até US$ 144 milhões, com garantias de US$ 107 milhões.

Imediatamente após o anúncio, Wentz publicou um vídeo em seu Instagram e, na legenda, o signal caller escreveu: “grato por esta oportunidade e empolgado com o futuro”.

Selecionado na primeira rodada do draft de 2016 pelos Eagles, com a segunda escolha geral, Wentz logo mostrou que poderia ser o QB que os Eagles procuraram há muito tempo.

Em 40 jogos de temporada regular disputados até agora em sua carreira, o camisa 11 acertou 63,7% de seus passes (923 de 1.448) para 10.152 jardas, 70 touchdowns e 28 interceptações.

Contudo, ele sofreu muito com lesões nos últimos dois anos. Em 2017, sua temporada foi encerrada na reta final depois de ele romper os ligamentos do joelho.

Já em 2018, ele disputou apenas 11 jogos antes de ser afastado devido a um problema nas costas que exigiu cirurgia.

Wentz é o primeiro quarterback da classe de 2016 a assinar uma extensão. Jared Goff, selecionado pelo Los Angeles Rams com a primeira escolha geral, e Dak Prescott, selecionado pelo Dallas Cowboys com a 135ª escolha, também estão no aguardo por novos acordos milionários.

A renovação de Wentz, com média de US$ 32 milhões por ano, é uma excelente notícia para Prescott e Goff.

Antes da extensão, o astro dos Eagles tinha dois anos remanescentes em seu contrato de calouro, depois que a organização da Pensilvânia exerceu a opção pelo quinto ano de seu contrato no dia 29 de abril.

Apesar da ruptura no ligamento cruzado anterior em dezembro de 2017, contusão que o tirou de combate até a semana 3 da temporada 2018, e da fratura por estresse nas costas no final da temporada passada, Wentz inegavelmente é o pilar do futuro dos Eagles.

O quarterback, que aliás lembra muito o Príncipe Harry, tem uma capacidade ímpar de tirar jogadas do nada quando está em campo. Quarterback dinâmico, ele continua tendo a projeção de um futuro brilhante, caso consiga se manter longe do departamento médico.

Em Wentz, os Eagles encontraram o signal caller titular que eles não tinham de fato desde Donovan McNabb, na primeira década dos anos 2000. E eu nem estou contando Michael Vick, que veio depois, mas realmente não foi o franchise passer que a equipe esperava que ele se tornaria.

De 2013 a 2015, a franquia transitou entre Nick Foles (que anos mais tarde seria MVP do Super Bowl LII na temporada 2017, quando assumiu o posto depois da lesão de Wentz), Mark Sanchez (urgh!) e Sam Bradford (bateu um vento, ele se machuca).

Mas, a partir de 2016, uma nova era começou na Filadélfia. E essa era foi renovada nesta quinta.

Agora, Wentz terá mais seis temporadas para provar que pode conduzir o Philadelphia Eagles a mais títulos. E ferramentas para isso ele tem.

Resta saber se ele tem sorte…

Comments
To Top