NFL

Patriots cortam Austin Seferian-Jenkins e aposentadoria de NaVorro Bowman; veja transações

Austin Seferian-Jenkins, tight end da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O New England Patriots dispensou o tight end veterano Austin Seferian-Jenkins, menos de dois meses depois de contratar o jogador. O corte se deu no primeiro dia do minicamp obrigatório da franquia de Foxborough.

Seferian-Jenkins havia assinado um contrato modesto de um ano de duração, com valor de US$ 895 mil, no dia 10 de abril. Ele chegou à organização sob a expectativa de conquistar um espaço no elenco depois da aposentadoria de Rob Gronkowski.

O acordo de Seferian-Jenkins incluía apenas US$ 50 mil garantidos.

O tight end não estava presente no dia de abertura do minicamp obrigatório, nesta terça-feira (4), e o técnico Bill Belichick já havia indicado o corte, dizendo à imprensa que todos os jogadores que deveriam estar presentes estavam por lá.

De acordo com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, Seferian-Jenkins está se afastado por um mês do futebol americano para resolver problemas pessoais e a equipe está cortando o TE enquanto ele passa por esse processo. Ainda não se sabe se há chance de ele ser recontratado antes da temporada 2019.

Atualmente com 26 anos de idade, Seferian-Jenkins soma 116 recepções na carreira para 1.160 jardas e 11 touchdowns em 43 jogos disputados ao longo de cinco temporadas na liga. Ele também não estava presente durante um treino voluntário em maio que foi aberto à imprensa.

O veterano Benjamin Watson, que voltou de aposentadoria, é o principal nome do grupo de tight ends dos Patriots no momento. Mas ele vai perdeu os quatro primeiros jogos da temporada 2019 devido a uma violação da política de substâncias proibidas pela NFL.

Matt LaCosse, Ryan Izzo, Stephen Anderson e Andrew Beck compões o resto do grupo de TEs do time.

Confira mais movimentações na NFL nesta terça (4):

– O linebacker NaVorro Bowman, ex-San Francisco 49ers, oficialmente está se aposentando do futebol americano profissional. Mas ele queria encerrar suas atividades na NFL com o time que o trouxe à liga em 2010 e assim ele fez.

Os Niners anunciaram nesta terça que Bowman compareceu ao centro de treinamento da franquia para informar à organização que ele estava se aposentando e que ele deseja pendurar o capacete como membro do time que ele defendeu por mais de sete anos.

Neste momento, os 49ers têm o máximo de 90 membros no elenco (número máximo na offseason, então Bowman não pode assinar um contrato simbólico de um dia para se aposentar com a equipe. Contudo, apesar da formalidade, Bowman queria deixar o esporte desta maneira.

Bowman não atuou na NFL em 2018, depois de ser titular nos últimos 10 jogos da temporada 2017 com a camisa do Oakland Raiders. E acabou que aquelas 10 partidas foram as únicas da carreira do defensor nas quais ele não estava vestindo vermelho e dourado.

NaVorro Bowman foi selecionado na terceira rodada do draft de 2010 pelos Niners, com a 91ª escolha geral, e ao lado de Patrick Willis ele logo formou uma das melhores duplas de LBs da liga. Bowman foi selecionado para o primeiro time All-Pro em quatro oportunidades, com três aparições no Pro Bowl, e ele fechou sua passagem na franquia de San Francisco com 709 tackles, 12,5 sacks, sete fumbles forçados e quatro interceptações.

– O Detroit Lions abriu seu minicamp nesta terça, junto com outros oito times da liga, e dois titulares da defesa não marcaram presença nos treinos obrigatórios. O defensive tackle Damon Harrison e o cornerback Darius Slay estão boicotando as atividades e querem novos contratos, de acordo com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

“Estamos apenas focados nos caras que estão aqui”, declarou o técnico Matt Patricia aos repórteres.

– O left tackle Trent Williams, do Washington Redskins, quer um aumento salarial e ele não foi visto no início do minicamp do time, nesta terça. A informação é dos jornalistas Tom Pelissero e Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Segundo Rapoport, Williams quer um novo contrato. Ele assinou uma extensão de contrato de cinco anos, com valor de US$ 66 milhões, com os Redskins em 2015. O acordo tinha US$ 30 milhões garantidos e o colocou sob vínculo com a organização até a temporada 2020.

O offensive lineman deve faturar um salário-base de US$ 11 milhões em 2019 e US$ 12,5 milhões em 2020, nos dois últimos anos.

– O cornerback Patrick Peterson retornou às OTAs (organized team activities) do Arizona Cardinals na última segunda e foi a primeira vez que ele compareceu às atividades voluntárias desde que sua suspensão de seis jogos foi anunciada.

“Eu estou muito profundamente triste e lamento que meu nome esteja associado com (um teste falho) e que estou deixando meus irmãos pra baixo. Ficou para trás. Estou ansioso para voltar contra os Giants (na semana 7)”, falou Peterson, segundo o site oficial da franquia de Glendale.

– O Indianapolis Colts fechou uma extensão de contrato com o punter Rigoberto Sanchez nesta terça.

Comments
To Top