NFL

Patrick Mahomes treina normalmente no Kansas City Chiefs; veja mais movimentações

Patrick Mahomes, quarterback do Kansas City Chiefs

Patrick Mahomes continua a se aproximar de um retorno aos gramados. O técnico Andy Reid, do Kansas City Chiefs, afirmou que o quarterback ia treinar nesta quarta-feira (6) e que o time ia aumentar sua carga de trabalho “um pouco mais” nesta semana para ver como seu joelho responde.

E isso acabou se confirmando, já que Mahomes foi listado como participante sem limitações pela primeira vez que ele se lesionou. A classificação do QB no relatório de lesionados sugere que ele está cada vez mais próximo de poder voltar a jogar.

“É dia a dia. Vamos preparar ambos (os quarterbacks), como fizemos na semana passada”, falou Reid sobre Mahomes e Matt Moore antes do treino desta quarta, segundo o jornalista Adam Teicher, da ‘ESPN’ norte-americana.

Atual MVP da National Football League, Mahomes sofreu um deslocamento na patela do joelho direito na semana 7. O cronograma inicial de recuperação indicava que o signal caller perderia pelo menos três jogos.

Após ficar de fora dos últimos dois compromissos da franquia do Missouri, Mahomes ainda tem chances de fazer um retorno mais cedo do que o esperado, quando os Chiefs enfrentam o Tennessee Titans, neste próximo domingo (10).

A decisão de Reid será baseada em como o joelho do camisa 15 se comporta ao estresse aumentado dos treinos desta semana e em como a equipe médica está enxergando o atual estágio da recuperação do astro.

“Nós não vamos colocá-lo lá a menos que seja seguro”, frisou Reid.

Uma fonte disse ao jornalista Ed Werder, também da ‘ESPN’, que a marca de três semanas de recuperação é importante para Mahomes, pois isso reduz as chances de o QB voltar a se lesionar para 10% a 20%. As funções do atleta devem melhorar diariamente, reduzindo o risco de uma nova contusão no joelho.

O treinamento desta quarta é o primeiro passo mais considerável no potencial retorno de Mahomes à ação. Agora, resta monitorarmos o restante da semana, o que certamente vamos fazer aqui nos boletins diários do Quinto Quarto.

Em outra notícia do DM dos Chiefs, Reid afirmou que a lesão do left tackle Eric Fisher não vai encerrar a temporada 2019 do jogador precocemente. O offensive lineman passou por cirurgia em setembro para uma lesão de músculo central. Ele e o defensive end Alex Okafor foram mantidos fora do treino desta quarta.

Confira mais notícias de lesões e transações na NFL nesta quarta (6):

– No Cincinnati Bengals, um contratempo pode atrasar a estreia de A.J. Green na temporada 2019. O wide receiver não treinou nesta quarta, depois que ele disse que não estava se sentindo bem após uma sessão leve de atividades pela manhã, segundo o técnico Zac Taylor.

Ou seja, minutos depois que Taylor afirmou que esperava que Green atuasse no jogo de domingo contra o Baltimore Ravens, o recebedor não foi visto nos treinos.

O head coach dos Bengals disse que descobriu a falta de disponibilidade de Green minutos antes de a equipe iniciar os exercícios. Taylor preferiu não especular em relação à condição do WR para o jogo da semana 10.

“Vamos apenas levar isso dia a dia e ver onde estamos amanhã”, afirmou o comandante.

Sete vezes selecionado ao Pro Bowl em sua carreira, Green perdeu os primeiros oito jogos de Cincinnati neste ano enquanto se recuperava de uma contusão no tornozelo esquerdo que ele sofreu no primeiro treino da pré-temporada. Após passar por treinos coletivos durante a bye week dos Bengals, a expectativa era a de que o WR fosse participar de seu primeiro treino oficial como participante sem limitações.

– No Philadelphia Eagles, com o wide receiver DeSean Jackson fora do restante da temporada regular, a equipe resolveu trazer um velho conhecido e recontratou o veterano Jordan Matthews nesta quarta. A informação foi apurada em primeira mão pela ‘NFL Network’.

Assim, será a terceira passagem de Matthews pelos Eagles, depois de ele ser selecionado pela franquia na segunda rodada do draft de 2014. Ele atuou em Philly durante suas primeiras três temporadas antes de ser trocado com o Buffalo Bills. O wide receiver então retornou aos Eagles no ano seguinte, em 2018.

Matthews tem um bom relacionamento com o quarterback Carson Wentz e conhece bastante o sistema do técnico Doug Pederson, o que deve acelerar a reaclimatação.

Atualmente com 27 anos de idade, Matthews soma 270 recepções para 3.255 jardas e 22 touchdowns em sua carreira profissional.

– No Los Angeles Rams, Brandin Cooks segue tendo dificuldades. O wide receiver continua no protocolo de concussão, quase duas semanas após sair durante a vitória na semana 8 sobre o Cincinnati Bengals, e ele não parece próximo de retornar.

O jornalista Omar Ruiz, da ‘NFL Network’, apurou nesta quarta que Cooks está viajando para Pittsburgh para um segundo encontro com especialistas em concussão, segundo o técnico Sean McVay. Assim, Cooks está fora do jogo dos Rams na semana 10 contra o Pittsburgh Steelers, como acrescentou McVay.

Antes de seu afastamento, Cooks somou 27 recepções para 402 jardas e um touchdown em oito jogos, ainda que ele não tenha tido estatísticas no oitavo jogo por causa de sua concussão.

Já em notícias positivas para os Rams, o pass rusher Clay Matthews (mandíbula) voltou aos treinos, ainda que de forma limitada, assim como o running back Malcolm Brown (tornozelo).

– No Indianapolis Colts, o quarterback Jacoby Brissett voltou a treinar nesta quarta-feira. O técnico Frank Reich havia afirmado que o titular receberia repetições limitadas nos treinos.

Brissett saiu durante a derrota para o Pittsburgh Steelers, no último domingo, no começo do segundo quarto, depois que o guard Quenton Nelson caiu sobre sua perna esquerda. O QB de 26 anos de idade tentou retornar, mas os Colts o mantiveram de fora devido à falta de movimentação lateral.

A ressonância magnética na segunda trouxe boas notícias, indicando que Brissett sofreu apenas uma entorse no ligamento colateral medial.

O fato de o quarterback titular dos Colts não ter sido mantido de fora do primeiro treino da semana é uma excelente notícia. Agora, a equipe vai avaliar como o joelho de Brissett responde conforme a semana se desenrolar, mas a disponibilidade do QB no treino desta quarta é um bom sinal em relação à disponibilidade dele para o jogo contra o Miami Dolphins, no domingo.

Em outra notícia do departamento médico dos Colts, Reich disse que o wide receiver T.Y. Hilton não ia treinar nesta quarta. Ainda que a franquia não tenha descartado ainda o recebedor para o jogo contra os Dolphins, o head coach não espera que Hilton possa atuar.

Hilton deve ficar afastado por um período entre três e quatro semanas depois de lesionar a panturrilha em um treino da semana passada.

– No New York Giants, o tight end Evan Engram deve perder o treino de domingo contra o New York Jets com o que a franquia nova-iorquina está se referindo como “entorse na parte intermediária do pé”.

Engram teve os resultados da ressonância magnética realizada no pé esquerdo lesionado enviados ao especialista Dr. Robert Anderson, que dará uma segunda opinião, segundo Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana. Apesar disso, Engram disse mais tarde nesta quarta que há uma crença de que ele “se esquivou de uma bala” e que a contusão não é a temida entorse Lisfranc que o tiraria de combate por um bom período de tempo.

O TE expressou seu otimismo de que ele perderá o jogo deste domingo e retornará após a bye week para enfrentar o Chicago Bears.

– O San Francisco 49ers deve ter de volta nesta semana o left tackle Joe Staley e o fullback Kyle Juszczyk nesta semana para enfrentar o Seattle Seahawks no Monday Night Football. Também é possível que o right tackle Mike McGlinchey e o cornerback Ahkello Witherspoon retornem.

Os Niners seguem invictos na temporada mesmo após perderem Staley na semana 2 para uma fratura na perna e Juszczyk na semana 5 para uma lesão no joelho. E ambos parecer estar próximos de poderem participar de um confronto importante da divisão NFC West.

– No Arizona Cardinals, o running back David Johnson não deixou dúvidas nesta quarta em relação ao seu status para o jogo de domingo contra o Tampa Bay Buccaneers.

“Definitivamente estarei jogando. Estarei jogando. Estou bem. Estou pronto”, falou Johnson, que perdeu os últimos dois jogos devido a uma lesão no tornozelo.

Johnson, que entrou no relatório de lesionados com um problema no tornozelo antes do confronto da semana 7 contra o New York Giants, disse que está “100 por cento”. Mais cedo nesta quarta, o técnico Kliff Kingsbury afirmou que Johnson estava “perto”, mas ressaltou que queria ver “cortes a toda velocidade e nível de conforto” antes de decidir se o RB poderia atuar em Tampa.

David Johnson foi listado pelos Cardinals como participante sem limitações do treinamento desta quarta.

– O New York Jets recebeu ao menos uma notícia positiva. Uma ressonância magnética realizada no joelho lesionado do running back Le’Veon Bell não revelou nenhum dado estrutural no local, como disse o técnico Adam Gase nesta quarta.

O atleta não treinou nesta quarta, como já era esperado, mas o head coach disse que Bell deve estar pronto para jogar no domingo.

Bell recebeu 25 toques na bola (17 carregadas e oito recepções) na derrota de domingo para o Miami Dolphins, sendo essa a maior quantidade de toques desde a semana 2 contra o Cleveland Browns (29). Ele terminou o jogo, mas buscou auxílio médico ao final da partida.

– No Minnesota Vikings, o técnico Mike Zimmer disse aos repórteres nesta quarta que a lesão no músculo posterior da coxa do wide receiver Adam Thielen não é algo de longo prazo. Apesar disso, a disponibilidade do atleta para o jogo de domingo contra o Dallas Cowboys é incerta.

A coxa de Thielen, que o tirou da vitória sobre o Washington Redskins, na semana 8, não teve danos adicionais durante a vitória sobre o Kansas City Chiefs, na semana 9, como apurou o jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, nesta última terça.

Com a semana de bye dos Vikings chegando na semana 12, após os jogos contra os Cowboys e o Denver Broncos, é justo considerar que Thielen pode ser poupado.

Em outra notícia dos Vikings, a equipe está trazendo de volta o safety Andrew Sendejo, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. O defensor foi dispensado pelos Eagles na terça.

– No New Orleans Saints, o running back Alvin Kamara (tornozelo) e o tight end Jared Cook (tornozelo) retornaram aos treinos nesta quarta.

– No Atlanta Falcons, o técnico Dan Quinn disse que o quarterback Matt Ryan (tornozelo) ia treinar nesta quarta.

– No Baltimore Ravens, o running back Mark Ingram (não relacionado a uma lesão), o tackle Ronnie Stanley (joelho), o safety Earl Thomas (não relacionado a uma lesão) e o guard Marshal Yanda (doença) todos não treinaram nesta quarta. O wide receiver Chris Moore (polegar) treinou de forma limitada.

– No Los Angeles Chargers, o running back Justin Jackson (panturrilha), o wide receiver Geremy Davis (músculo posterior da coxa) e o safety Roderic Teamer (virilha) foram todos listados como dúvidas para o Thursday Night Football contra o Oakland Raiders. O linebacker Denzel Perryman (joelho), o tackle Sam Tevi (joelho) e o nose tackle Brandon Mebane (joelho) foram listados como questionáveis.

– No Oakland Raiders, o tackle Trent Brown (joelho), o center Rodney Hudson (tornozelo) e o retornador Dwayne Harris (pé) foram todos listados como questionáveis para o Thursday Night Football contra o Los Angeles Chargers. Os defensive ends Arden Key (pé) e Josh Mauro (virilha) não vão atuar nesta quinta à noite.

– O Miami Dolphins está trazendo o wide receiver Gary Jennings, que foi dispensado recentemente pelo Seattle Seahawks.

– O Washington Redskins ativou o running back Derrius Guice da injured reserve nesta quarta. Anteriormente, o atleta passou por cirurgia no joelho.

– No Pittsburgh Steelers, o running back James Conner (ombro) treinou de forma limitada nesta quarta, assim como o guard Ramon Foster (concussão).

Comments
To Top