NFL

Patrick Mahomes: MVP em um Super Bowl LIV sem grandes ‘donos do jogo’

Patrick Mahomes, quarterback do Kansas City Chiefs

Foi um Super Bowl LIV em que tivemos que quebrar a cabeça durante o jogo para pensar em um destaque individual. Mas, com a vitória de virada do Kansas City Chiefs sobre o San Francisco 49ers por 31 a 20, não teve jeito. Patrick Mahomes foi o cara.

O quarterback dos Chiefs foi eleito o MVP da decisão da temporada 2019 da National Football League.

Os números do camisa 15 não foram brilhantes. Longe disso. Foram 26 passes certos de 42 para 286 jardas, dois touchdowns e duas interceptações, além de 29 jardas corridas e um TD terrestre.

Mas teve o passe para Tyreek Hill.

A 7min13s do final, com o time atrás no placar, Mahomes encaixou um passe de 44 jardas para Hill e converteu uma situação de terceira descida para 15 jardas. E, um minuto mais tarde, uma conexão de uma jarda com Travis Kelce reduziu a diferença para 20 a 17.

O resto é história, já que Mahomes comandou os Chiefs em uma virada impressionante, depois de o time estar com dez pontos de desvantagem no placar.

Mahomes foi um MVP nada improvável, mas o Jogador Mais Valioso não se destacou pelos números. Mas, sim, pela capacidade de ser ‘clutch’. Decisivo.

Uma temporada que teve altos e baixos para Mahomes, um deslocamento de joelho que deixou todos os torcedores dos Chiefs com frio na espinha e uma volta brilhante como sempre.

Aos 24 anos e 138 dias de idade, ele é o jogador mais jovem a ganhar um prêmio de MVP da liga (na temporada 2018), um título de Super Bowl e um prêmio de MVP de Super Bowl.

Um talento precoce com um título precoce.

O jejum de 50 anos dos Chiefs sem um Super Bowl chegou ao final. E a vitória não teve nada de Mahomenos.

Comments
To Top