NFL

Para Mark Sanchez, draft deu indícios que ele é o quarterback número 1 dos Broncos

(Crédito: Twitter/reprodução)

(Crédito: Twitter/reprodução)

No draft de 2016 da NFL, o Denver Broncos optou por selecionar o quarterback Paxton Lynch, de Memphis, na primeira rodada, aumentando assim a briga pela posição de líder de ataque dentro da organização. E, Mark Sanchez, trazido nesta offseason após uma troca com o Philadelphia Eagles, viu a chegada do calouro como algo positivo.

Apesar de ter mais um concorrente na disputa pela vaga de titular, Sanchez não vê Lynch como uma ameaça. Pelo contrário, o signal caller disse ter visto as decisões da franquia do Colorado no draft como uma indicação de que ele está no caminho certo para ser o principal QB do time em 2016.

“Absolutamente, essa é a mensagem que eu recebi. Estou empolgado com essa oportunidade”, declarou Sanchez, nesta segunda-feira (2), após as atividades da equipe.

Mark Sanchez foi um dos primeiros jogadores dos Broncos a parabenizarem o ex-quarterback da Universidade de Memphis pela sua chegada à NFL, depois que ele foi selecionado com a 26ª escolha geral do draft. Segundo Sanchez, ele estava preparado o tempo todo para o caso de Denver escolher um QB logo cedo no draft.

Ao ser questionado semanas antes do draft sobre a ideia de o time acrescentar outro signal caller via draft ou mesmo pela free agency, o ex-quarterback de Eagles e Jets foi enfático: “manda ver”.

E, segundo Mark Sanchez, seu foco sempre foi o mesmo.

“Fosse um veterano que chegou, qualquer uma dessas coisas de fora, qualquer um desses caras no draft que seriam profissionais neste ano, meu foco não mudaria. Por que se tornar um escravo de suas emoções assim? Não vale a pena, você apenas está se preocupando por nada”, falou. “Eu meio que aprendi com o tempo. Quem sabe o que vai acontecer e quem se importa? O que você deveria fazer? Conheça seus companheiros e desenvolva um relacionamento com eles, aprenda o playbook, se envolva em sua comunidade, é isso, essas três coisas”, prosseguiu.

Mesmo depois de ter selecionado Paxton Lynch no draft, o general manager e vice-presidente de operações John Elway voltou a expressar sua confiança em Sanchez, assim como já fez o técnico Gary Kubiak em mais de uma oportunidade.

“Temos muita confiança em Mark. Ele está fazendo um grande trabalho, trabalhando muito duro”, falou Elway.

Além de Mark Sanchez, os outros QBs no elenco são os inexperientes Paxton Lynch e Trevor Siemian, este selecionado na sétima rodada do draft de 2015, e Sanchez afirma que deseja ajudar os atletas mais jovens.

“Se você está confiante com sua habilidade, você não tem problema em ajudar um cara. Se você vê algo, seja em campo, fora de campo, você pode apenas ajudá-lo o quanto você puder”, finalizou.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top