NFL

Carolina Panthers aproveita noite de pesadelo de Carson Palmer, bate Arizona Cardinals e vai ao Super Bowl 50

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Não tem jeito. O time sensação da National Football League na temporada 2015 segue imparável. Após humilhar o atual vice-campeão Seattle Seahawks na rodada de divisão (o placar de 31 a 24 foi só pelo relaxamento na metade final), o Carolina Panthers voltou a mostrar sua força em casa e atropelou o Arizona Cardinals, vencendo pelo placar de 49 a 15.

Os Cardinals sofreram sete turnovers na partida, sendo seis cometidos por Carson Palmer, que teve uma noite de pesadelo, sofreu dois fumbles e lançou quatro interceptações. Em nenhum momento os visitantes se viram com reais chances no confronto.

Com o resultado positivo diante de sua torcida, o Carolina Panthers é o campeão da Conferência Nacional, carimba o passaporte para o Super Bowl 50 e vai enfrentar o Denver Broncos, que superou o New England Patriots na final da AFC.

Enquanto o quarterback Cam Newton, dos Panthers, teve noite praticamente impecável (ver números dos QBs abaixo), Palmer não vai esquecer da noite do dia 24 de janeiro de 2016 tão cedo.

Do lado dos Panthers, além de Newton, destaque para o tight end Greg Olsen e para a defesa, que pressionou muito Carson Palmer. Já pelos Cardinals, David Johnson correu para 60 jardas e anotou um TD terrestre, além de ter recebido para 60 jardas.

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O primeiro quarto de partida no Bank of America Stadium foi dominado de ponta a ponta pelo Carolina Panthers. Todas as campanhas do Arizona Cardinals no período terminaram em punts, enquanto que os representantes da Carolina do Norte marcaram dois touchdowns e um field goal, abrindo 17 a 0.

Os Cardinals começaram mal na segunda etapa e, logo em seu primeiro drive no quarto, sofreram um fumble, depois que Carson Palmer sofreu um sack feito por Kawann Short e soltou a bola. A posse foi recuperada por Luke Kuechly, que recuperou a bola na linha de 38 do campo dos Panthers. Apesar do turnover forçado, os donos da casa não capitalizaram e chutaram o punt três jogadas depois.

Após se recuperar do susto, os Cardinals chegaram ao touchdown, em corrida de David Johnson, de uma jarda, ao final de bela campanha ofensiva. A diferença caiu para 17 a 7, mas foi então que o pesadelo começou para os visitantes.

A defesa de Arizona até conseguiu parar o ataque rival na sequência e forçou o punt, mas no retorno depois do chute, Patrick Peterson se precipitou, foi com sede demais ao pote e deixou a bola cair. A posse de bola foi recuperada por Teddy Williams.

Posicionado na linha de 46 do território ofensivo, os Panthers anotaram mais um TD, em pulo de Cam Newton pelo meio. O quarterback esticou a bola e garantiu a chegada dos anfitriões à endzone.

Já perdendo por 24 a 7, os Cardinals conseguiram piorar ainda mais a situação, já que Carson Palmer foi sackado por Charles Johnson e voltou a soltar a ‘carne’. A bola foi recuperada por Tre Boston na linha de 31 do campo de Arizona, mas o terceiro turnover dos visitantes nada rendeu em pontos para os Panthers, já que, duas jogadas depois, Cam Newton foi ‘burro’, lançou uma interceptação feita por Patrick Peterson e o cornerback retornou 72 jardas até a linha de 22 jardas do território oponente.

Foi então que os Cardinals reduziram a diferença, né? NÃO. Logo na primeira jogada da campanha depois da interceptação forçada, Carson Palmer devolveu a ‘gentileza’, forçou o passe na end zone e foi interceptado por Kurt Coleman. Então, Carolina ajoelhou e foi para o vestiário vencendo por 24 a 7.

O Carolina Panthers recebeu a bola no terceiro quarto e Cam Newton comandou um drive longo, de mais de sete minutos de duração. E ela terminou com field goal que deixou o placar em 27 a 7.

Ainda no terceiro período, já nos minutos finais, os Panthers anotaram mais um TD, em corrida de 12 jardas de Newton, que aterrissou na end zone com pirueta, e os Cardinals entraram no último quarto perdendo por 34 a 7.

Nos primeiros segundos do último quarto, Arizona chegou ao seu segundo TD, em conexão de Palmer com Daniel Fells, e ainda conseguiu a conversão para dois pontos, o que reduziu a ainda confortável folga dos donos da casa para 34 a 15.

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

O Carolina Panthers chutou um punt pouco depois e era a chance de o time comandado por Bruce Arians ganhar ânimo, mas precisando desesperadamente de mais um TD, a franquia de Glendale se deu mal, já que Carson Palmer lançou sua segunda interceptação na noite e devolveu a bola rapidamente para Carolina.

No último quarto, ainda houve tempo para Cam Newton conectar com Devin Funchess e fazer uma conversão para dois pontos, deixando o placar em 42 a 15. A situação ainda ficou ainda pior para os visitantes, já que Palmer lançou uma pick six logo depois, feita por Luke Kuechly, e a derrota ficou ainda mais acachapante: 49 a 15.

E Palmer estava ‘curtindo’ lançar interceptações. Ele pensou: “por que não mandar mais uma pra conta?’.  E, com menos de cinco minutos, foi a vez de Tre Boston tirar uma casquinha e encerrar a noite de pesadelo para o camisa 3 de Arizona. Os Panthers cavaram a sepultura dos Cardinals, enterraram os rivais e seguem para San Francisco.

– Quarterbacks:

Cam Newton – 19/28, 335 jardas, dois TDs e uma interceptação.

Carson Palmer – 23/40, 235 jardas, um TD e quatro interceptações.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top