NFL

Organização de Nova York cria manifestação em apoio a Colin Kaepernick

Colin Kaepernick, quarterback do San Francisco 49ers

(Crédito: Instagram/reprodução)

Uma organização sediada em New York, que trabalha com pessoas em liberdade condicional em busca de voltar ao mercado de trabalho, preparou uma demonstração de solidariedade para o quarterback agente livre Colin Kaepernick. O evento será realizado no dia 24 de maio, às 17 horas do horário da Costa Leste dos EUA, na sede da NFL, em Nova York.

Kevin Livingston, presidente da 100 ternos para 100 homens – organização sem fins lucrativos para a qual Kaepernick recentemente doou 50 ternos para ajudar pessoas em liberdade condicional em entrevistas de emprego –, organizou o movimento após conhecer o signal caller no mês passado.

“Ele nos apoiou. É justo já que ele tomou nossos problemas em nossas comunidades e trouxe para um nível nacional, sacrificou salário e está sendo condenado ao ostracismo pela NFL”, disse Livingston. “É justo que nós defendermos ele. Eu comecei isso, literalmente, quando ele veio para o meu escritório. Eu fiquei comovido. Eu trabalho com pessoas em liberdade condicional. Pessoas que querem acabar com o ostracismo dessa população em particular. Eu trabalhando com ele na linha de frente e ele vindo ao meu escritório, não é a primeira vez que eu trabalhei com ele”.

“Então eu achei que era justo eu defendê-lo”.

Kaepernick passou o ano passado falando sobre questões sociais e a brutalidade policial, além de ter protestado antes dos jogos do San Francisco 49ers se ajoelhando durante o hino nacional dos Estados Unidos. Atualmente ele é um agente livre.

“Não estamos protestando. Isso não é anti-NFL. Isso não é contra a polícia. O que estamos fazendo é: estamos mostrando solidariedade à liga em nome de Colin Kaepernick. Isso não é nada planejado por ele. Isso é tudo por minha conta”, disse o presidente, que espera cerca de 40 pessoas na manifestação.

Comments
To Top