NFL

No Huddle – Wally Triplett, um dos primeiros negros a ser draftado, morre aos 92 anos

Wally Triplett, primeiro jogador afro-americano draftado na NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Wally Triplett, um dos primeiros afro-americanos a ser selecionado no draft, morreu aos 92 anos nesta quinta-feira. Ele também foi o primeiro negro a ser titular em Penn State. Triplett foi selecionado na 19ª rodada do draft de 1949. “Wally é um dos verdadeiros pioneiros dos esportes americanos. Ele segue como um dos grandes homens que ajudaram o esporte a enfrentar os desafios da segregação e discriminação”, declarou os Lions.

– Calvin Ridley, wide receiver do Atlanta Falcons, elogiou o colega de equipe Julio Jones. “Ele é como um irmão mais velho. Ele definitivamente toma controle da sala e não importa quem você é: ele quer você bem. Quando estamos em campo, ele é o treinador de todos e é impressionando ver Julio Jones trabalhando tão duro como nós. Realmente sinto que quando você tem Julio Jones na equipe as expectativas são altas”.

– O running back Ezekiel Elliott comentou a importância do jogo contra o Philadelphia Eagles. “Cem por cento. É um jogo que precisamos vencer. Sendo um rival de divisão, isso torna tudo muito mais importante. Então definitivamente é um jogo que precisamos ganhar”.

– Malcolm Butler, cornerback do Tennessee Titans, falou sobre o seu reencontro com o New England Patriots após ficar no banco no Super Bowl LII. “É apenas outro jogo. É apenas um jogo. Sei que eu costumava a jogar por New England e tudo mais. Não estou muito empolgado”.

– Maurice Harris, wide receiver do Washington Redskins, foi bastante elogiado pelo cornerback Quinton Dunbar. “Provavelmente uma das melhores mãos que já vi em um recebedor. Alguns caras têm mãos que pegam tudo. Ele é um dos caras que pega tudo que toca em suas mãos”.

– Doug Whaley, ex-general manager do Buffalo Bills, foi contratado como vice-presidente sênior de operações de futebol americano da XFL.

– O Pittsburgh Steelers irá usar uma chuteira com a mensagem “mais forte que o ódio” após atentado em uma sinagoga na semana passada. Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers, também fará o mesmo.

Comments
To Top