NFL

No Huddle – VP de arbitragem afirma que oficiais acertaram ao reverter TD dos Jets

New York Jets - uniforme branco

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Al Riveron, vice-presidente sênior de arbitragem da NFL, afirmou que era “óbvio e claro” a reversão do touchdown anotado por Austin Seferian-Jenkins para um touchback na derrota do New York Jets para o New England Patriots. Além disso, ele falou que os padrões para a reversão de uma jogada são claros e que este caso “definitivamente seguiu esses critérios”.

“Isso foi algo dito pelo comitê de competições em várias ocasiões e tenho certeza que falaremos sobre isso de novo. Podemos não concordar com a regra, mas esta é a regra e ela foi aplicada corretamente”, completou Riveron sobre a possibilidade da mudança da regra que dá a bola para a defesa quando o ataque perde a bola na end zone e ela sai de campo.

– Todd Bowles, head coach dos Jets, deixou claro que não irá ficar pensando na polêmica jogada do final de semana. “Não iremos chorar a semana inteira. Temos que ir jogar contra o Miami (Dolphins)”.

– DeAndre Hopkins, wide receiver dos Texans, elogiou o quarterback calouro Deshaun Watson. “Ninguém no vestiário está honestamente surpreso com a maneira que ele evoluiu até agora… nós sabemos que com a bola nas mãos do número 4, qualquer coisa é possível”.

– Depois da primeira vitória do New York Giants na temporada, o head coach Ben McAdoo espera seguir o caminho dos triunfos. “Somos uma boa equipe de futebol americano, só precisamos encontrar os caminhos para a vitória. Encontramos nesta noite, agora temos que começar a empilhá-las”.

– O head coach Jim Caldwell falou sobre a derrota dos Lions para os Saints. “Às vezes tomar uma pancada é uma coisa boa. Então tentamos balancear isso e isso depende de onde estamos como equipe, como vemos isso e dos ajustes. Não há nada de errado em ser determinado para garantir que você corrija seus erros”.

– Hue Jackson, head coach dos Browns, não está surpreso com a forma como o quarterback calouro Deshaun Watson jogou contra a sua equipe. “Eu acho que o que vi de Deshaun (domingo) é o que eu esperava dele”.

– O Atlanta Falcons perdeu para o Miami Dolphins após ir para o intervalo vencendo por 17 a 0, contudo o head coach Dan Quinn não está desesperado. Ele falou que o jogo da semana 6 foi um “conto de duas metades” e afirmou que as dificuldades não são “sistemáticas” ou um problema de “gerenciamento de jogo”.

Além disso, o treinador da franquia da Geórgia acredita que o wide receiver Julio Jones precisa pegar mais a bola. “Não (estou satisfeito com o número de bolas que ele recebe) e a razão que eu digo isso é porque ele é um grande fato. Temos que dar mais posses, mais tempo e mais jogadas”.

– O head coach Hue Jackson continua achando que o Cleveland Browns irá ter uma temporada melhor do que a de 2016. “Temos mais dez jogos. Nós vamos encontrar uma maneira de ganhar. Eu não estou nadando naquele lago. Então vocês podem acreditar nisso. Vamos encontrar um caminho”.

– Bill Belichick, head coach dos Patriots, não entende porque as pessoas querem que seu time esteja no mesmo nível do ano passado. “Talvez eu não consiga descobrir isso. É incompreensível para mim como alguém pode pensar que um time que treinou durante seis meses e jogou 19 jogos, cinco meses depois, estaria no mesmo nível de produção”.

– Doug Marrone, head coach dos Jaguars, afirmou que ainda confia no kicker Jason Myers apesar de ele ter perdido dois field goals no domingo. “Meu pensamento era fazer o field goal, recupera o onside kick e ter tempo suficiente para o touchdown. Minha confiança nele naquele ponto estava boa. Temos que ver como ele está”.

– Brandon Reilly, wide receiver do elenco de treino do Buffalo Bills, pegou um uber de Chicago para Buffalo após seu avião atrasar. Esta é a segunda vez que um atleta dos Bills fez isso.

– Telvin Smith, linebacker do Jacksonville Jaguars, acredita que todos na equipe têm sua responsabilidade nas derrotas. “Todo homem nesta equipe está sendo responsabilizado”.

– Os advogados de Aaron Hernandez entraram novamente com o processo contra a NFL por esta ter escondido os verdadeiros perigos do esporte. Inicialmente o processo foi em uma corte federal, mas eles a mudaram para um corte estadual, onde poderiam fazer mais reivindicações. Os Patriots foram retirados do novo processo.

Comments
To Top