NFL

No Huddle – Sean Payton afirma que Drew Brees seguirá no New Orleans Saints em 2020

Drew Brees, quarterback do New Orleans Saints

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A poucos dias de completar 41 anos de idade, Drew Brees tem seu futuro cercado de algumas incertezas. Mas, ao que parece, ele seguirá vestindo preto e dourado em 2020.

Durante uma participação no NFL Postseason Countdown, da ‘ESPN’, o técnico Sean Payton foi questionado se ele vê Brees trabalhando como comentarista de TV neste ano (ou se aposentando, para quem não entendeu). E ele foi enfático.

“Não, eu vejo ele em campo nesta próxima temporada”, falou o head coach da franquia da Louisiana.

Payton esclareceu que ele acredita que Brees seguirá nos Saints e, segundo o treinador, ele deve conversar com o QB nesta segunda-feira. É uma notícia que serve para tranquilizar um pouco a Who Dat Nation.

Líder da história da NFL em passes para touchdown e jardas de passe, Brees comandou os Saints a mais um título da divisão NFC South nesta temporada. Contudo, a equipe decepcionou novamente nos playoffs e caiu na rodada de wild card da Conferência Nacional (NFC) com uma derrota por 26 a 20 para o Minnesota Vikings.

Brees, que completa 41 anos de idade nesta quarta (15), liderou a NFL em 2019 com uma porcentagem de passes certos de 74,3%. Ele somou 2.979 jardas e 27 passes para touchdown em 11 jogos, já que perdeu cinco devido a uma lesão no polegar.

– Após a eliminação do Houston Texans pelo Kansas City Chiefs, depois de chegar a estar perdendo por 24 a 0, o quarterback Deshaun Watson saiu em defesa do técnico Bill O’Brien.

“Não há dúvida”, disse Watson, ao ser questionado se O’Brien é o técnico ideal para a franquia texana. “Quero dizer, vocês podem ter dúvida, mas não há dúvida. Digo, eu amo este homem. Eu vou jogar duro por esse homem. Vocês podem dizer o que quiserem através de toda a imprensa e as matérias, mas enquanto eu for o quarterback, ele está bom para mim. Ele tem meu coração. Ele vai receber meus 110% toda vez que eu pisar naquele campo. Então, vocês podem dizer o que quiserem, mas (eu irei) sempre torcer por aquele cara e vou jogar duro por ele”, completou.

Na derrota por 51 a 31, os Texans desperdiçaram uma vantagem de 24 pontos e permitiram que o KC Chiefs se tornasse o primeiro time na história da pós-temporada a anotar 41 pontos consecutivos depois de estarem com pelo menos 20 pontos de desvantagem.

– O quarterback Patrick Mahomes parece estar prestes a colocar muitos dólares no bolso. Quando a offseason começar, o signal caller e o Kansas City Chiefs devem acertar uma extensão de contrato “gigantesca”, como noticiou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, neste domingo no programa Good Morning Football Weekend.

Segundo Rapoport, os Chiefs estão prontos para recompensar o seu franchise quarterback com um novo contrato generoso, provavelmente após a finalização do novo acordo coletivo de trabalho (CBA) entre a NFL e a NFL Players Association (NFLPA). O futuro acordo deve tornar Mahomes o jogador mais bem pago da NFL.

Entretanto, um efeito dominó deve começar após isso e Deshaun Watson, do Houston Texans, espera também receber um novo contrato após Mahomes fechar o seu.

Atual MVP da NFL, Mahomes está na terceira temporada de seu contrato de calouro, já que ele foi selecionado na primeira rodada do draft de 2017 pelos Chiefs.

Em dois anos como titular, Mahomes soma 24 vitórias e sete derrotas. Ele lançou para 9.412 jardas e 76 touchdowns.

– O wide receiver Julian Edelman, do New England Patriots, foi preso após supostamente pular sobre o capô de um carro. Ele foi fichado por vandalismo e liberado na noite de sábado em Beverly Hills, na Califórnia, como confirmou o gerente de informações públicas do Departamento de Polícia de Beverly Hills ao ‘NFL.com’.

Atualmente com 33 anos de idade, Edelman pulou sobre o capô de um Mercedes, causando danos. Não se sabe de quem era o carro. Assim, o WR dos Pats foi fichado e deve comparecer ao tribunal no dia 13 de abril.

O New England Patriots está ciente da lesão e se negou a comentar.

– O Baltimore Ravens caiu de forma surpreendente diante do Tennessee Titans em casa, com uma derrota por 28 a 12 que fez o time ser eliminado logo na rodada de divisão dos playoffs. E foi o segundo ano consecutivo em que os Ravens caíram logo em seu primeiro jogo na pós-temporada.

E o cornerback Marlon Humphrey foi sincero após mais uma queda precoce dos Ravens, que tiveram a melhor campanha na temporada regular, somando 14-2.

“A identidade desse time agora é chegar aos playoffs e engasgar”, falou o defensor, segundo Aditi Kinkhabwala, da ‘NFL Network’.

Questionado sobre como seu time deve ser lembrado, Humphrey foi além: “como perdedores, eu acho, porque acabamos de perder”.

O running back Mark Ingram também falou: “tivemos nossa bunda chutada hoje”.

O quarterback Lamar Jackson, líder do elenco, analisou a derrota dolorosa.

“Nós acabamos de nos derrotar. Tivemos, bem, eu cometi muitos erros na minha conta. Três turnovers, isso não deveria acontecer. Eles apareceram e jogaram. Começamos devagar. Temos que melhorar na próxima vez”, frisou o camisa 8.

Comments
To Top