NFL

No Huddle – Salary cap da NFL deve subir para até US$ 201,2 milhões na temporada 2020

NFL logo

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Os negócios vão “muito bem, obrigado” na National Football League. O jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, apurou que a liga informou às franquias nesta terça-feira (10) que está projetando que o salary cap cresça novamente em 2020, desta vez na faixa de US$ 196,8 milhões a US$ 201,2 milhões.

O crescimento seria de mais do que US$ 8 milhões em relação ao teto salarial atual em 2019, de US$ 188,2 milhões.

Com o crescimento dos salários nas posições mais importantes do futebol americano e a NFL sempre lucrando muito, é normal que vejamos o salary cap subindo mais e mais a cada temporada.

Esse aumento também representará um crescimento de 40% em relação há cinco anos, quando o teto na temporada 2015 era de US$ 143,3 milhões. Também é previsto que este seja o sétimo ano consecutivo em que o cap cresce mais de US$ 10 milhões por time em relação ao ano anterior.

Os custos totais com jogadores, incluindo benefícios, vão superar a marca de US$ 7,7 bilhões em 2020, de acordo com Adam Schefter, da ‘ESPN’.

– O técnico Bill Belichick, do New England Patriots, reiterou na manhã desta terça que ele não teve nenhum conhecimento de que uma equipe de filmagem com ligação com o time estava filmando a lateral do campo em que estava o Cincinnati Bengals durante o confronto da franquia de Ohio contra o Cleveland Browns, no último domingo. O incidente levou a NFL a abrir uma investigação.

Em uma teleconferência, Belichick afirmou que ele foi informado da reclamação dos Bengals em relação à filmagem na tarde da última segunda.

“Quero dizer, eu não tinha nenhuma ideia do que era. Então, sabe, eu recebi uma explicação. Eu acho que a organização soltou uma justificativa ou algo similar a isso. Isso é realmente tudo o que sei sobre isso”, falou Belichick.

A filmagem foi realizada para a produção de uma série de vídeos intitulada Do Your Job e os Pats receberam autorização dos Browns, mas não notificaram os Bengals e a NFL. Na noite da última segunda, os Patriots emitiram uma nota oficial confirmando que a equipe de filmagem, independente das operações de futebol americano, filmou o campo e a franquia de Foxborough assumiu “total responsabilidade” pelas ações.

Belichick reiterou que ele não tem nada a ver com a filmagem.

“Sim, eu estou realmente focado em me preparar para os Bengals aqui”, falou o head coach, que enfrenta o time que está descontente com a filmagem neste domingo (15). “Eu acho que tudo que está sendo tratado internamente e como está sendo tratado. Eu não sei. Novamente, eu não tenho nenhum envolvimento nisto e nenhum conhecimento disto. Realmente, não tenho ideia do que realmente está acontecendo”, frisou.

– Josh McCown, quarterback reserva do Philadelphia Eagles, revelou que estava pronto para atuar como wide receiver no último Monday Night Football caso fosse necessário. Isso depois que Alshon Jeffery saiu durante a vitória sobre o New York Giants com uma lesão no pé.

O técnico Doug Pederson confirmou que o QB de 40 anos de idade teria sido o próximo wide receiver improvisado da equipe caso tivesse ocorrido mais lesões com um já desfalcado corpo de recebedores.

“Nós estávamos prontos. Claro, eu estava pronto para entrar e jogar. Obviamente, como um quarterback, você conhece o ataque”, frisou McCown à ‘NBC Sports Philadelphia’.

E isso não seria inédito para o QB. McCown preencheu uma vaga como wide receiver lá atrás em 2006 contra o New England Patriots, quando ele ainda vestia a camisa do Detroit Lions. Ele recebeu dois passes para 15 jardas na ocasião.

– Após o NY Giants jogar no lixo uma vantagem de 14 pontos ao intervalo e perder para o Philadelphia Eagles por 23 a 17, na prorrogação do MNF, mais questionamentos em relação ao futuro do técnico Pat Shurmur vieram à tona. A derrota foi a nona consecutiva, empatando um recorde da organização.

Questionado se ele acha que receberia uma chance de seguir no comando do time até o final da temporada, Shurmur disse: “sim, eu acho. Mas apenas tenho que esperar e ver”.

O head coach também desviou dos questionamentos sobre a série de resultados negativos.

“Empata um recorde da franquia? Sim, não é algo do qual você quer fazer parte. É isso o que eu penso”, analisou. “Eu não tenho reflexões sobre isso. Nós perdemos um jogo nesta noite e acho que é disso que estamos falando. Infelizmente, é a nossa realidade agora e não tenho nenhum pensamento sobre isso além de que perdemos um jogo nesta noite”, completou.

Comments
To Top