NFL

No Huddle – Russell Wilson dá prazo’ para acordo e AAF suspende operações

Russell Wilson, quarterback do Seattle Seahawks

– O quarterback Russell Wilson, astro do Seattle Seahawks, deu um prazo final até 15 de abril para um novo contrato com o time. A informação foi dada em primeira mão pelo jornal ‘Seattle Times’ e confirmada pelos jornalistas Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Wilson, que está entrando no último ano de seu acordo, conversou com o time recentemente. Contudo, fontes disseram a Schefter que essas conversas não estão muito adiantadas.

O dia 15 de abril é devido ao primeiro dia do programa de offseason dos Seahawks. Assim, Wilson provavelmente deseja ver sua situação contratual ser resolvida antes de retornar às atividades.

– Depois de oito semanas de jogos e menos de uma temporada de existência, a Alliance of American Football (AAF) suspendeu suas operações sob decisão de Tom Dundon, proprietário da liga. A informação foi confirmada por Bill Polian, um dos fundadores da liga, em comunicado oficial.

“Eu estou extremamente decepcionado de saber que Tom Dundon decidiu suspender todas as operações de futebol americano da Alliance of American Football. Quando o Mr. Dundon assumiu, era a crença de meu cofundador, Charlie Eberson, e da minha que nós terminaríamos a temporada, pagaríamos nossos credores e faríamos os ajustes necessários para seguir em frente de uma maneira que fizesse sentido econômico para todos”, falou Polian em comunicado nesta terça. “O impulso gerado por nossos jogadores, treinadores e staff de futebol americano nos colocou em boa posição para o sucesso futuro. Lamentavelmente, não teremos essa oportunidade”, completou.

– Jogadores do Pittsburgh Steelers estão ansiosos para enfrentar o wide receiver Odell Beckham Jr., agora astro do Cleveland Browns, duas vezes por ano. “Eu mal posso esperar, cara. Você tem que enfrentar os melhores para ser o melhor”, afirmou o cornerback Joe Haden, titular dos Steelers, em entrevista ao ‘TMZ Sports’.

– O Baltimore Ravens ainda espera que o guard Marshal Yanda atue na temporada 2019, como confirmou o jornalista Jamison Hensley, da ‘ESPN’ norte-americana. Há especulações recentes em relação a um possível pensamento de aposentadoria por parte do jogador. Yanda, atualmente com 34 anos de idade, deve faturar US$ 7 milhões no último ano de seu contrato.

– O defensive end veterano Michael Bennett, que foi trocado pelo Philadelphia Eagles com o New England Patriots em março, havia dito antes do negócio que ele merecia um novo contrato e os Pats atenderam ao seu pedido. A franquia de Foxborough reestruturou os dois últimos anos do acordo do pass rusher, que antes tinha um valor base de US$ 15,7 milhões, e aumentou esse montante para US$ 16,75 milhões, como apurou o jornalista Field Yates, da ‘ESPN’.

– O Denver Broncos iniciou seu programa de treinamentos de offseason nesta terça sem a presença do cornerback Chris Harris Jr., como apurou o jornalista James Palmer, da ‘NFL Network’. Harris está entrando no último ano de seu contrato, que tem um salário-base de US$ 7,8 milhões para 2019 e um bônus de treinos no valor de US$ 100 mil. Assim, ele espera uma extensão contratual.

– O Cleveland Browns está ouvindo propostas pelo running back Duke Johnson, como apurou o jornalista Mike Garafolo, da ‘NFL Network’. Tom Pelissero, também da ‘NFL Network’, observou que uma potencial troca está sendo conversada há semanas. O atleta já expressou seu desejo de ser negociado.

– O Denver Broncos iniciou seu programa de treinamentos de offseason nesta terça. A franquia do Colorado se junta ao Cleveland Browns, ao Miami Dolphins e ao Tampa Bay Buccaneers, que abriram suas atividades na última segunda. Isso porque times que trocaram de head coach após a temporada 2018 já estão liberados para iniciar os treinos de offseason nesta semana.

Arizona Cardinals, Cincinnati Bengals, Green Bay Packers e New York Jets também trocaram de técnicos e poderiam abrir os treinos voluntários nesta semana, mas essas equipes optaram por retornar às atividades na semana que vem. O resto da liga pode começar os treinos a partir do dia 15 de abril.

– Richie Incognito, ex-offensive lineman da NFL, assumiu a culpa na semana passada em Scottsdale, no Arizona, em um caso em que foi acusado de conduta desordeira decorrente de uma prisão ocorrida em agosto do ano passado. Atualmente com 35 anos de idade, Incognito foi preso depois de, supostamente, ameaçar funcionários de uma casa funerária onde seu pai estava sendo velado.

– Freddie Kitchens, novo head coach do Cleveland Browns, minimizou o furor ao redor de seu time nesta offseason, depois de contratações como Odell Beckham Jr., Olivier Vernon, Sheldon Richardson, Kareem Hunt e outros. “Neste momento, somos apenas um bando de bons jogadores individualmente. Sim, nosso elenco parece bom no papel (…) mas no final das contas, é melhor que sejamos um bom time”, frisou o técnico, segundo o site oficial dos Browns.

– John Schneider, general manager do Seattle Seahawks, afirmou que time está sendo cauteloso durante a offseason. “Eu acho que estamos sendo capazes de sermos um pouco mais seletivos em termos de como estamos encarando a free agency”, ressaltou, em entrevista à rádio ‘710 ESPN Seattle’.

Comments
To Top