NFL

No Huddle – Renovação do contrato de Goodell deve sair até o começo de dezembro

Roger Goodell, comissário da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A extensão contratual do comissário Roger Goodell continua avançando apesar dos recentes contratempos que a negociação sofreu, principalmente com as ameaças de Jerry Jones. Contudo, espera-se que o novo contrato seja assinado antes ou durante a reunião dos proprietários em 13 de dezembro, em Dallas.

Se todos os critérios de bônus foram alcançados pelo novo contrato, Roger Goodell pode receber potencialmente US$ 40 milhões por ano entre 2019 e 2023, deixando a extensão de cinco anos na casa dos US$ 200 milhões. O salário base será de apenas um dígito de milhões e aproximadamente 85% do pacote é composto por bônus, que estarão sujeitos à aprovação e validação dos donos da liga.

– O wide receiver Josh Gordon poderá voltar a comparecer às instalações do Cleveland Browns na segunda-feira. A franquia de Ohio não voltará a treinar até a quarta-feira, então o máximo que ele pode fazer é trabalhar com seus colegas de equipe, talvez pegando passes e fazendo rotas.

– A NFL enviou um e-mail na semana passada e convocou uma teleconferência mensal com as equipes, as lembrando sobre as mudanças nas regras anti-aliciamento. A nova regra proíbe que times vetem entrevistas para cargos em outros times alegando que eles têm poder de opinião final no elenco de 53 jogadores.

– Jerry Jones, proprietário do Dallas Cowboys, após um vídeo de 2013, em que ele faz observações racialmente insensíveis, ter sido divulgado pelo site ‘The Blast’. “Esse comentário foi inapropriado. Não representa quem eu sou, me desculpe”, declarou.

– Jonathan Kraft, presidente dos Patriots, evitou falar sobre as recentes declarações de Jerry Jones, no entanto teceu comentários sobre a personalidade do dono dos Cowboys. “Voltando em quando estávamos passando pela história da pressão da bola e Jerry pelo problema do salary cap, ele disse que você tem que tomar seus remédios e se concentrar em ganhar jogos. Quando você está chateado e zangado, isso não é o que você quer ouvir porque eu não acho que Tom (Brady) foi tratado de maneira justa. Mas aceitamos seu conselho e ganhamos o Super Bowl. Acho que foi um bom conselho”.

– O interesse de Jimmy Haslam, proprietário do Cleveland Browns, de contratar o ex-quarterback Peyton Manning para o cargo de presidente ou um de um dos principais executivos é muito forte e sincero, disseram fontes da liga.

– O presidente de operações de futebol americano e general manager John Elway não está feliz com a competitividade do Denver Broncos e ele ainda deu um voto de confiança ao head coach Vance Joseph. “Você vai perder jogos nesta liga, mas a maneira como isso está acontecendo, não ser competitivo provavelmente é o que mais me preocupa”.

– Jay Ajay, running back do Philadelphia Eagles, revelou o conselho que ajudou ele a ser um grande jogador. “Minha mãe sempre dizia: ‘permaneça com fome e humilde’ e isso é algo que usei ao longo de toda minha carreira”, disse ele.

– David Harris, linebacker do New England Patriots, declarou que vive seu sonho a cada dia jogando. “Foi ótimo. Aprendi muitas lições sobre mim lidando com outras pessoas. O futebol americano também pode ensinar várias coisas, muita moral e princípios. Foi uma jornada divertida. Tive a sorte de poder jogar no mais alto nível. Eu vivi meu sonho a cada dia”, declarou ele sobre sua carreira.

– Steve Sarkisian, coordenador ofensivo dos Falcons, mostrou seu apreço por Pete Carroll, head coach dos Seahawks. “Eu posso dizer honestamente que, se há uma pessoa que posso dizer que eu não estaria aqui sem hoje, ela é Pete Carroll. O que ele fez para mim na minha carreira, a orientação que ele me deu, ele foi simplesmente aquela pessoa para mim”.

Comments
To Top