NFL

No Huddle – Após início 0-5, Washington Redskins demite técnico Jay Gruden

Jay Gruden, técnico do Washington Redskins

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O Washington Redskins demitiu o técnico Jay Gruden nesta segunda-feira (7), em meio a uma temporada que já é decepcionante, com cinco derrotas nos cinco primeiros jogos.

Gruden já entrou na temporada 2019 na corda bamba e, após a derrota por 33 a 7 para o New England Patriots neste domingo, resultado que trouxe a franquia da capital dos Estados Unidos para 0-5, o time decidiu oficializar o divórcio. Ele já era iminente antes mesmo do jogo contra os Pats e, após o resultado, ficou ainda mais evidente.

Daniel Snyder, proprietário da organização, e Bruce Allen, presidente dos Redskins, se reuniram com Gruden no começo da manhã, em Redskins Park, para dar a notícia.

“Ao longo dos cinco primeiros jogos da temporada 2019, o time claramente não desempenhou perto das expectativas, e nós todos compartilhamos desta responsabilidade. Seguindo em frente, estamos comprometidos a fazer tudo o que pudermos coletivamente como uma organização para dar a volta por cima e dar aos nossos torcedores e membros dos Redskins um time do qual eles possam ter orgulho em 2019 e além”, disse a equipe, em nota oficial.

Bill Callahan, head coach assistente/treinador de linha ofensiva, será o técnico interino, como confirmou Allen nesta segunda.

Uma fonte que conhece bem Snyder e está ciente de suas principais opções para substituir Gruden disse ao jornalista Ed Werder, da ‘ESPN’, que qualquer lista de potenciais candidatos incluiria Mike Tomlin, técnico do Pittsburgh Steelers, Todd Bowles, atual coordenador defensivo do Tampa Bay Buccaneers, e Eric Bieniemy, coordenador ofensivo do Kansas City Chiefs.

Gruden tinha mais um ano remanescente em seu contrato após esta temporada, devido à extensão de dois anos que ele assinou na offseason de 2016. Ele deve receber US$ 5 milhões em 2020.

– Earl Thomas não deve ser suspenso pela pancada que ele deu no quarterback Mason Rudolph, do Pittsburgh Steelers, neste domingo. O jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, noticiou na manhã desta segunda que a NFL não deve aplicar uma punição deste tipo ao safety do Baltimore Ravens.

A jogada será revisada para aplicação de uma possível multa ao defensive back. Thomas tomou falta no lance, mas não foi ejetado da partida.

Rudolph ficou desacordado logo após o contato sofrido na segunda metade da vitória dos Ravens sobre os Steelers por 26 a 23. Ele foi descartado com uma concussão e levado ao hospital para mais avaliações.

– Christian McCaffrey teve uma atuação muito consistente durante a vitória do Carolina Panthers por 34 a 27 sobre o Jacksonville Jaguars, somando 176 jardas terrestres e dois touchdowns em apenas 19 carregadas, uma média de 9,3 jardas por corrida. Além disso, o running back também fez seis recepções para 61 jardas e um TD. Suas 237 jardas a partir da linha de scrimmage empataram o seu próprio recorde na história da franquia.

E o desempenho deixou todos boquiabertos. Incluindo um companheiro de equipe, que rasgou elogios.

“Se eu estivesse escrevendo, eu veria se ele é da Terra. Eu teria que checar se ele é de Asgard ou algo do tipo. Eu não sei de onde esse cara vem. Se a temporada acabasse agora, ele é o MVP”, falou o defensive lineman Gerald McCoy.

– O técnico Anthony Lynn, do Los Angeles Chargers, não escondeu sua decepção após a derrota para o Denver Broncos neste domingo, time que ainda não havia vencido na temporada. Os Chargers não marcaram um TD sequer e o time de L.A. caiu para 2-3 com o revés pelo placar de 20 a 13.

“Desculpem por terem assistido esse jogo maldito. Se jogarmos assim, não vamos bater ninguém. Esse time (Broncos) chegou aqui mais desesperado por uma vitória… Foi decepcionante”, declarou o head coach.

A derrota deixou os Chargers em terceiro na divisão AFC West, atrás de Kansas City Chiefs (4-1) e Oakland Raiders (3-2).

Comments
To Top