NFL

No Huddle – Oakland Raiders e Chicago Bears vão se enfrentar no novo estádio do Tottenham

Tottenham Stadium

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A NFL divulgou as datas das partidas internacionais na temporada 2019 e Oakland Raiders x Chicago Bears será o primeiro jogo da liga no novo estádio do Tottenham Hotspur. A partida será disputada no dia 6 de outubro.

O duelo entre Raiders e Bears será o primeiro de quatro jogos de temporada regular a serem disputados em Londres nesta próxima temporada, sendo dois na arena recém-inaugurada dos Spurs. O estádio, com capacidade para mais de 62 mil pessoas e localizado no norte da capital inglesa, também vai receber um confronto da divisão NFC South na semana seguinte, quando Tampa Bay Buccaneers e Carolina Panthers medem forças (13 de outubro).

As outras duas partidas em Londres serão no Wembley Stadium, casa já tradicional da NFL no Reino Unido. O primeiro desses será no dia 27 de outubro, quando o Los Angeles Rams pega o Cincinnati Bengals. Já o outro será no dia 3 de novembro, quando Jacksonville Jaguars e Houston Texans duelam.

Assim sendo, o Green Bay Packers continua sendo o único time da NFL que ainda não jogou no Reino Unido.

Também nesta quarta, a NFL anunciou que o Los Angeles Chargers vai jogar contra o Kansas City Chiefs, no Estádio Azteca, na Cidade do México, em jogo agendado para o dia 18 de novembro. Será o primeiro jogo em solo mexicano para ambos os times.

– Depois de participar das negociações que culminaram no acerto do novo contrato de Russell Wilson com o Seattle Seahawks, o general manager John Schneider declarou que a ideia do quarterback de ‘impor’ um prazo final no dia 15 de abril para o aperto de mãos foi uma boa sacada por parte do atleta.

“O acordo do dia 15 de abril para nós foi uma boa ideia”, afirmou o executivo dos Seahawks nesta quarta, durante uma coletiva de imprensa. “O anterior, francamente, demorou demais e tirou muita energia do que deveríamos estar fazendo. Então, achamos que foi uma boa ideia da parte deles e funcionou para os dois lados porque tivemos que saber o que estava acontecendo para podermos limpar nossas mentes e fazemos o certo”, completou Schneider, lembrando que a extensão anterior de Wilson, antes da temporada 2015, foi fechada apenas pouco antes de o training camp começar, em julho.

– O tight end Rob Gronkowski, astro aposentado do New England Patriots, deixou a sua marca no mais recente Troféu Vince Lombardi conquistado pelo time, no Super Bowl LIII, e o caneco tem uma cavidade do tamanho de uma bola de beisebol. O site oficial dos Patriots publicou um vídeo em que Gronk aparece utilizando o troféu como bastão antes de uma aparição em campo na abertura da temporada do Boston Red Sox, time da MLB, no dia 9 de abril.

A brincadeira deixou a marca no troféu, que o time deve consertar no futuro. Mas, por enquanto, Stacey James, vice-presidente executivo de relações com a imprensa dos Patriots, disse: “nós vamos deixar a cavidade e contar a história”.

– Em uma declaração mais do que óbvia, mas que serviu para afastar rumores bobos, Stephen Jones, vice-presidente executivo do Dallas Cowboys, disse nesta quarta que o time “obviamente” vai exercer a opção pelo quinto ano do contrato do running back Ezekiel Elliott. Esta é uma decisão evidente que vai manter o jogador, selecionado com a quarta escolha geral do draft de 2016, na franquia texana até a temporada 2020 da NFL, pelo menos.

Também nesta quarta, em participação na rádio ‘105.3 The Fan’, Jones afirmou que houve conversas positivas em relação às extensões de contrato com o quarterback Dak Prescott e o wide receiver Amari Cooper.

“Sim, estamos sempre abertos para ver as coisas. Certamente, se há oportunidades lá que fazem sentido, então vamos progredir. Acho que praticamente todo mundo está muito bem com isso e que há algumas conversas bastante ativas agora com Dak e Amari”, frisou o executivo.

– O quarterback Joe Flacco, agora no Denver Broncos, não se disse preocupado com a possibilidade de o seu novo time escolher um QB com a décima escolha geral do draft de 2019. Vale lembrar que o signal caller já viveu isso no ano passado no Baltimore Ravens, quando sua ex-equipe selecionou Lamar Jackson no final da primeira rodada.

“Acho que tive uma boa perspectiva sobre isso no ano passado e é o que é. Eu quero que esse time seja o melhor que der comigo na posição de quarterback. Obviamente, não é da maior importância selecionar um quarterback, mas se fizermos, isso está completamente fora do meu controle. Vou sair aqui e vou competir, e ele vai ter que vir aqui e estar em campo comigo todos os dias também. Então, estou pronto para isso”, frisou Flacco.

– Um juiz da Flórida emitiu uma ordem protetiva temporária nesta quarta para impedir a divulgação da evidência em vídeo dos serviços sexuais que Robert Kraft, proprietário do New England Patriots, supostamente recebeu em uma casa de massagens.

– A Alliance of American Football (AAF), que suspendeu suas operações mais cedo neste mês no meio de sua primeira temporada, entrou com um pedido de falência nesta quarta, em uma corte do Texas. “Estamos profundamente desapontados por estarmos tomando essa medida”, disse a AAF, em nota oficial.

– Ryan Fitzpatrick, agora quarterback do Miami Dolphins, explicou a necessidade dos treinos de offseason depois que um bolo de aniversário fez com que ele ganhasse mais peso. “O negócio comigo é que tenho sete filhos, então em janeiro temos três aniversários. Temos uma festa de aniversário de família, que inclui bolo, e depois temos a festa de aniversário de um amigo que inclui bolo”, afirmou Fitzpatrick, segundo o jornal ‘Miami Herald’. “Então, isso são seis vezes em janeiro. Temos três aniversários em março – 1º de março, 6 de março e 11 de março – o que, novamente, é uma sequência dura. Isso é bolo em seis de 10, 11 dias. Aí, temos um aniversário em abril. Então, não reduz o ritmo. Mas, agora que os aniversários ficaram para trás, eu acho que vou tentar reduzir a forma de offseason para forma de temporada, vou ficar bem”, finalizou.

Comments
To Top