NFL

No Huddle – Polícia emite mandado de prisão contra Odell Beckham Jr.

Odell Beckham Jr., wide receiver do Cleveland Browns

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A polícia de Nova Orleans emitiu um mandado de prisão nesta quinta-feira (16) contra o wide receiver Odell Beckham Jr., do Cleveland Browns, decorrente de sua ação direcionada a um policial no vestiário de LSU no Mercedes-Benz Superdome. O incidente ocorreu na última segunda, após o título nacional universitário conquistado por LSU sobre Clemson, como confirmou um porta-voz da polícia ao ‘NFL.com’.

O ‘NOLA.com’ informou que o mandado de prisão é por uma alegação de agressão simples e um porta-voz da polícia disse que ele foi emitido depois que um vídeo vazou. Nas imagens, OBJ é visto dando um tapa nas nádegas do policial.

Os Browns emitiram um comunicado sobre as acusações contra o jogador.

“Nós estamos cientes do incidente e estivemos em contato com Odell e seus representantes sobre o assunto. Eles estão cooperando com as autoridades competentes para abordar a situação de maneira apropriada”, disse a franquia de Ohio.

O vídeo parece mostrar um policial conversando com jogadores de LSU durante a comemoração no vestiário após a vitória por 42 a 25 sobre Clemson quando Odell dá um tapa no bumbum do policial.

Vale lembrar que Beckham foi WR de LSU de 2011 a 2013, finalizando sua carreira com 143 recepções para 2.340 jardas e 12 touchdowns.

– O agente Drew Rosenhaus condicionalmente encerrou seu vínculo de trabalho com Antonio Brown até que o wide receiver, atualmente um free agent, busque aconselhamento. A informação foi confirmada pelo jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, com uma fonte da NFL Players Association (NFLPA).

Rosenhaus escreveu na carta que a NFLPA recebeu nesta quinta que ele gostaria de trabalhar com Brown, mas não até que ele busque ajuda em primeiro lugar.

Além disso, o advogado Darren Heitner se retirou como representante do jogador em um processo movido em 2018 acusando Brown de causar danos em um condomínio alugado. O tribunal permitiu que Heitner se retirasse como advogado no caso que ele vinha cuidando até esta semana.

Mais cedo nesta semana, Brown se envolveu em mais uma polêmica e teve um caso de confronto verbal com a mãe de seu filho. O Departamento de Polícia de Hollywood (Flórida) então anunciou que sua liga atlética cortou relações com o WR e devolveu uma doação feita por Brown.

– O general manager John Lynch, do San Francisco 49ers, ganhou o prêmio de Executivo do Ano dado pela Pro Football Writers of America (PFWA), associação de jornalistas e escritores da NFL.

Lynch foi homenageado pelo seu papel em ajudar a transformar os Niners em um time de campanha 4-12 em 2018 para um time de campanha 13-3 em 2019, que garantiu a melhor campanha da Conferência Nacional (NFC) ao time na temporada regular. Os 49ers estão a dias de disputar a final da NFC contra o Green Bay Packers.

O San Francisco 49ers se tornou apenas o sexto time na era Super Bowl a chegar à final de conferência no ano seguinte depois de ter uma campanha de quatro ou menos vitórias. As nove vitórias a mais de um ano para o outro também representaram a maior melhoria da história da franquia californiana em anos consecutivos.

Lynch é o terceiro executivo dos Niners a vencer o prêmio, desde que ele começou a ser entregue em 1993. Carmen Policy venceu em 1994 e Trent Baalke levou em 2011.

– O quarterback Aaron Rodgers, do Green Bay Packers, vai enfrentar o San Francisco 49ers neste domingo (19), na final da Conferência Nacional (NFC). E foi para os Niners que ele torcia quando era criança, no norte da Califórnia.

E, mesmo tendo que vencer seu time de coração para chegar ao Super Bowl LIV, Rodgers não está se importando. Mas ele fez uma confissão.

“Eu geralmente sonhava em jogar pelos 49ers quando era criança. Obviamente, isso aconteceu há muito tempo. Mas eu me lembro de alguns grandes jogos ao longo dos anos entre os 49ers e os Packers, incluindo (um) nesta situação”, frisou Rodgers, segundo a ‘NBC Sports Bay Area’.

Vale lembrar que, no draft de 2005, os Niners optaram por selecionar Alex Smith com a escolha número 1 e, assim, Rodgers ficou disponível para os Packers e foi selecionado com a 24ª escolha geral.

– Um vídeo do técnico Mike Vrabel, do Tennessee Titans, viralizou. Um clipe do Inside The NFL monstra o head coach da franquia de Nashville sendo derrubado de maneira feroz por um árbitro de lateral que não o viu. O melhor do vídeo é Vrabel gritando “desculpa!”, sem aparecer nas imagens.

– A cantora/compositora Demi Lovato será a responsável por cantar o hino nacional dos Estados Unidos antes do Super Bowl LIV no Hard Rock Stadium, em Miami, no domingo, dia 2 de fevereiro.

Além de cantora nomeada ao Grammy, Lovato é atriz, filantropa e empresária.

Agora, ela vai se juntar a um grupo seleto de artistas que já tiveram a honra de cantar o The Star-Spangled Banner antes da decisão da NFL: Gladys Knight, Lady Gaga, Beyoncé, Luke Bryan, Whitney Houston, Diana Ross, Jennifer Hudson, Billy Joel, P!NK, Jordin Sparks, Idina Menzel, Mariah Carey, Alicia Keys e Neil Diamond.

Comments
To Top