NFL

No Huddle – Philip Rivers expressa apoio a Melvin Gordon

Philip Rivers, quarterback do Los Angeles Chargers

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Em seus primeiros comentários sobre o boicote que está sendo feito por Melvin Gordon ao training camp do Los Angeles Chargers, o quarterback Philip Rivers fez questão de afastar quaisquer rumores de desentendimento entre ele e seu companheiro de ataque, inclusive expressando apoio ao running back.

“Eu sei que Melvin sabe que estou torcendo por ele. E, ao dizer isso, significa que você quer o que é melhor para ele. Você quer que ele se sinta bem. Você quer que ele esteja em paz com a forma como isso acabar, e espero que seja aqui”, falou o signal caller. “Ele sabe disso. Duvido que qualquer coisa que eu tenha dito vá para as manchetes do PFT (Pro Football Talk), mas acho que aqueles que me conhecem saberão que é isso que eu quis dizer o tempo todo”, completou Rivers.

– Apesar de ser um dos homens que mais respira futebol americano em toda a National Football League e de ter uma inteligência invejável, Tom Brady descartou a chance de virar treinador quando seus dias como atleta chegarem ao fim.

“Oh, claro que não, eu nunca serei treinador. Jogar é o suficiente para mim”, falou Brady, que abordou o assunto depois de um treinamento conjunto nesta quinta do New England Patriots com o Tennessee Titans, segundo a ‘NBC Sports Boston’.

– Nesta quinta, durante o treinamento conjunto dos Patriots contra os Titans, as coisas ficaram quentes entre o cornerback Stephon Gilmore e o wide receiver A.J. Brown. O jornalista Mike Giardi, da ‘NFL Network’, descreveu o incidente como uma “briga”. Gilmore e Brown se agarraram antes de Devin McCourty, Jonathan Jones e Corey Davis se juntarem no desentendimento.

Mike Vrabel, head coach dos Titans, minimizou o ocorrido: “se isso é uma luta para você, cara, você nunca brigou. Nós apenas não queremos que socos sejam desferidos”.

Não houve socos e o incidente se resumiu a um empurra-empurra, para alegria do treinador.

– Enquanto as negociações entre a NFL e a NFL Players Association (NFLPA) em relação a um novo acordo coletivo de trabalho (CBA) seguem a passos lentos, a associação dos jogadores emitiu um “guia de greve trabalhista” para seus atletas, de modo a prepará-los em caso de greve ou locaute depois da temporada 2020.

Fontes de ambos os lados continuam a insistir que uma paralisação geral é improvável. Mas a NFLPA afirmou o tempo todo que sua missão é “negociar o melhor enquanto se prepara para o pior”.

A maior parte do guia é focado em ajudar os jogadores a administrarem seu dinheiro para o caso de uma greve.

– Warren Sapp, Hall of Famer da NFL, não gostou dos comentários que o defensive tackle Gerald McCoy fez no mês passado alegando que ele tem potencial para ir para o Ring of Honor do Tampa Bay Buccaneers e que os Bucs não deveriam ter dado sua camisa número 93 para Ndamukong Suh.

Em entrevista ao ‘PewterReport.com’, Sapp comentou as palavras do ex-DT dos Buccaneers, agora no Carolina Panthers, e foi enfático.

“Ele é um jogador muito bom. Muito bom. Mas não chega nem perto (de ser uma lenda). Você com certeza não recebe status de lenda ou diz a alguém para aposentar sua camisa se você não levá-los (times) para jogos de playoffs (risos). (…) Nem um jogo de playoffs. Nem mesmo um wild-card. Eu fui a nove. Nós tivemos cinco vitórias e quatro derrotas”, frisou Sapp.

– Landry Jones, ex-quarterback reserva da NFL, foi o primeiro QB a fechar contrato com a nova XFL, como anunciou a liga nesta quinta. Atualmente com 30 anos, o signal caller ainda não foi designado para um time e fará parte de um draft de oito quarterbacks, a ser realizado mais adiante neste ano.

A XFL, que deve começar suas disputas em fevereiro do ano que vem, começou a enviar convites para seu draft aos jogadores no início deste mês.

– Um juiz ordenou nesta última quarta que a queixa de violência doméstica contra Kamrin Moore, safety do New York Giants, seja descartada e que o mandado temporário seja revogado.

– A ‘ESPN’ dos Estados Unidos anunciou nesta quinta a contratação de Jack Del Rio, ex-técnico do Jacksonville Jaguars e do Oakland Raiders, como comentarista. Ele vai aparecer em vários programas e analisar jogos na ‘ESPN Radio’ durante a temporada.

“Isso me estimula a aprender sobre mim mesmo e sobre o negócio da mídia. Eu não terei medo de ter uma opinião e algo a oferecer”, falou Del Rio, durante uma entrevista por telefone.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top