NFL

No Huddle – Mike McCarthy nega acusações “totalmente absurdas” contra ele

Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers, e Mike McCarthy

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Mais uma vez, a demissão de Mike McCarthy pelo Green Bay Packers durante a temporada 2018 voltou a vir à tona nesta semana. E, depois de o próprio head coach conceder uma entrevista à ‘ESPN’, uma matéria extensa foi veiculada pelo ‘Bleacher Report’ detalhando a deterioração do relacionamento entre McCarthy e o quarterback Aaron Rodgers.

Entre as acusações contra o ex-comandante dos Packers, demitido depois de uma derrota para o Arizona Cardinals no dia 13 de dezembro, que aparecem no artigo está um suposto fato de que o head coach perdia reuniões do time para receber massagens em seu escritório nas instalações da franquia de Wisconsin.

Em contato com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, McCarthy negou essas alegações e outros aspectos da matéria do ‘Bleacher Report’.

“Eu nem sabia por onde começar e parar com a matéria. Mas dizer que eu perdi uma reunião do time para ter uma massagem é completamente absurdo”, disse o ex-coach dos Packers a Pelissero.

Ele ainda acrescentou, de maneira bem-humorada: “tenho uma massagem marcada para amanhã, e posso prometer a você que não vou perder minha responsabilidade primária de pegar meus dois filhos na escola”.

– O quarterback Josh Rosen, do Arizona Cardinals, deve comparecer ao início do programa de offseason do time, na segunda-feira, apesar das crescentes especulações de troca. A informação foi apurada pelo jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Com menos de três semanas até o draft de 2019 da NFL, os Cards ainda não abriram as conversas de troca envolvendo o signal caller selecionado na primeira rodada do draft do ano passado, segundo Schefter. Há uma crença geral de que a franquia de Glendale vai selecionar o jovem QB Kyler Murray, de Oklahoma, com a primeira escolha geral no dia 25 de abril.

– O cornerback Holton Hill, do Minnesota Vikings, foi suspenso pelos primeiros quatro jogos da temporada 2019 por violar a política da NFL de substâncias para melhoria de desempenho. A liga anunciou a punição a Hill nesta sexta, depois de o jogador ter um ano promissor como calouro em 2018 e jogar bastante enquanto os titulares Xavier Rhodes e Trae Waynes estavam lesionados. Hill foi titular em três jogos depois de entrar na liga sem ser draftado.

– O quarterback Patrick Mahomes, astro do Kansas City Chiefs, admitiu que houve um desafio de offseason via Twitter partindo de Josh Allen, quarterback do Buffalo Bills, para ver quem lança uma bola mais longe. E Mahomes se mostrou aberto à brincadeira.

“Josh é um ótimo cara, mas ninguém que conheço é capaz de lançar uma bola mais longe do que eu”, disse Mahomes, segundo Alex Brasky, do ‘Batavia Daily News’. “Eu nunca vi Josh lançar em pessoa, mas talvez na próxima offseason possamos ajeitar alguma coisa (para ver quem lança mais longe). Espero conseguir que ele venha a Kansas City, e nós podemos fazer algo por caridade. Vai precisar de, pelo menos, 85 jardas para ganhar”, completou.

– Jhurell Pressley, ex-jogador da Alliance of American Football (AAF) que espera ter uma chance na NFL, pode pegar suspensão de dois jogos. Segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, o ex-running back do Arizona Hotshots pode pegar uma punição por uma razão não divulgada ainda. Rapoport acrescenta que Pressley deve fazer testes na semana que vem com dois times da liga.

– Bradley Chubb, pass rusher do Denver Broncos, está estudando seus rivais de posição para melhorar em 2019 e se adaptar com o head coach Vic Fangio. “É muito do que estamos vendo agora. Estou vendo tudo do Chicago Bears no ano passado. Como eles usaram Khalil (Mack) e Leonard Floyd”.

– O head coach Kyle Shanahan está empolgado com a competição na posição de running back com Telvin Coleman, Jerick McKinnon, Matt Breida e Jeff Wilson. “Todos seguem me perguntando como se eu tivesse no comando. Isso depende dos jogadores. Eles vão definir os seus papeis”.

– O wide receiver Robby Anderson está animado para jogar com no esquema do New York Jets do head coach Adam Gase. “Estou ansioso por isso. É frustrante quando você conhece suas habilidades e não te dão chances. Agora tenho um treinador que vai me utilizar como um jogador e não como um cara no fim do campo”.

Comments
To Top