NFL

No Huddle – Martha Ford deixa sucessão do Detroit Lions à filha

Martha Firestone Ford, proprietária do Detroit Lions

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O Detroit Lions tem uma nova proprietária a partir desta terça-feira (23). A franquia anunciou oficialmente que Martha Firestone Ford, que assumiu a equipe depois que William Clay Ford Sr. faleceu em 2014, deixou o cargo como proprietária principal da equipe. Assim, Sheila Ford Hamp vai suceder sua mãe como principal dona da organização e presidente dos Lions.

“Foi uma grande honra para a nossa família estar associada aos Lions e à National Football League”, escreveu Martha Firestone Ford, em nota oficial. “Estou satisfeito que essa tradição familiar, que meu marido e eu começamos quase seis décadas atrás, continuará sob a mão orientadora de Sheila. É claro para mim que Sheila fornecerá uma liderança excelente e está totalmente comprometida com a excelência competitiva e o envolvimento da comunidade”, frisou.

Sheila Ford Hamp foi preparada para assumir o cargo de proprietária de sua mãe e foi nomeada para o comitê consultivo da NFL para o Super Bowl e Grandes Eventos no ano passado.

“Minha mãe nos inspirou desde que assumiu a liderança do Lions há mais de seis anos. “Ela tem sido uma líder incansável para nossa família, nossa equipe e nossa comunidade. Suas decisões inteligentes me deram uma base sólida para levar a equipe adiante. Em nome da família e da equipe, quero agradecê-la por suas inúmeras contribuições. Estou ansiosa para levar os Lions à excelência dentro e fora do campo”, afirmou Ford Hamp, em comunicado.

Em dezembro, os Lions que 2020 seria uma temporada de “tudo ou nada” para o técnico Matt Patricia e o general manager Bob Quinn. E foi em um comunicado conjunto de Martha Firestone Ford e Sheila Ford Hamp. Isso já indicava que uma transição ocorreria cedo ou tarde. Nesta terça, ela se concretizou.

– E, por falar em Sheila Ford Hamp, a nova proprietária principal dos Lions concedeu uma entrevista coletiva de apresentação. E, nela, vieram perguntas sobre como a organização vai lidar com potenciais protestos de jogadores durante a temporada e se ela receberia Colin Kaepernick de braços abertos.

Hamp deixou claro seu apoio aos protestos pacíficos de jogadores e ressaltou que a decisão de trazer Kaepernick ou não caberia à comissão técnica e ao GM. Contudo, ela não se oporia a isso.

“Se todos os nossos treinadores e nosso gerente geral pensassem que era uma boa ideia trazê-lo, eu apoiaria completamente”, afirmou Hamp, durante uma teleconferência. “Eu acho que o entendimento é completamente diferente agora. Quero dizer, eu acho, gente, quero dizer que a maioria das pessoas realmente entende do que se tratava o ato de se ajoelhar. Sei que o comissário disse e concordo plenamente que apoiamos o direito de nossos jogadores a protestos pacíficos. Apoiamos a Primeira Emenda. Eu acho que isso realmente, finalmente, finalmente, graças a Deus, recebeu atenção nacional. Que este é um problema sério e nós, como organização, planejamos ouvir nossos jogadores e apoiá-los da maneira que pudermos”, pontuou.

– Antonio Brown atuou em apenas uma partida na temporada 2019, depois de enfrentar muitos problemas extracampo e ainda estar sujeito a uma suspensão por parte da National Football League. Mas se engana quem acha que o ex-wide receiver do Pittsburgh Steelers não gerou nenhum interesse desde então.

O jornalista Michael Silver, da ‘NFL Network’, apurou nesta terça (23), no programa NFL NOW, que o Seattle Seahawks e o Baltimore Ravens estão tendo debates internos sobre potencialmente contratar o ex-All-Pro.

“Os times estão farejando. Eu ficaria de olho no Seattle Seahawks. Antonio Brown tem feito alguns treinos de offseason com o quarterback reserva Geno Smith. Eles estão absolutamente interessados em tê-lo potencialmente como uma adição no final da temporada … supondo que haja uma suspensão. E os Baltimore Ravens – seu primo Marquise Brown está nesse time – eles farejaram no passado. Eles estão pensando nisso também. Então, há conversas internas em ambas as organizações. Fiquem de olho em Seattle e Baltimore”, frisou.

Brown não contestou no início deste mês as acusações de roubo e agressão decorrentes de um incidente de janeiro na Flórida.

A NFL também está investigando alegações civis de agressão sexual e estupro contra Brown, além de textos intimidadores para uma mulher acusando o recebedor de fazer avanços indesejados no passado em relação a ela.

– A NFL Players Association (NFLPA) recomendou neste último final de semana que os jogadores parassem de fazer treinos em conjunto. Mesmo assim, Tom Brady e seus companheiros de Tampa Bay Buccaneers se juntaram para uma atividade.

Brady e cerca de uma dúzia de outros colegas de equipe do Tampa Bay Buccaneers trabalharam em campo em uma escola preparatória local por cerca de duas horas na terça-feira, de acordo com o jornalista Rick Stroud, do ‘Tampa Bay Times’. Posteriormente, Brady publicou imagens das atividades em um story no Instagram.

As notícias dos exercícios para os jogadores do Bucs vêm depois que o diretor médico da NFLPA, Dr. Thom Mayer, recomendou no fim de semana que os jogadores parassem de treinar juntos até o início do training camp, após vários atletas e funcionários da NFL terem contraído o COVID-19 recentemente.

– Mike Tomlin, técnico do Pittsburgh Steelers, falou ligeiramente sobre o processo de reabilitação do quarterback Ben Roethlisberger nesta terça. Big Ben está se recuperando de uma cirurgia no cotovelo direito, depois de uma lesão que o limitou a apenas dois jogos na temporada passada.

Mas o head coach dos Steelers só sabe dizer o que tem ouvido, já que ele não foi capaz de ver pessoalmente a recuperação do seu QB nesta offseason.

Tomlin disse aos repórteres na terça-feira que o próprio Roethlisberger está “satisfeito” com o progresso e “os especialistas médicos estão confortáveis com estágio em que ele está no processo de reabilitação e sua trajetória para a temporada 2020”.

Comments
To Top