NFL

No Huddle – Começando no New York Jets, Le’Veon Bell exalta relação com Adam Gase

Le'Veon Bell, running back do New York Jets

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Em sua primeira coletiva com a imprensa desde que fechou um contrato de quatro anos com o New York Jets, o running back Le’Veon Bell disse que ele e o técnico Adam Gase são amigos próximos e, inclusive, trocam mensagens de texto. E isso mesmo depois de ele saber que seu head coach foi contra tanto dinheiro ser investido nele pelo time.

Bell garantiu que as recentes reportagens sobre os sentimentos negativos de Gase em relação a contratação do RB não estragaram a relação entre o atleta e o treinador.

“Este é um negócio. Mesmo se essa reportagem fosse verdade, obviamente ele não acha que eu não sou um grande jogador”, falou Bell, que se apresentou ao time e participou do primeiro dia de training camp, depois de permanecer afastado durante os treinos voluntários de offseason. “Talvez ele apenas sinta que ‘poxa, talvez pudéssemos ter mais grandes jogadores’. Eu não sei. O que estou dizendo é que, eu e ele, nosso relacionamento é ótimo”, observou.

Em relação a carga de trabalho de Bell, Gase disse nesta terça, antes da sessão de treinos, que não está preocupado com a forma física do RB, que não participava de uma atividade relacionada ao futebol americano há cerca de 18 meses. Contudo, o head coach ressaltou que o time vai dosar a carga de trabalho.

– Depois de optar pelo Carolina Panthers para a sequência de sua carreira, o defensive tackle Gerald McCoy falou como novo jogador do time nesta terça e explicou sua decisão de escolher a franquia da Carolina do Norte em vez de Cleveland Browns ou Baltimore Ravens, que também estavam interessados em seus serviços.

“A razão pela qual estou aqui é porque fui mencionado dizendo que queria ir a um candidato a título e cada centímetro de mim sente que este time é um verdadeiro candidato”, disse McCoy aos repórteres dentro do Bank of America Stadium. “Os campeões da NFC South são o New Orleans Saints e eles são conhecidos por ter um grande ataque e, para pará-los, você tem que ter uma grande defesa. O Carolina Panthers é conhecido por ter uma grande defesa e eu só quero acrescentar a isso e realmente acredito que, com a minha adição e todas as peças que já estão aqui, temos uma grande chance”, frisou.

– O impasse entre o Cleveland Browns e o running back Duke Johnson continua sem resolução. E o jogador, cujo nome já foi ligado a rumores de troca durante a offseason, disse aos repórteres nesta terça que ele está tranquilo caso a franquia de Ohio decida negociá-lo.

“No final das contas, eu entendo a natureza dos negócios”, falou Johnson, segundo Mary Kay Cabot, do ‘Cleveland Plain Dealer’. “Eu entendo que o trabalho dele, o trabalho de John Dorsey (general manager) é fazer o que é melhor para o time e organização. E, novamente, se isso é se livrar de mim por uma peça maior ou melhor, então estou bem com isso. Como eu disse, meu pedido de troca era para encontrar um meio termo. Fui colocado na lista de negociações um mês antes de eu pedir uma troca, então é só isso”, completou.

– O técnico Matt LaFleur, do Green Bay Packers, ofereceu uma atualização de sua própria condição física nesta terça. O head coach, que rompeu o tendão de Aquiles na última quarta, enquanto jogava basquete, disse aos repórteres que passou por cirurgia e está “em modo de recuperação agora”. O treinador também expressou seu arrependimento.

“Sim, se eu tivesse uma bola de cristal, certamente não teria jogado basquete. Sabe, isso poderia ter acontecido no campo. Tenho certeza de que estava prestes a acontecer, não importa o que eu fizesse”, observou.

LaFleur também espera que isso seja um aviso para seus jogadores: “tomara que seja uma lição para eles não jogarem basquete”.

– Reshad Jones, safety do Miami Dolphins, comentou os rumores de que ele será trocado. “Vi e escutei isso, mas só controlo o que eu controlo. Estou em boa forma. Amo ser parte dessa organização. Sei que vocês precisam escrever as histórias, mas eu e o treinador (Brian Flores estamos nos comunicando). Voluntário significa voluntário”.

– O ex-quarterback Carson Palmer irá entrar no Ring of Honor do Arizona Cardinals, equipe que defendeu por cinco temporadas. durante cerimônia no intervalo da partida contra o Seattle Seahawks em 29 de setembro.

– O defensive end Dante Fowler assinou contrato de um ano com o Los Angeles Rams, mas já pensa em passar muitos anos na equipe. “Vou sair e tentar ser o melhor jogador que posso e fora de campo vou descobrir uma forma de seguir aqui”.

– Kevin Warren, COO do Minnesota Vikings, foi apresentado como o próximo comissário da conferência Big Ten do college. Assim, ele se torna o primeiro comissário negro de uma das cinco principais conferências universitárias.

Comments
To Top