NFL

No Huddle – Lamar Jackson revela que será capa do Madden NFL 21

Lamar Jackson, quarterback do Baltimore Ravens

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O quarterback Lamar Jackson, astro do Baltimore Ravens, realmente está chegando a um novo patamar no futebol americano profissional. Ele conseguiu algo sonhado por muitos jogadores da National Football League.

Atual MVP da NFL, Jackson será capa do próximo título da franquia Madden NFL.

O anúncio oficial ainda não foi feito pela EA Sports, desenvolvedora do jogo, mas o camisa 8 da franquia de Maryland soltou a notícia. Ele será a estrela da capa do game Madden NFL 21, que será lançado em agosto.

“Sempre foi um sonho meu desde que eu era criança. Desde que comecei a jogar Madden. É insano. (Eu) tive todos os Madden, então eu estar na capa dele, é um sonho que se tornou realidade. Isso é uma conquista para as crianças daqui de onde eu sou e coisas assim. É muito legal”, disse Jackson, em entrevista ao vivo na página oficial do Baltimore Ravens no Facebook.

A EA Sports aparentemente confirmou a notícia e, em seu Twitter, escreveu: “quando os @Ravens vazam seu Atleta de Capa”.

A capa anterior do jogo, o Madden NFL 20, foi Patrick Mahomes, quarterback do Kansas City Chiefs e MVP do Super Bowl LIV.

“Eu adoraria seguir esse caminho – MVP do Super Bowl. Esse seria um ótimo caminho a seguir. Espero que aconteça”, falou Lamar sobre Mahomes.

Mahomes, que foi campeão do último Super Bowl, foi o primeiro jogador a ser capa do Madden e levar o Vince Lombardi Trophy na mesma temporada. Assim, ele quebrou a tradicional ‘Maldição do Madden’. E Jackson minimizou também isso.

“Eu não estou preocupado com uma maldição. Patrick Mahomes estava na capa e ganhou o MVP (do Super Bowl), então espero que essa seja uma maldição”, brincou.

– Antes de decidir sua ida ao Tampa Bay Buccaneers, Tom Brady agitou o mercado. Houve até rumores de que ele encerraria sua carreira no San Francisco 49ers, seu time de infância.

E, segundo o general manager John Lynch, dos Niners, a ideia de trazer o QB chegou a ser cogitada pela franquia, mas apenas brevemente. No final, nem Lynch e nem o head coach Kyle Shanahan estava dispostos a tentar tal empreitada.

Falando no The Rich Eisen Show desta terça (21), Lynch falou pela primeira vez sobre as especulações de que a organização californiana considerou de fato trocar seu titular Jimmy Garoppolo por Brady.

“Quando você está falando sobre um dos maiores quarterback de todos os tempos como Tom Brady, é claro que você terá uma discussão interna. E então você ouve rumores de que ei, ele gostaria de voltar para casa, esse tipo de coisa”, falou a Eisen. “Então é claro que Kyle e eu tivemos conversas. Estamos sempre dispostos a melhorar, então você sempre olha para tudo, especialmente para uma situação como essa. Mas dentro de um ou dois dias, Kyle e eu olhamos um para o outro e dissemos: ‘Sabe de uma coisa? Nós realmente gostamos do que temos em Jimmy’. Adoramos tudo o que ele traz e realmente acreditamos que é uma resposta a longo prazo. Eu diria a você que estamos mais convencidos do que nunca de que nosso quarterback é Jimmy Garoppolo”, pontuou.

Lynch também revelou que, mesmo quando ele e Shanahan discutiram a alternativa Brady, eles mantiveram Garoppolo informado sobre seus planos para ele e informaram que ele seria o cara deles para o futuro.

Garoppolo foi o quarterback dos Niners em todos os jogos da temporada 2019, sendo a primeira vez na carreira que o signal caller fez isso por uma temporada completa, e San Francisco venceu a divisão NFC West, foi campeão da Conferência Nacional (NFC) e ficou a menos de um quarto de vencer o Super Bowl LIV.

– O wide receiver DeAndre Hopkins, ex-Houston Texans, disse à ‘Sports Illustrated’ que ele não teve “nenhum relacionamento” com o técnico Bill O’Brien durante seus seis anos juntos na franquia texana. E o wideout se defendeu das críticas anônimas que enfrentou depois de ter sido trocado pelos Texans com o Arizona Cardinals em março.

Hopkins, que disse aos repórteres na semana passada que não ficou surpreso com a troca. E, na entrevista por telefone à ‘SI’, ele reiterou essa postura, mencionando a ligação protocolar que recebeu de O’Brien para dizer a ele que havia sido trocado.

“Não houve nenhum relacionamento. Certifique-se de colocar isso lá. Não há muito o que falar”, disse Hopkins.

Hopkins disse à revista que sabia como sair da situação em Houston. Hopkins disse que, ao “pedir um pequeno aumento”, a equipe provavelmente o negociaria.

“Que é o resultado que eu queria”, disse Hopkins à ‘SI’.

– O Los Angeles Chargers revelou seus novos uniformes nesta terça e já adiantamos que ele está incrível.

O novo look da franquia californiana inclui um esquema de cores azul ‘powder’, ouro e branco exclusivo, com calças e camisas intercambiáveis. O design tem um parafuso simplificado na camisa e nas calças e números foram adicionados aos capacetes.

Ex-jogadores e atuais atletas dos Chargers elogiaram os novos uniformes.

“Esse todo branco é animal, cara”, disse o ex-running back LaDainian Tomlinson, membro do Hall da Fama. “Não pode dar errado com o todo branco”, frisou.

Os Chargers se juntam a Atlanta Falcons, Cleveland Browns, New England Patriots e Tampa Bay Buccaneers entre as equipes que lançaram novos uniformes nesta offseason.

– O Dallas Cowboys pretende utilizar sua escolha de primeira rodada no Draft NFL 2020. Jerry Jones, proprietário e general manager da franquia texana, disse nesta terça que é improvável que a equipe texana troca sua escolha número 17 por um jogador veterano. A informação é de Jane Slater, da ‘NFL Network’.

Muitos torcedores esperam ver um safety nos Cowboys e um nome que vinha sendo ventilado é Jamal Adams, atualmente no New York Jets. Mas, além de a posição não ser a maior prioridade para os Cowboys, segundo Slater, os Jets pretendem manter o atleta.

– Em outra notícia relacionada ao Dallas Cowboys, a franchise tag exclusiva que foi aplicada pelo time no quarterback Dak Prescott teve seu valor substancialmente aumentado.

A tag foi recalculada, com base nos cinco maiores salários de QB da liga, e o valor subiu mais de US$ 4,5 milhões, chegando a US$ 31,409 milhões. A informação é de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

O valor atualizado coloca Prescott como sétimo melhor em ganhos por temporada de serviço em 2020, entre Matt Ryan (US$ 30 milhões por ano), do Atlanta Falcons, e Carson Wentz (US$ 32 milhões/ano), do Philadelphia Eagles.

– O draft de 2020 da NFL deve ser um dos melhores em termos de talentos disponíveis. Tanto que um general manager, que conversou com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, sob condição de anonimato, disse algo curioso.

Pela primeira vez na carreira deste GM, ele tem mais de 32 prospectos com avaliações de selecionados em primeira rodada.

É algo bem raro, visto que geralmente um draft tem de 20 a 24 jogadores com avaliações dignas de primeira rodada, quando o valor está mais ainda nas escolhas mais altas.

– Oliver Luck, ex-comissário da XFL, processou o proprietário da liga Vince McMahon na corte federal, alegando rescisão indevida após a decisão de McMahon de fechar a liga.

De acordo com a denúncia, apresentada na semana passada no Tribunal Distrital dos EUA em Connecticut, Luck recebeu uma carta de rescisão em 9 de abril – um dia antes de McMahon demitir a maioria dos funcionários da XFL e três dias antes da liga pedir a falência sob Capítulo 11.

A sorte “contesta e rejeita completamente as alegações estabelecidas na Carta de Rescisão e afirma que elas são pré-textuais e sem mérito”, de acordo com a queixa.

Comments
To Top