NFL

No Huddle – Kyle Rudolph revela que Vikings ofereceram extensão de cinco anos

Kyle Rudolph, tight end do Minnesota Vikings

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O tight end Kyle Rudolph, do Minnesota Vikings, confirmou as notícias de que o time fez uma oferta de extensão de contrato de cinco anos recentemente e que seu agente e ele estão trabalhando nas negociações. A informação é do jornalista Chris Tomasson, do ‘St. Paul Pioneer Press’.

Rudolph, que ainda está com seu futuro indefinido na organização, mostrou-se otimista de que um acordo possa sair antes do training camp, no final de julho. A situação de Rudolph se tornou nebulosa desde que a franquia de Minneapolis selecionou o tight end Irv Smith na segunda rodada do draft de 2019. Rudolph atualmente deve faturar US$ 7,5 milhões em 2019 e, recentemente, ele deixou claro que é jovem demais para aceitar um corte salarial.

O técnico Mike Zimmer disse nesta quarta que está otimista de que o TE experiente fará parte de seu time em 2019.

“Porque ambas as partes estão trabalhando nisso e ele está sob contrato”, falou o head coach, ao ser questionado por que está otimista.

– O safety Tyrann Mathieu, do Kansas City Chiefs, foi vítima de uma tentativa de extorsão de US$ 5 milhões por um membro de sua família, de acordo com documentos do tribunal federal. Geourvon Keinell Sears, de 21 anos, está sendo acusado de ameaça de revelar informações pessoais sobre Mathieu.

Segundo documentos da Corte Distrital dos EUA para o Distrito Leste da Louisiana, Sears supostamente solicitou que Mathieu colocasse US$ 1,5 milhão em sua conta no banco dentro de uma semana antes de aumentar a pedida para US$ 5 milhões. Sears teria dito que entraria em contato com o ‘TMZ’ se não recebesse o dinheiro.

Sears, que é descrito como membro da família e colaborador próximo a Mathieu, supostamente enviou uma mensagem aos amigos de Mathieu que dizia: “eu quero 1,5 milhão até sexta-feira ou vou matar todos vocês”. Ele também teria dito ao agente de Mathieu que planejava fazer uma acusação de má conduta sexual contra o safety dos Chiefs.

– JuJu Smith-Schuster, agora o principal wide receiver do Pittsburgh Steelers, depois da saída de Antonio Brown, está feliz com o que está vendo no grupo de recebedores da equipe.

“A química está no ponto. Todo mundo está em sintonia. Todo mundo está se comunicando. Não há realmente nenhum – como vocês dizem? – drama em nossa vestiário”, falou Smith-Schuster aos repórteres durante a sessão de OTAs (organized team activities) desta quarta, em uma evidente alfinetada em Brown.

– As negociações de um novo contrato entre Dak Prescott e o Dallas Cowboys seguem. E Jerry Jones, proprietário da franquia texana, conversou com o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, nesta quarta durante Spring League Meeting e demonstrou otimismo.

“Eu geralmente diria que está indo bem. Essas coisas nunca têm uma resposta definitiva. Porque você nunca sabe se você fechou isso até que tenha feito isso”, falou o executivo, referindo-se às conversas com seu franchise quarterback, que está entrando no último ano de seu contrato de calouro.

Os comentários do proprietário se dão depois que Prescott disse à jornalista Jane Slater, também da ‘NFL Network’, que seu time de representantes e ele enviaram uma contraproposta aos Cowboys.

– O Cleveland Browns está supostamente interessado no defensive tackle Gerald McCoy, dispensado pelo Tampa Bay Buccaneers nesta semana. E o defensive end Myles Garrett, um dos astros do time de Ohio, indicou que apoiaria a decisão de sua equipe de trazer o grandalhão para reforçar a linha defensiva.

“O que eles decidirem fazer, eu vou ficar bem, e vou aceitar e seguir em frente, mas acho que estamos bem com o que temos”, frisou.

– Bobby Wagner, astro do Seattle Seahawks, está no aguardo por um novo contrato gigantesco com o time. E a meta do linebacker é superar o acordo que C.J. Mosley assinou com o New York Jets nesta offseason (de US$ 17 milhões por temporada).

“Quero dizer, o número é o número, o mercado é o mercado”, falou Wagner sobre o acordo de Mosley. “Esse é o topo (do) mercado de linebackers. Esse é o padrão. E então vem o plano de superar isso”, ressaltou, segundo o ‘Seattle Times’.

– O Seattle Seahawks fechou contrato nesta quarta com o wide receiver D.K. Metcalf, selecionado na segunda rodada do draft de 2019 pela franquia. Os Seahawks queriam muito o recebedor de Ole Miss e prova disso foi a troca para subir da posição 77 para a 64 para selecioná-lo.

– O quarterback Marcus Mariota, do Tennessee Titans, está entrando no último ano de seu contrato de calouro e está pronto para atuar em 2019 com seu futuro na organização em jogo.

“Deixa rolar. Quero dizer, não importa o que eu ainda possa conseguir aqui. Eu posso jogar o esporte que amo e vou aproveitar isso ao máximo”, falou Mariota nesta semana, segundo a agência ‘Associated Press’.

Comments
To Top