NFL

No Huddle – Jogadores dos Seahawks lançam fundo para apoiar a causa da igualdade social

Seattle Seahawks

(Crédito: Instagram/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Os jogadores do Seattle Seahawks lançaram um fundo de caridade destinado a apoiar programas educacionais e de liderança que abordem a igualdade e a justiça. O Seahawks Players Equality & Justice For All Action Fund é parte do esforço dos jogadores dos Seahawks para trabalharem junto da comunidade e líderes de negócios para apoiar organizações sem fins lucrativos e iniciativas de igualdade social.

– O San Francisco 49ers assinou uma extensão de contrato com o cornerback K’Waun Williams de três anos e US$ 10 milhões com incentivos. O acordo é até 2020 e conta com US$ 5 milhões garantidos.

– Kenny Vaccaro, safety do New Orleans Saints, precisou adiar seu projeto de desenvolver sua fundação de caridade após perder parte dos apoiadores por causa dos protestos durante e hino e, com medo de perder seu emprego, ele e a franquia da Louisiana irão mudar de abordagem. Segundo ele, os Saints irão ajoelhar antes do hino e ficar em pé durante a execução do hino.

– Os promotores de Los Angeles afirmaram que Sean Smith, cornerback do Oakland Raiders, se declarou inocente da acusação se ter batido no namorado de sua irmã em julho. Ele irá voltar ao tribunal em 6 de novembro.

– O procurador geral da Flórida não quer que O.J. Simpson retorne ao estado depois que ele foi solto da prisão em Nevada. Ele enviou uma carta para pedir que o estado informe os oficiais de Nevada que a Flórida se opõe que Simpson cumpra sua liberdade condicional na Flórida.

– Delaine Walker, tight end do Tennessee Titans, revelou que ele e sua família receberam ameaças de morte desde seus comentários no início da semana dizendo para os fãs não irem aos jogos se eles se sentirem desrespeitados pela decisão da equipe de protestar durante o hino nacional. “As palavras racistas e violentas dirigidas a mim e ao meu filho apenas servem como outra lembrança de que nosso país permanece dividido e repleto de retórica odiosa”.

– O New York Jets irá decidir na noite do sábado, quando a equipe se reunir, quais ações irão tomar no hino nacional antes da partida contra Jacksonville Jaguars no MetLife Stadium.

– Aaron Rodgers, quarterback do Green Bay Packers, deixou claro sua opinião sobre os protestos da NFL. “Tanto quanto as pessoas querem que nos calemos e joguemos futebol americano… o esporte e a política sempre se cruzam”, disse ele.

– O wide receiver Jacoby Jones se aposentou como jogador do Baltimore Ravens nesta sexta-feira. O ex-jogador de 33 anos teve a oportunidade de rever seus melhores momentos da carreira e se sentou na primeira fileira do auditório da equipe. “Essa organização é uma família mais do que qualquer coisa. A cidade de Baltimore me aceitou. Isso é amor. Eu aprecio isso”.

– DeAndre Hopkins, wide receiver do Houston Texans, acredita que o quarterback calouro Deshaun Watson já está estabelecendo um alto nível de jogo. “Eu vi ele na faculdade, mas esta é a NFL. Então estou impressionado. Não vi um quarterback fazer isso em muito tempo além de Michael Vick. Todo mundo neste vestiário está impressionado”.

– Mike Evans, running back do Tampa Bay Buccaneers, irá enfrentar Odell Beckham Jr., wideout do New York Giants, e ele fez uma comparação entre os dois. “Eu acho que nós dois somos ótimos jogadores. Obviamente eu sou maior. Ele é um pouco mais rápido, melhor após a recepção. Eu sou maior, melhor em saltos. Ele joga com paixão e eu também. Acho que nós dois jogamos com muita malemolência em muitas as áreas”.

– O Los Angeles Chargers iniciou o ano com 0-3 e só pode entrar em uma sequência de vitórias se ganhar uma partida, então o objetivo do quarterback Philip Rivers é básico. “Vamos apenas ganhar um jogo e então eu acho que temos capacidades de entrar em uma sequência. Nós temos que ganhar uma primeiro”.

– Harrison Butker, kicker calouro que está substituindo Cairo Santos, mostrou ser melhor nos chutes de longo distância do que média distância no college. Foram 21 de 28 field goals (75%) e, chutes de 40 ou mais jardas e 12 de 22 (55%) em chutes entre 30 e 39 jardas. “Isso é verdade. Eu acho que quando o chute é mais longo eu fico mais relaxado”.

– DeMarcus Ware ficou impressionado com o que viu de DeMarcus Lawrence, defensive end do Dallas Cowboys. “Eu penso que vi alguns flashes de mim. Ele jogou bem. Você pode ver o quanto ele amadureceu”.

– Larry Fitzgerald, do Arizona Cardinals, é o melhor wide receiver da história contra o San Francisco 49ers. Ele tem 2.067 jardas e 16 touchdowns em 16 jogos, ambas as maiores marcas contra os Niners.

– Joe Thomas, jogador de linha ofensiva do Cleveland Browns, gostou do que viu do calouro DeShone Kizer na derrota para o Indianapolis Colts. “Eu acho que nosso quarterback teve eu melhor jogo na semana passada”.

Comments
To Top