NFL

No Huddle – Jeremy Maclin se aposenta e Robert Kraft pede desculpas

Jeremy Maclin, wide receiver da NFL

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O wide receiver Jeremy Maclin anunciou neste domingo sua aposentadoria da National Football League, após dez anos. Atualmente com 30 anos de idade, ele não atuou na temporada 2018, depois de ser dispensado pelo Baltimore Ravens.

Selecionado com a 19ª escolha geral do draft de 2009 pelo Philadelphia Eagles, ele atuou suas cinco primeiras temporadas por lá antes de assinar um contrato de cinco anos com o Kansas City Chiefs na free agency de 2015. Contudo, ele durou apenas duas temporadas na franquia do Missouri, sendo dispensado em 2017, e então fechou com os Ravens.

Maclin fecha sua carreira na NFL com 514 recepções para 6.835 jardas e 49 touchdowns em oito temporadas. Ele disputou quatro jogos de playoffs (dois com os Eagles e dois com os Chiefs), fazendo 17 recepções para 299 jardas e um touchdown nestes jogos de pós-temporada.

– Robert Kraft, proprietário do New England Patriots, fez comentários públicos pela primeira vez desde que foi acusado formalmente de solicitação de prostituição.

“Eu realmente sinto muito. Eu sei que magoei e decepcionei minha família, meus amigos mais próximos, meus colegas de trabalho, nossos torcedores e muitos outros que, certamente, me mantêm sob um padrão mais elevado”, disse Kraft, em nota oficial. “Durante toda a minha vida, sempre tentei fazer a coisa certa. A última coisa que eu gostaria de fazer é desrespeitar outro ser humano. Tenho um respeito extraordinário pelas mulheres; minha moral e minha alma foram moldadas pela mulher mais maravilhosa, o amor da minha vida, que fui abençoado por ter como minha parceira por 50 anos”, frisou Kraft, em trecho do longo comunicado.

– O wide receiver Malcolm Mitchell, ex-New England Patriots, anunciou sua aposentadoria da NFL neste final de semana. Atualmente com 26 anos de idade, o atleta fez o anúncio em um evento da Universidade da Geórgia. Ele foi selecionado pelos Pats na quarta rodada do draft de 2016. Mitchell atuou em 16 jogos como calouro (incluindo playoffs) e somou 39 recepções para 476 jardas e quatro touchdowns. Devido a problemas no joelho, ele passou a temporada 2017 da injured reserve e foi dispensado em agosto do ano passado.

– Pittsburgh Steelers não está com pressa para fechar extensão de contrato com o quarterback Ben Roethlisberger. O general manager Kevin Colbert disse durante o encontro de proprietários da NFL, em Phoenix, no Arizona, que as conversas com Big Ben “ainda estão rolando”.

“É, provavelmente, seu último contrato como jogador da NFL, então é significativo. É significativo para nós”, afirmou Colbert, ainda expressando que Big Ben é “nosso quarterback e nosso líder”.

– Proposta do Denver Broncos de alternativa ao onside kick gera interesse no Comitê de Competição da NFL e apenas John Mara, proprietário do New York Giants, votou contra a ideia, como ele mesmo revelou à jornalista Judy Battista, da ‘NFL Network’.

– Doug Pederson, técnico do Philadelphia Eagles, passou por cirurgia no pé para resolver um problema persistente e não está participando do encontro de proprietários da NFL nesta semana, como apurou o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– Andy Reid, técnico do Kansas City Chiefs, se mostra “grato” ao trio de defensores que saiu durante esta offseason, formado pelos pass rushers Justin Houston (dispensado e adquirido pels Colts) e Dee Ford (trocado com os 49ers) e o safety Eric Berry (dispensado e ainda sem time). “Eu desejo a eles a melhor sorte. Esses são três caras que ajudaram a construir o que somos hoje. Eles ensinaram a esses jovens a maneira certa de fazer as coisas. E, então, eu sempre serei grato a eles, além de eles serem grandes caras”, afirmou o head coach.

– Brian Flores, técnico do Miami Dolphins, não gosta do termo ‘reconstrução’ para tratar do seu time. “Eu acho que todo time está reconstruindo. Essa é esta liga. Todo time se reconstrói todo ano porque nenhum time é o mesmo a cada ano”, falou Flores. “Então, os Patriots vão ser diferentes do que eram no ano passado. Assim como os Bills e os Jets. Assim é com qualquer outro time. Então essas são minhas filosofias pessoas. Ano passado foi ano passado. Este ano é este ano”, completou.

– Questionado pelo jornalista Steve Wyche, da ‘NFL Network’, sobre a possibilidade de o Arizona Cardinals selecionar um quarterback com a primeira escolha geral, o técnico Kliff Kingsbury não escondeu nada: “eu acho que tudo é possível. Quando você tem aquela primeira escolha, você tem que analisar todas as possibilidades e olhar para todos os diferentes cenários, então definitivamente vamos fazer isso”.

Comments
To Top