NFL

No Huddle – Jamal Adams apresenta pedido de troca ao New York Jets

Jamal Adams, safety do New York Jets

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O safety Jamal Adams, duas vezes selecionado ao Pro Bowl na carreira e um All-Pro em 2019, formalmente apresentou um pedido de troca ao New York Jets.

A informação foi apurada em primeira mão pelo jornalista Manish Mehta, do ‘New York Daily News’, e confirmada pelos jornalistas Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Kim Jones, também da ‘NFL Network’, conversou com Adams na noite desta quinta (18) e observou que o atleta se referiu ao seu tempo nos Jets no passado. Jones ainda acrescentou que o senso aponta que os Jets continuam acreditando que Adams permanecerá no time em 2020.

O defensive back, atualmente com 24 anos de idade, tem ficado cada vez mais frustrado com a franquia nova-iorquina, já que deseja uma renovação de contrato que ainda não veio.

Em resposta a um comentário no Instagram feito por um fã comparando como ele lidou com sua situação de contrato com as ações do quarterback Patrick Mahomes, que provavelmente assinará um contrato importante com o Kansas City Chiefs em algum momento no futuro, Adams sugeriu que seu tempo com a equipe pode estar chegando ao fim.

Ao final de sua postagem, Adams escreveu: “talvez seja hora de seguir em frente!”.

Adams tem dois anos remanescentes em seu contrato de calouro, do qual os Jets exerceram a opção de quinto ano em abril.

Desde que foi selecionado com a sexta escolha geral do draft de 2017, Adams se firmou como um dos grandes safeties da liga. Ele somou 273 tackles totais, 25 passes defendidos, seis fumbles forçados e duas interceptações, uma das quais ele retornou para touchdown de 61 jardas em 2019, em 46 partidas disputadas.

Uma fonte disse a Schefter que Adams ficaria feliz com uma troca para um dos seguintes times: Baltimore Ravens, Dallas Cowboys, Houston Texans, Kansas City Chiefs, Philadelphia Eagles, San Francisco 49ers e Seattle Seahawks.

– O wide receber Deebo Samuel, uma das grandes armas do ataque do San Francisco 49ers, sofreu uma fratura no pé e deve perder o início da temporada 2020 da National Football League.

Segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, Samuel estava passando por cirurgia nesta quinta para reparar a fratura no pé e deve ficar afastado por um período entre 12 e 16 semanas. O wideout sofreu uma fratura do tipo Jones na última terça, durante uma sessão de treinos com seus companheiros de equipe, em Nashville, no Tennessee.

Os Niners confirmaram posteriormente que Samuel passou por um procedimento cirúrgico no pé esquerdo na última quinta.

Samuel deve perder alguns jogos no início da temporada, dado o cronograma de recuperação estimado. Mas o recebedor se mostrou otimista no Twitter, escrevendo: “10 semanas estou de volta, melhor do que o Deebo que vocês viram antes”.

– Josh Gordon apresentou na última quarta-feira (17) ao comissário Roger Goodell a sua carta pedindo reintegração à National Football League. A informação foi apurada pelo jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

Gordon vinha treinando rotas em Seattle em preparação para um retorno à NFL com a esperança de que ele possa ter sua suspensão por tempo indeterminado rescindida pela liga a tempo do início dos training camps, no final de julho.

Gordon foi suspenso em dezembro depois de cinco jogos com os Seahawks por violar as políticas da NFL de substâncias de melhoria de desempenho e substâncias de abuso, sua quinta suspensão imposta pela liga em oito anos (o Cleveland Browns também o suspendeu em 2014). O wide receiver foi suspenso por tempo indeterminado em duas oportunidades por tais violações, a primeira em 2018 e a segunda em 2019.

– Duas franquias vão fazer parte da aclamada série Hard Knocks em 2020: o Los Angeles Rams e o Los Angeles Chargers.

A série documental, que vai estrear no dia 11 de agosto, na ‘HBO’ dos Estados Unidos, acompanha times da NFL durante os training camps, mostrando bastidores e tudo mais.

– Na última terça, o Tampa Bay Buccaneers revelou as primeiras fotos do quarterback Tom Brady vestindo o novo uniforme da franquia. Agora, nesta quinta, foi a vez de Rob Gronkowski.

O tight end, um futuro Hall of Famer, aparece em uma galeria vestindo as cores da organização da Flórida. E isto é mais um passo para os torcedores dos Bucs acreditarem mais um pouco no timaço que a franquia está montando para a temporada 2020.

Gronk encerrou sua aposentadoria de um ano de duração em abril, quando foi trocado com os Bucs após informar o New England Patriots, sua ex-equipe, de sua vontade de voltar a jogar na NFL.

– O diretor médico da NFL, Dr. Allen Sills, disse na quinta-feira que a liga “fará os ajustes necessários para atender ao ambiente de saúde pública enquanto nos preparamos para jogar a temporada 2020, conforme programado”.

A declaração foi uma resposta a comentários do Dr. Anthony Fauci de que o futebol americano precisaria de um formato de “bolha” para poder ser disputado neste ano, em meio à pandemia do COVID-19 em andamento.

Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas e membro de alto nível da força-tarefa de coronavírus da Casa Branca, disse à ‘CNN’ na quinta que é difícil ver o futebol sendo disputado neste ano sem um ambiente de bolhas.

Comments
To Top