NFL

No Huddle – Insatisfeito com avanços, Russell Okung pode faltar a reunião com proprietários

Russell Okung

(Crédito: Instagram/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Russell Okung, left tackle dos Chargers, compareceu às recentes reuniões com os proprietários da NFL e não está satisfeito com os esforços da liga na reforma da justiça social. Com isso, é possível que ele e outros jogadores optem por não comparecer ao encontro da próxima terça-feira se sua insatisfação continuar.

“Estou desapontado com o fato de que ainda não foram alcançados progressos nas discussões com a liga. As autoridades da NFL parecem desmotivadas e não compartilham o mesmo senso de urgência. Cada vez mais as reuniões parecem improdutivas”, disse Okung.

– Dan Quinn, head coach dos Falcons, defendeu o coordenador ofensivo Steve Sarkisian. “Há muitas coisas que Steve realmente fez e não quero perder de vista o quão bom treinador ele é”.

– O Denver Broncos não vem tendo o melhor desempenho ofensivo possível e o quarterback Trevor Siemian chamou a responsabilidade. “Eu tenho que jogar melhor. Isso começa comigo. Os caras estão envergonhados pelo jogo de domingo”.

– JuJu Smith-Schuster, wide receiver calouro do Pittsburgh Steelers, quer que o quarterback Ben Roethlisberger se junte a ele nas comemorações de touchdown. “A grande comemoração será contar com Ben. Se ele se juntar a nós, eu lhe dou meu próximo cheque (US$ 27 mil). Obviamente ele não precisa disso”.

– Matt Ryan, quarterback dos Falcons, sabe que a equipe da Geórgia não deve ficar pensando no ano passado. “Não estamos jogando bem o suficiente como unidade em 2017. Francamente eu não me importo com 2016. Não é útil para nós”.

– Sean Payton, head coach dos Saints, elogiou o general manager dos Bears, Ryan Pace. “Foi uma grande perda (quando ele foi para Chicago), porque ele era alguém em quem eu confiava. Tenho certeza que ele está indo no caminho certo. Ele tem um grande olho para o talento”.

– J.J. Watt, defensive end dos Texans, falou um pouco sobre o que pretende fazer com o dinheiro que arrecadou para Houston se recuperar do furacão. “Embora eu entenda que a recuperação total pode exigir mais do que US$ 200 bilhões, esses US$ 37 milhões não poderão ajudar todas as pessoas que eu queria. Eu fiz minha missão garantir que esse dinheiro faça o máximo impacto possível”.

– O quarterback Jameis Winston acredita que alguns detalhes podem fazer o Tampa Bay Buccaneers decolar. “Não gosto de usar a palavra frustração porque acredito que temos uma excelente equipe. São apenas pequenas coisas em todos os aspectos do jogo”.

– O Cleveland Browns não gostou de ir para Londres e o wide receiver Kenny Britt representou isso. “Eu odiei Londres, odiei. Eu odiei tudo sobre isso. Odiei o voo, estar lá por tanto tempo, a volta e a comida”.

– Chris Hogan, wide receiver do New England Patriots, perdeu dois dentes frontais após uma colisão com o tight end Jacob Hollister no treino. Com isso, ele precisará fazer uma visita de emergência ao dentista.

– Dak Prescott, quarterback dos Cowboys, fez uma parceria para que uma porcentagem de seus produtos seja convertida para a luta contra o câncer de cólon.

– Apesar de ter perdido os últimos cinco jogos, o wide receiver calouro Corey Davis acredita que ele melhorou. “Eu melhorei muito. Eu não consegui fazer fisicamente tudo o que eu queria, mas, mentalmente, estou no jogo, na sala de vídeo apenas me certificando que eu posso ficar no topo”.

– Jay Gruden, head coach dos Redskins, continuará a dar a bola para quem estiver fazendo mais recepções. “Continuarei a treinar os caras, tentando jogar a bola na mão quente, jogar nos caras que estão frescos”, disse o treinador, que reduziu o espaço dos jogadores que não estão tão bem.

– Philip Rivers, quarterback dos Chargers, está animado com a oportunidade de enfrentar Tom Brady. “Eu não sinto que estou jogando contra Brady, de qualquer maneira, ainda é uma grande coisa para mim como fã de quarterbacks”.

Comments
To Top