NFL

No Huddle – GM sobre retorno de Antonio Gates aos Chargers: “Vamos ver o que o futuro reserva”

Antonio Gates, tight end do Los Angeles Chargers

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Um possível retorno do tight end Antonio Gates ao Los Angeles Chargers, principalmente após lesão do ligamento de Hunter Henry, vem sendo cada vez mais falado e o general manager Tom Tolesco comentou o assunto. “Seria um ajuste natural, certo? Vi que Philip (Rivers) é a favor. Quando se trata de mudanças no elenco, não somos democráticos. Mas também não somos uma ditadura. Seu voto foi anotado e contabilizado. As realizações e contribuições de Antonio Gates a essa organização são incomensuráveis. Vamos ver o que o futuro reserva. Não tenho nenhuma atualização no momento”.

– Joe Woods, coordenador defensivo do Denver Broncos, não acreditou quando o Cleveland Browns deixou Bradley Chubb passar no draft. “Quando eu vi ele depois da escolha naquela noite, ele disse: James, por favor, me belisque. Isso não pode ser real'”, afirmou o jornalista James Palmer, da ‘NFL Networks’.

– O wide receiver Michael Crabtree falou sobre a necessidade de ele liderar o Baltimore Ravens. “Não tenho escolha. Estou indo para dez (anos) na liga e os outros caras estão em três, quatro, primeiro ano. Esse é o meu papel”.

– O quarterback Case Keenum vem sendo o centro das atenções no novo esquema do coordenador ofensivo Bill Musgrave. “Case está trabalhando duro. É um novo sistema para ele e para todo mundo. Case está tendo exclusivamente todas as repetições. Não estamos dividindo elas como você faria se não tivesse definido o titular”.

– Cinco ex-cheerleaders da NFL que estão processando o Houston Texans acusa a franquia de pagar menos de US$ 7,25 por hora, que havia sido o prometido, não as compensar pelas aparições públicas ou realizar outras tarefas relacionadas ao trabalho e criar um local de trabalho onde as mulheres eram ameaçadas de serem demitidas se expressassem reclamações.

– Josh Allen, quarterback do Buffalo Bills, vem se destacando pelo forte braço até o momento. “Josh Allen vem fazendo um grande trabalho lançando a bola… é um dos melhores (braços) que eu já vi. Ele vai quebrar muitos dedos neste ano”, disse o cornerback Tre’Davious White.

– Shaquem Griffin, linebacker calouro do Seattle Seahaws, é ávido jogador de videogame e está promovendo o novo controle da Microsoft que é adaptado para jogadores que precisam de acessibilidade, como ele, que não tem uma das mãos.

– O head coach Bill O’Brien sabe qual é o seu foco nesta temporada. “Acho que é importante, como eu tenho dito desde que cheguei aqui, ter uma equipe grande forte e física. E é isso que estamos tentando fazer”.

– Josh Doctson, wide receiver do Washington Redskins, acredita que ele voltou ao age. “A grande coisa é o nível de confiança. (No ano passado) isso meio que caiu e agora eu sinto como se tivesse em TCU (faculdade que ele cursou)”.

– O Tampa Bay Buccaneers decidiu colocar Todd Monken como coordenador ofensivo em tempo integral em vez de se focar mais nos wide receivers. Apesar disso, o head coach Dirk Koetter seguirá chamando as jogadas.

Comments
To Top