NFL

No Huddle – GM dos Cardinals nega que time vai trocar Patrick Peterson

Patrick Peterson, cornerback do Arizona Cardinals

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– No Arizona Cardinals, o general manager Steve Keim tentou afastar de vez quaisquer rumores sobre a possibilidade de o time trocar o cornerback Patrick Peterson, um de seus principais astros defensivos.

“Eu não sei por que as perguntas persistem porque eu já falei várias vezes: nós não vamos trocar Patrick Peterson. Nossa postura foi simplesmente: ‘por que negociar um jogador em seu auge em uma das posições mais difíceis de encontrar um talvez ou um par de talvez?’. Amo o que Pat traz para o vestiário, amo o que ele traz para o campo”, falou Keim, durante sua aparição semanal na rádio ‘KMVP 98.7 FM’, em Phoenix. “Essas posições são impossíveis de encontrar: left tackles, quarterbacks, cornerbacks. Não há dúvida, na minha opinião, de que ele é o melhor da National Football League e continuará sendo um Cardinal”, frisou.

Peterson retornou na última segunda, após cumprir uma suspensão de seis jogos por violar a política de substâncias para melhoria de desempenho da NFL.

Especulações sobre Peterson ser negociado antes do prazo final para trocas da liga, no dia 29 de outubro, esquentaram quando, no último domingo, o jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’, noticiou que três times entraram em contato sobre uma potencial troca envolvendo o CB.

– Don Martindale, coordenador defensivo do Baltimore Ravens, falou sobre a dificuldade que é parar o quarterback Russell Wilson, do Seattle Seahawks, e fez uma grande comparação antes do jogo deste domingo.

Martindale pegou um astro da maior liga de basquete do mundo para fazer sua analogia.

“É como jogar contra Steph Curry no basquete, se assim vocês quiserem. Você pode pegá-lo no meio da quadra e ele vai tentar passar por você ou você pode relaxar e ele vai chegar e acertar uma bola de três”, falou Martindale, segundo a ‘NBC Sports Washington’.

– Os jogadores da NFL indicaram aos proprietários de time que eles estariam abertos à ideia de discutir uma expansão da temporada regular para 17 jogos, como parte de um novo acordo coletivo de trabalho (CBA), desde que a participação dos jogadores na receita da liga sob o novo acordo cresça de maneira considerável, segundo informações da ‘ESPN’.

A proposta dos donos de times de expandir a temporada regular de 16 para 17 jogos começaria em 2022 e viria com uma pré-temporada reduzida de apenas três jogos por time, segundo a ‘ESPN’.

Comments
To Top