NFL

No Huddle – GM dos Bills: Patriots ainda são time a ser batido

Brandon Beane, general manager do Buffalo Bills

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Depois da saída do quarterback Tom Brady, muitas pessoas vêm desdenhando do New England Patriots e até mesmo apontando o time do técnico Belichick como ‘não mais favorito’ a vencer o título da divisão AFC East na temporada 2020.

Mas não coloque Brandon Beane neste grupo de cidadãos.

O general manager do Buffalo Bills, time apontado por muitos como o grande candidato ao título da divisão, mandou uma mensagem clara nesta quinta-feira (2).

“O time a ser batido no Leste é os Patriots. E, até que alguém os derrote, eles são o time a ser batido. E, enquanto Bill Belichick estiver lá, você estará falando sobre o melhor técnico de todos os tempos emparelhado com o melhor quarterback de todos os tempos”, disse Beane, em uma teleconferência para a imprensa local, desconsiderando por um momento a saída de Brady dos Pats. “Então, até que os vençamos, não fizemos nada e temos que preparar nosso trabalho”, ressaltou.

Os Patriots ganharam a divisão AFC East por 11 temporadas consecutivas, incluindo as três de Beane como GM dos Bills.

Brady deixou os Patriots após 20 anos dedicados à organização e assinou um contrato de dois anos com o Tampa Bay Buccaneers.

“Eu, sinceramente, não esperava que Tom fosse embora”, disse Beane, cujos Bills somam seis derrotas em seis jogos contra os Patriots de Brady desde que ele assumiu o cargo de general manager. “Jogando contra ele, eu vou e volto. Você sabe que sempre quer derrubar o melhor. E essa é provavelmente a coisa mais decepcionante enquanto estou sentado aqui – no meu tempo, não vencemos Tom Brady. E assim, teremos que encontrar outra maneira de jogar contra Tampa para, talvez, poder vencê-lo antes que ele pare de jogar”, analisou.

– Com a pandemia do novo coronavírus (COVID-19) atingindo o mundo inteiro, os times da NFL estão tendo que ajustar suas atividades de offseason e preparação para o draft. A NFL, nesta quinta, disponibilizou instruções para todos os 32 times relacionadas ao dia do draft.

As orientações são baseadas na comunicação entre o conselho de administração da liga, o conselho dos times e conversas com os departamentos de infraestrutura dos times e da NFL.

A NFL emitiu um memorando, obtido pelo jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, informando a todos os times que dois cenários estão sendo considerados pela liga neste momento no que diz respeito ao draft do final deste mês.

A primeira opção é que as franquias operem fora de suas instalações, “sujeito às diretrizes obrigatórias de saúde e segurança emitidas pelo Dr. (Allen) Sills, que incluirão limitações no número de funcionários permitidos no local e requisitos rigorosos de limpeza”. Já a segunda opção é que os times operem de forma completamente remota, em “residências pessoais, com uma proibição clara de qualquer número de funcionários do time reunidos em uma única residência”.

– Tony Boselli, um dos grandes jogadores da história da National Football League, está se recuperando depois de passar cinco dias no hospital devido ao novo coronavírus (COVID-19).

O ex-tackle do Jacksonville Jaguars revelou nesta quinta os detalhes de sua batalha contra a doença. Em uma entrevista ao jornal ‘Florida Times-Union’, Boselli descreveu sua condição, que piorou de um resfriado com congestão leve a febre e uma doença que progrediu tão rapidamente que ele teve que ser admitido na UTI da Mayo Clinic no dia 25 de março.

Boselli passou os cinco dias seguintes na unidade, onde ele estava conectado a dois aparelhos intravenosos e precisava de oxigênio adicional. Sua condição se deteriorou, exigindo que os médicos aumentassem seus níveis de oxigênio antes que ele se recuperasse e, eventualmente, melhorasse o suficiente para voltar para casa.

“Acho que o pensamento era de que não é assim que a história deve terminar aqui. Isso é loucura. Nunca me senti como ‘pobre de mim, ou por que eu?’ Você fica doente, isso acontece. Mas o fato de eu estar no hospital com o coronavírus e pensamentos malucos estavam passando pela minha cabeça, como ‘Não acredito que isso está acontecendo’”, frisou Boselli à publicação.

– O avião particular do New England Patriots fretou uma carga de 1,2 milhão de máscaras N95 de Shenzhen, na China, até os Estados Unidos nesta semana, enquanto o país continua trabalhando para adquirir os materiais e equipamentos necessários para ajudar a combater a atual pandemia de COVID-19.

O Wall Street Journal detalhou a complicada negociação diplomática necessária para transportar as máscaras – essenciais na luta contra o novo coronavírus – que envolveu o governador de Massachusetts, o Departamento de Estado dos EUA, o conselho geral da China em Nova York e Robert Jonathan Kraft, dos Patriots, trabalhando para obter permissão para avião para pousar na China.

– O mundo da NFL continua a dar apoio à população dos Estados Unidos em meio à pandemia do novo coronavírus. E, agora, foi a vez de o quarterback Tom Brady, do Tampa Bay Buccaneers, fazer a sua parte.

O QB anunciou que está em parceria com a empresa de aviação privada Wheels Up na “iniciativa Meels Up”, um esforço que está sendo liderado pelo quarterback Russell Wilson, do Seattle Seahawks, e sua esposa Ciara. Brady deve fornecer 10 milhões de refeições à Feeding America.

– Tom Brady ainda está se estabelecendo na nova cidade, depois de acertar nesta free agency para ser o novo quarterback do Tampa Bay Buccaneers. E ele está recorrendo a um Hall of Famer de outro esporte, o beisebol, para ajudar nesta missão: Derek Jeter.

Brady está no processo de se mudar com sua família para a mansão do ex-shortstop do New York Yankees, time da Major League Baseball (MLB), em Davis Islands. A casa fica a pouco mais de 11 km do Raymond James Stadium, casa dos Bucs, segundo o jornalista Rick Stroud, do jornal ‘Tampa Bay Times’.

Segundo Stroud, a mansão inclui “sete quartos, nove banheiros, uma sala de entretenimento e uma sala de bilhar que envolve uma piscina com dois elevadores de barco que dão acesso a Tampa Bay”.

– Assinando com os Bucs, Brady foi da Conferência Americana (AFC) para a Conferência Nacional (NFC). E ele agora fará parte de uma das divisões mais equilibradas da NFL: a NFC South, ao lado de New Orleans Saints, Carolina Panthers e Atlanta Falcons.

E Sean Payton, técnico dos Saints, acredita que sua missão ficará bem mais complicada com o camisa 12 liderando um dos principais rivais de sua equipe.

“Foi uma grande contratação de Tampa, e essa divisão ficou muito mais forte”, frisou Payton, segundo o ‘Times-Picayune’.

O head coach chamou a chegada do camisa 12 de uma “grande mudança” na divisão.

“É também o que ele traz para o resto da equipe”, disse Payton sobre Brady. “Um dos grandes pontos fortes de um jogador como Tom é que os outros a seu redor melhoram. Tenho certeza de que veremos um tipo totalmente diferente de time de Tampa Bay por causa de sua presença”, finalizou.

Comments
To Top