NFL

No Huddle – Executivos não preveem atrasos em início da temporada da NFL

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– A National Football League planeja iniciar sua temporada 2020 como sempre em setembro. Isso foi dito por vários executivos da liga nesta terça-feira (31), apesar da pandemia global do novo coronavírus que parou as ligas esportivas e o mundo nas últimas semanas.

“Essa é a nossa expectativa. Estou certo disso? Não tenho certeza de que estarei aqui amanhã. Mas estou planejando isso e, da mesma maneira, planejamos ter uma temporada completa”, falou Jeff Pash, vice-presidente executivo/conselheiro geral da NFL, em seu contato com a imprensa.

Questionado se a liga está fazendo planos de contingência para um início posterior ou para os jogos serem realizados em estádios neutros ou vazios, Pash disse que os recursos e modelos médicos da NFL indicaram que tais planos podem não ser necessários: “todas as nossas discussões, todo nosso foco tem sido em uma temporada normal e tradicional, começando no tempo certo, jogando na frente dos torcedores, em nossos estádios normais, e passando por uma temporada regular completa de 16 jogos e um conjunto completo de playoffs. Esse é o nosso foco”.

Neste meio tempo, contudo, as operações normais da liga foram suspensas em grande parte. As instalações dos times estão fechadas, visitas pessoais pré-draft e de free agents foram proibidas, programas de treinos de offseason estão em xeque e a liga pretende fazer a divulgação anual de sua tabela perto do dia 9 de maio.

– Os proprietários de times da NFL formalmente aprovaram nesta terça a expansão dos playoffs de 12 para 14 times classificados, começando já na temporada 2020.

Durante uma teleconferência para debater os negócios da liga, depois que o encontro anual de proprietários, geralmente realizado em março, foi cancelado devido à pandemia do novo coronavírus, os proprietários também cederem os dois jogos extras na pós-temporada à ‘CBS’ e à ‘NBC’.

O novo formato impacta em duas coisas essenciais:

  • Haverá um total de três classificados como wild card por conferência, um a mais na Conferência Americana (AFC) e um a mais na Conferência Nacional (NFC) em relação ao modelo antigo;
  • O segundo melhor classificado em cada conferência vai jogar em casa contra o sétimo e último classificado na rodada de wild card. Isso significa que apenas os times de melhor campanha em cada conferência terão folga na primeira rodada dos playoffs.

– Tom Brady seguirá sendo o camisa 12 no Tampa Bay Buccaneers. A franquia da Flórida anunciou nesta terça que o número foi cedido pelo wide receiver Chris Godwin ao lendário quarterback. Godwin agora será o camisa 14.

Godwin, um dos melhores wide receivers dos Bucs, usava a número 12 desde que chegou ao time, em 2017. Pouco depois de ser divulgada a notícia do acerto do time com Brady, o wideout deixou claro que estaria disposto a ceder sua camisa ao QB “em respeito pelo que ele fez, o que ele conquistou”.

Assim, o wide receiver vai mudar para a camisa de número 14 e ele disse que não houve uma transação monetária ou algo do tipo, sendo que seu gesto é apenas para homenagear um dos maiores de todos os tempos na NFL.

– Calais Campbell vai completar 34 anos em setembro e o defensive end sabe que está entrando na reta final de sua carreira na NFL. Vencedor do prêmio Walter Payton Man of the Year, ele até teve uma passagem interessante de três anos pelo Jacksonville Jaguars, mas não conseguiu chegar onde queria.

Agora jogador do Baltimore Ravens, depois de ter sido trocado nesta offseason, Campbell é membro de um dos melhores times da NFL entrando na temporada 2020.

Durante uma participação recente no podcast RapSheet + Friends, Campbell disse ao jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, que jogar e um time “jovem e talentoso” que está “no máximo do seu potencial” pesou bastante na hora de decidir seu próximo destino.

“Então, estamos indo e voltando sobre o preço e, à medida que mais informações surgiam, era uma daquelas coisas em que era como ‘Eu provavelmente poderia conseguir mais dinheiro para você em outro lugar’, mas eu disse a ele que meu principal objetivo era ter uma chance de vencer”, frisou o pass rusher, contando sobre o que disse ao seu agente.

– O Denver Broncos trouxe o running back Melvin Gordon nesta free agency com a expectativa de que ele possa ser o principal membro do backfield ofensivo. Mas, se depender de Phillip Lindsay, ele vai lutar pelo posto de running back número 1 dos Broncos quando o training camp começar.

“Quando o camp chegar, será uma batalha”, disse Lindsay ao jornalista Mike Klis, da ‘9News Denver’, em uma entrevista por telefone. “Não vou apenas sentar lá e dar a alguém o emprego. Eles podem. Mas eu vou lá e vou batalhar. Eu ouvi essas coisas a vida toda. E nunca se dá como todo mundo queria que fosse. Até que alguém me prove que estou errado, vou continuar fazendo o que faço”, frisou.

– Os prospectos para o draft de 2020 da NFL não estarão fisicamente presentes para o processo de recrutamento de jogadores universitários, devido à pandemia do novo coronavírus. Mas eles ainda vão estar diretamente envolvidos.

O jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, apurou que a liga já começou a convidar os principais prospectos para participarem virtualmente do evento no final do próximo mês. Mais de 50 jogadores devem estar digitalmente presentes por vídeo e redes sociais, como acrescentou Pelissero.

Comments
To Top