NFL

No Huddle – Miami Dolphins conversa sobre troca envolvendo Kenyan Drake

Kenyan Drake, running back do Miami Dolphins

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O Miami Dolphins continua de ouvidos atentos antes do prazo final para trocas na NFL, que é o dia 29 de outubro. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que os Dolphins tiveram conversas sobre troca com times centradas ao redor do running back Kenyan Drake. E a franquia da Flórida indicou que trocaria o atleta se uma oferta interessante for feita.

Drake está atuando sob o último ano do seu contrato de calouro e Rapoport noticiou que as duas partes não tiveram conversas sobre extensão desde o training camp. O running back receberia uma nova oportunidade em uma nova equipe de braços abertos.

Rumores sobre uma potencial troca de Drake foram levantadas mais cedo neste ano. Contudo, na época, a ideia era de que Miami queria o running back para seu futuro. Como não há conversas sobre renovação nos últimos tempos, parece que a organização está pronta para se divorciar do camisa 32.

Em 2019, o running back de 25 anos de idade está com média de 3,7 jardas por carregada, o que representa a menor de sua carreira por enquanto, e 41 corridas. Ele também soma 19 recepções para 137 jardas e nenhum TD.

– A temporada 2019 de Vontaze Burfict está terminada, depois que o linebacker do Oakland Raiders tomou uma suspensão pelo restante da carreira (e ainda perdeu a apelação). Mas a franquia californiana ainda não engoliu o que acabou sendo a quarta suspensão da carreira do defensor, ex-Cincinnati Bengals.

E, em sua coletiva de imprensa nesta quinta, Paul Guenther, coordenador defensivo dos Raiders, expressou sua desaprovação com a penalização imposta pela NFL ao jogador.

“Nós termos assinado com ele e a história que eu tive com esse cara, com a gente sabendo que a próxima infração que ele receberia acabaria com sua temporada, talvez sua carreira, acho que foi uma caça às bruxas desde o início, honestamente. Alguém na liga não queria que ele jogasse futebol americano e eles conseguiram o que queriam. Então, vamos manter um olhar atento, os Raiders vão manter um olhar atento e assegurar que todos sejam mantidos sob o mesmo padrão que Vontaze foi”, frisou Guenther.

– O quarterback Sam Darnold, do New York Jets, não é conhecido por declarações chamativas. Mas, desta vez, ele saiu do seu padrão e expressou altas expectativas em relação ao seu ataque.

“Neste momento, estamos sentindo a falta de Chris (Herndon). Assim que todos os caras voltarem a ficar juntos, eu acho que somos imparáveis no ataque – ou podemos ser”, falou Darnold, referindo-se ao tight end lesionado. “Depende de nós e de como executamos. Acho que depende de quantos pontos marcamos. Acho que somos capazes de muitos pontos. Com nossa linha ofensiva, também, a maneira como eles jogaram no último jogo, com a maneira como estamos correndo com a bola e a maneira como eles estão protegendo, o céu é o limite para nós”, ressaltou.

– O wide receiver Demaryius Thomas, do New York Jets, teve uma passagem pelo New England Patriots na pré-temporada. Mas ele não ficou na franquia de Foxborough, sendo trocado por Bill Belichick e companhia com os Jets antes da temporada 2019.

E, em entrevista ao ‘New York Daily News’, Thomas disse que ele se sentiu insultado por New England ao ser cortado quando eles precisavam de uma vaga no elenco para fechar com Antonio Brown, que foi dispensado pelos Pats menos de duas semanas depois.

Os Patriots dispensaram Thomas durante os cortes finais antes da temporada, mas acabaram o recontratando três dias depois. Oito dias mais tarde, ele foi trocado com os Jets.

“Foi um insulto, com certeza. Depois que eu fui cortado, eu poderia simplesmente vir aqui (para os Jets) e não ficar lá e reassinar. Quando eles fecharam novamente comigo, eu estava pensando que era bom. Duas semanas depois, eu fui embora. Então é como: ‘por que eu perdi meu tempo?’. Porque, no final das contas, foi uma perda de tempo para mim”, afirmou Thomas à publicação.

Demaryius vai reencontrar os Patriots no Monday Night Football, quando o NY Jets recebe a franquia de Foxborough.

Comments
To Top