NFL

No Huddle: Deshaun Watson 50% certo e decisão sobre Ezekiel Elliott

Deshaun Watson, quarterback do Houston Texans

(Crédito: Twitter/reprodução)

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– Bill O’Brien, head coach do Houston Texans, ficou impressionado com a primeira aparição do quarterback calouro Deshaun Watson em uma partida da NFL. “Algo que me impressionou desde que o conheci é que ele é muito equilibrado. Ele joga de forma calma. Obviamente nada é grande demais para ele. Ele teve grandes partidas. Para seu primeiro jogo na NFL, tenho certeza que ele estava um pouco nervoso, mas não mostrou isso”, afirmou.

“Há muito para ser corrigido. Ele sabe disso. Eu diria que ele está 50-50 em alguns dos esquemas que corremos, certo ou errado. Ele estava certo em 50% das vezes. Ele esteve errado em 50% das vezes. E isso é de se esperar de um calouro. Mas acho que seu equilíbrio no geral, comportamento e forma como ele vê o jogo sempre foi impressionante”, disse O’Brien sobre Watson. “Ele é um jogador inteligente e distinto. Para seu primeiro jogo, acho que ele fez grandes coisas’.

– A decisão da National Football League sobre uma potencial suspensão a Ezekiel Elliott, running back do Dallas Cowboys, deverá sair em breve, podendo acontecer na sexta-feira, infirmou Ian Rapoport, da ‘NFL Network'. Apesar da proximidade da decisão, o tight end Jason Witten acredita que nada irá acontecer, assim como outros jogadores do time texano. “Estamos confiantes que isso vai dar certo e ele disso tudo para seus companheiros de equipe”.

– Jeff Garcia, ex-jogador do San Francisco 49ers, acredita que o quarterback Brian Hoyer poderá comandar a franquia da Califórnia. “Quando ele pisou no campo em Cleveland sob o sistema de Kyle Shanahan, eu gostei do que vi e como ele comandou o sistema. Com uma offseason completa, um training camp completo, para ser o cara e ter o sistema de Shanahan. . . agora é questão de ficar saudável e executar o sistema. Acho que ele é muito capaz de fazer isso e tirar proveito desta oportunidade”.

– O ex-offensive lineman Ryan O'Callaghan revelou que pensou em suicidar porque ele sabia que não poderia viver sua vida abertamente como homem gay após ele ter jogado na NFL e ele defendeu a liberação da maconha. “Eu estava abusando dos analgésicos. Isso ajudou com a dor das lesões e a dor de ser gay. Eu não me preocupava em ser gay quando tomava Vicodin. Para pessoas como eu, a maconha é uma dádiva de Deus, porque você não quer tomar essas pílulas”, disse ele antes de afirmar que a NFL “sabe que isso é inofensivo e não melhora o desempenho”.

– Cardele Jones aparece como o terceiro quarterback do Los Angeles Chargers, mas Antonio Gates acredita em seu potencial. “O teto é ilimitado para ele. Se ele vai ficar ou não depende do processo. Ele tem feito um ótimo trabalho”, afirmou o tight end, que acrescentou que Jones tem uma “habilidade especial”.

– O ataque do New York Jets está um caos, mas Charone Peake, wide receiver escolha de sétima rodada de 2016, acredita na força dos recebedores do time nova-iorquino. “Definitivamente existe um recebedor de mil jardas no time. Poderia ser mais de um. Há um monte de bons recebedores aqui”.

– Larry Fitzgerald, wide receiver do Arizona Cardinals, gosta de história e da história da National Football League, mas ele acredita que a nova geração não compartilha o mesmo respeito pelos ex-jogadores. “Conheço jogadores que vieram antes de mim e tenho grande respeito por ele. Não sei se a geração mais nova realmente sabe isso ou se preocupa com isso. É uma geração completamente diferente”.

– Al Saunders, treinador dos wide receivers do Cleveland Browns, ficou impressionado com Duke Johnson. “Ele pega a bola tão bem como qualquer outro recebedor nisso. Ele tem muito talento como recebedor. Ele é como uma rainha no tabuleiro de xadrez. Eles podem mudar a cada ponto. Eles fazem tudo e te dão uma vantagem”.

– Segundo Albert Breer, do ‘MMQB.com’, o Cincinnati Bengals negou uma oferta de uma escolha de segunda rodada para adquirir o quarterback AJ McCarron neste offseason.

– Bill Belichick, head coach do New England Patriots, elogiou o profissionalismo do nose tackle Vince Wilfork, que se aposentou nesta offseason. “Isso talvez seja surpreendente, mas é verdade. Vince nunca foi multado por excesso de peso e nunca perdeu um teste de condicionamento físico”.

– O safety Mykkele Thompson, que foi escolha de quinta rodada do draft de 2015 do New York Giants, foi dispensado pela franquia nova-iorquina com a designação de lesão.

– Jason Garrett, head coach do Dallas Cowboys, afirmou que Chris Jones é “realmente um bom jogador de futebol americano” quando perguntado sobre a extensão do contrato do punter e explicou o que ele quis dizer, já que não é normal ver atletas das equipes especiais serem chamados de jogadores. “Suas pontuações são similares com a de caras de outras posições. Nós fomos lá e vimos ele no teste de agilidade e o punter e o kicker estão junto com os defensive backs”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top